Pensando em viajar para a Rússia, talvez COPA 2018? Voltamos da nossa viagem recentemente e agora estamos cheios de dicas para dar para quem quer conhecer esse lindo país! Vamos começar com dicas básicas que todo viajante precisa saber para viajar para a Rússia.

O que você precisa saber antes de viajar para a Rússia:

1- Eles não falam inglês: sim, isso é fato, POUCOS falam inglês e quando falam é o básico do básico. A comunicação é bem complicada, em Moscou principalmente. Já em São Petersburgo por ser mais turística notamos mais gente falando inglês e também em menus dos restaurantes. Mas dá para se virar! Aponte, faça mímica e use o Google Tradutor, ele se mostrou muito bom até na parte de traduzir por áudio e por imagem. Por isso é muito importante ter internet no celular! Nós compramos um chip com internet ilimitada por 500 rublos (cerca de 25 reais) da MTC já no aeroporto de Moscou.

2- O transporte em Moscou e São Petersburgo é muito bom: passagem barata para o metrô (em torno de 3 reais), com linhas que cobrem toda a cidade e até subúrbio. Os trens são frequentes e você não precisa esperar muito. Alguns vagões são bem antigos e outros bem modernos. Os ônibus são bem antigos e mal conservados mas funcionam, a passagem é em torno de R$1,5. Para saber mais sobre a locomoção em Moscou e as lindas estações de lá, confira esse post.

A Tepemok é uma fast food de panquecas e tem menu em inglês!

3- Alimentação: é raro encontrar uma boa salada por lá e com um bom preço, quando se acha, o preço é alto, assim como as frutas. O strogonoff é um prato tipicamente russo, a diferença é que não usam molho de tomate e o creme de leite é substituído pelo sour cream. Outra comida muito comum em muitos restaurantes é a sopa Borsch a base de beterraba (uma delícia). Comida de rua boa e barata além do famoso shawarma é o bliny uma panqueca que pode ser só com sour cream ou recheada com muitas coisas. O preço da alimentação é comparado com cidades no Brasil como Curitiba (em Sampa e Rio é tudo mais caro), então é possível fazer boas refeições por bons preços. Salmão e caviar são bem comuns e baratos por lá! Faremos em breve um post com mais detalhes e preços da alimentação!

4- A educação russa: nós brasileiros conhecemos a Rússia por vídeos de acidentes loucos, brigas e por aí vai… e isso pode causar um certo preconceito com os russos. Notamos que nos serviços eles são um pouco ríspidos sim, com uma certa má vontade de atender. Já no metrô notamos uma ótima edução das pessoas para ceder assento para mulheres e pessoas mais velhas. Outra coisa que notamos principalmente em Moscou que faz parte da educação, é a limpeza da cidade; não jogam lixo no chão, conservando a cidade como a mais limpa que já vimos até agora (sim, bateu as cidades do Japão). Não fomos tratados com grosseria por lá, já na Itália… hehehe!

5- Esteja preparado para andar muito: não sabemos como é em outras cidades mas em Moscou e São Petersburgo tudo é muito grandioso e requer muitos passos! Nossa média de andadas pelas cidades foi de 12km por dia! SIM, andando! Os museus são enormes, os parques enormes, palácios enormes…Então prepare as pernas e leve sapatos confortáveis para andar muito.

Pôr do sol – 21h

6- Noites brancas: no verão (agora em Julho) grande parte da Rússia não tem noite, o sol fica o dia inteiro ali, são conhecidas como noites brancas. Como nós fomos na primavera, ainda pegamos um pouco de escuridão; o sol começava a se por as 21h da noite e nascia as 4h da madruga. Isso é um pouco complicado para entrarmos no fuso horário e entender que já é hora de dormir mesmo estando claro 😛

7- O Putin é O cara: não só em lojas de souvernirs mas também em lojas de marca russa. Nas lojas de souvernirs tem Putin com urso, Putin pescando, Putin disso e daquilo em canecas, chaveiros, imãs e até nas famosas matrioskas… é engraçado 😀

Museu da grande guerra patriótica em Moscou

8- A Grande Guerra Patriótica: a participação da Rússia na 2a guerra é muito importante para eles, eles a chamam de A Grande Guerra Patriótica. Há pelas cidades diversos monumentos/estátuas lembrando da guerra, todos com flores, sempre. Então se for falar com um russo sobre a guerra, cuidado com o que vai falar! Visitamos um museu sobre a guerra em Moscou que era incrível, logo faremos post sobre ele aqui!

9- Não precisa de visto: o Brasil tem um acordo com a Rússia que isenta nós brasileiros de visto para estadia de até 90 dias no país. UHU!

10- Utilize o UBER! Se você quer dar uma volta de táxi esqueça os tradicionais, não existe taxímetro e o valor precisa ser combinado antes, em Moscou pegamos um táxi e conseguimos baixar o valor de 1000 rublos para 700 mas em São Petersburgo os taxistas queriam nos cobrar 2000 rublos para andar 3 km (sendo que em Moscou fizemos um trajeto de 6 km) e como não queríamos, nos mandaram pegar ônibus! Eles são um pouco picaretas com os turistas. Então quando fomos embora, decidimos chamar um Uber, um valor super barato pois é o aplicativo que escolhe, além disso os carros são novos e adesivados com o logo da Uber. Do centro de São Petersburgo até o aeroporto (uns 12km) deu 580 rublos.

11- Russo não tem cara: sabe aquela ideia de os russos são altos, magros e bem claros? São poucos! A Rússia é um país enorme que vai da Europa até a China então tem gente de tudo quanto é tipo, nós fomos várias vezes confundidos com russos pois vinham falar russo conosco sempre 😀

12- Segurança: acreditamos que seja talvez por conta dos atentados frequentes no país, todos os lugares têm detector de metais. Shoppings, metrô, lojas e até no hotel! Só não existe em restaurantes. No metrô diversas vezes fomos pedidos para passar num raio-x por conta da mochila que levávamos e as vezes pediam para abrir. Quanto a questão de roubos, nos sentimos muito tranquilos em ambas as cidades, não vimos nenhum assalto, não tentaram nos aplicar algum tipo de golpe nem nada, nos sentimos muito seguros! Mas é bom não dar mole né? 🙂

Esperamos que tenham gostado das dicas, mais posts sobre essa viagem virão! Enquanto isso, confira o nosso primeiro vídeo:

Para onde viajar
Eu tenhoBudget
e quero viajar porDias
Para onde viajar

Co-fundadora do Quanto Custa Viajar. Ama conhecer novos lugares, culturas, pessoas e comidas!

6 comentários

  1. Oi Amanda, excelente postagem, muito informativa! Estou para ir a Rússia agora em julho e fiquei com uma dúvida: whatsapp e facebook funcionam normalmente por lá? Obrigado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *