Descoberta há muitos e muitos anos, a Ilha de Malta tem caído nas graças de turistas e intercambistas do mundo todo por vários motivos. Além de ser paradisíaco e ter um clima agradável, o país tem um dos menores custos de vida de toda a Europa, o que o torna ainda mais atraente.

Com cerca de 420 mil habitantes, a ilha mais populosa do continente fica ao sul da Sicília, na Itália e tem influência inglesa e italiana, sendo uma ótima escolha para quem deseja aprender ambas as línguas, além do idioma maltês, que é o oficial. O arquipélago é composto por oito ilhas ao todo, sendo Malta a mais famosa delas e Sliema a cidade escolhida pelos intercambistas, que também podem optar por Valeta e St. Julian.

SONY DSC

O custo de vida se baseia, talvez, no salário mínimo três vezes menor do que as demais cidades europeias. O gasto com refeições fica em torno de 6 e 15 euros; os lanches do McDonald’s, por exemplo, custam em média 7 euros. Com moradia, gasta-se em torno de 250 a 500 euros com o aluguel de um bom apartamento, que fica em prédios de no máximo cinco andares, pois não há nenhum mais alto do que isso. O passe de ônibus, válido por 24h, custa apenas 1,50 euro.

Ou seja, trabalhar e estudar em Malta pode não ser uma má ideia. Para ficar até 90 dias na ilha não é preciso de visto e estudantes não podem trabalhar. Mesmo assim, podem aproveitar toda a beleza, as festas, a boa comida e as praias incríveis deste trecho europeu, com clima de 40ºC durante o verão e cerca de 15ºC no inverno.

malta5

malta12

malta7

malta3

malta9

malta4

malta6
malta11

Post por Brunella Nunes via
Fotos: reprodução

Quando não está viajando pelo mundo, está viajando nas ideias.

1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *