Morar e trabalhar na Nova Zelândia: o que você precisa fazer antes de ir

Morar e trabalhar na Nova Zelândia: o que você precisa fazer antes de ir



Brasileiros não têm medo de se jogar no mundo e a Oceania está constantemente na mira de muitos deles, sendo a Austrália um dos principais destinos na lista de desejos. Outra ideia que tanto matuta nas mentes brazucas é morar e trabalhar na Nova Zelândia, lugar encantador e cheio de oportunidades. Saiba o que você precisa fazer antes de mudar o rumo da sua vida.

Assim como nos demais países, existem vários tipos de vistos: turista/visitante, férias com trabalho, residência, estudante e visto de trabalho. Para quem deseja morar e trabalhar, é necessário ter o visto de trabalho, Work Visa, e, se ficar por mais de dois anos, pode tirar o de residência, que tem também vários tipos, mas o mais conhecido é o Skilled Migrant. Com ele se consegue viver como um local, ter acesso a saúde e escola pública, etc.

Você pode começar esse processo todo olhando o LTSSL – Long Term Shortage Skill List, lista elaborada pelo governo que mostra todas as profissões em demanda no país atualmente e segue em constante atualização. Assim, fica mais fácil dar o primeiro passo para o visto de trabalho, que é encontrar um empregador, chamado de sponsor.

Conseguindo esse contato com quem esteja disposto a te dar emprego, é hora de dar entrada na documentação e colocar a mão no bolso para pagar as taxas. É necessário ter a solicitação para visto de trabalho, preenchendo o formulário INZ1015 – Work Visa Application, e também ter em mãos o formulário INZ1113 – Employer Supplementary Form, no qual o empregador alega que ofereceu uma vaga a um estrangeiro após comprovar que não encontrou mão de obra local (do continente e não só do país) para tal ofício. A renovação do visto é anual.

Claro que também há uma documentação exigida, como passaporte válido até no mínimo três meses após a data de partida da Nova Zelândia, fotos 3×4 recentes, contrato, comprovação de qualificações e experiência para a oportunidade oferecida e comprovante de vínculo com o Brasil. Quem deseja ficar no país acima de seis meses e menos de 12 meses, precisa também apresentar o  Formulário INZ1096 – Chest X Ray Certificate, formulário de Raio-X reenchido por um radiologista credenciado pela imigração da Nova Zelândia; se a ideia é ficar por mais de 1 ano, é preciso do atestado presente no Formulário INZ 1007 – General Medical Certificate.

No site oficial da imigração para a NZ tem o passo a passo certinho para este procedimento e aqui estão todas as guias necessárias para o que você deseja fazer no país.

visto de trabalho nova zelandia

Outra opção é tirar o visto Working Holiday, que seria férias com direito a trabalho temporário. Este é o visto mais concorrido de todos e tem disponível 300 vagas para brasileiros anualmente. Algumas exigências prévias fazem parte do processo, como ter entre 18 e 30 anos, comprovar que possui NZ$4,200 e não levar filhos/parceiros. As inscrições são abertas online numa determinada data, sendo 23 de agosto de 2016 – data do Brasil, ou 24 de agosto de 2016 – data da Nova Zelândia, que pelo fuso horário está um dia à frente. Não há mais divulgação do horário.

O site costuma superlotar no dia em que são abertas as fichas, portanto, tem que ser extremamente pontual e atento na hora de se cadastrar. Ao final, uma taxa deve ser paga no cartão de crédito internacional. Você pode conferir como funciona todo o procedimento neste link, em português.

Para quem deseja viver permanentemente por lá, consulte este link. O visto de residência é mais complicado e burocrático, pois requer uma análise muito maior, e pode levar de 6 a 9 meses para que seja aprovado ou reprovado. Você pode encontrar mais detalhes aqui e aqui.

Existe também uma ferramenta de auxílio bem bacana que faz 16 perguntas sobre seus interesses no país e envia informações no seu email de acordo com as suas respostas. São questões como “vai trazer filhos?” “há animais vindo com você?” e “já possui oferta de trabalho?”. Assim há um filtro do que você vai precisar fazer.

Partiu mudar de país?

Para onde viajar
Eu tenhoBudget
e quero viajar porDias
Para onde viajar

2 comentários

Comente
  1. 1
    10 opções para quem quer fazer intercâmbio depois dos 30 anos - Dicas de viagem

    […] Quem tem caído nas graças dos brasileiros é a Nova Zelândia, um país tranquilo logo ao lado da agitada Austrália. Designada como “capital mundial da aventura”, ali é o paraíso dos adeptos aos esportes radicais, seja na neve, nos belos lagos ou no meio das montanhas. Paisagens deslumbrantes é o que não falta na ilha vulcânica. Além de atrair jovens e mochileiros, também tem espaço para famílias e pessoas acima dos 30, 40 ou 50 anos. Para pessoas de até 30, é possível tirar o visto Working Holiday, que une “férias” e trabalho por até 12 meses. Saiba mais sobre morar e trabalhar na Nova Zelândia neste post. […]

+ Deixe um comentário