Com apenas 500 mil habitantes, Dublin mistura seu jeito de cidade interiorana com uma vocação de metrópole cosmopolita. As atrações do destino são comparáveis às de capitais europeias de grande porte, como Londres ou Paris, e sempre há algo novo acontecendo em suas ruas. 

Leia Mais

Mesmo quando a programação não está tão animada, apenas um passeio pela cidade já mostra o potencial turístico de Dublin. As portas coloridas em estilo georgiano são cercadas por lendas. Há quem diga que foram pintadas para facilitar o reconhecimento das casas após longas bebedeiras nos pubs. Outros indicam que a pintura trata-se de um protesto realizado pela população contra uma ordem de luto emitida pela Rainha Victoria após a morte do príncipe Albert, em 1861. Independentemente da história verdadeira, elas se tornaram um ícone e garantem fotos incríveis em praticamente qualquer esquina.

Outra marca da cidade é a sua paixão por cerveja e especialmente pela stout mais famosa do mundo, a irlandesa Guinness. A bebida é tomada em um copo grande, a pint, cuja medida é 568ml, dos quais 500ml são destinados ao líquido e 68ml voltados para a espuma. Para entender mais sobre a adoração dos irlandeses pela marca, a dica é rumar para a Guinness Storehouse, o museu da cerveja homônima. Ou, quem sabe, ir para algum dos pubs do Temple Bar, onde turistas e locais se divertem enquanto desfrutam da bebida típica do país ao som de muita música irlandesa.

A música também é o motivo que leva muitas pessoas a visitar a Grafton Street, principal avenida comercial da cidade. No local, músicos de rua dividem a atenção com diversas lojas de grife. A tradição é retratada no filme Once (Apenas Uma Vez), que mostra a cena de artistas de rua local. Até mesmo músicos famosos voltam à Grafton para presentear os transeuntes com seu talento. Dizem que Bono Vox, vocalista do U2, costuma dar as caras por lá perto do final do ano...

No Centro, o Spire marca o ponto de encontro mais comum de Dublin. O enorme monumento em forma de agulha mede 120 metros de altura e é considerado a maior escultura do mundo. Ela não é a única que vive no imaginário da cidade. A estátua de Molly Malone é outro monumento que faz parte da vida local, apesar de sua história estar envolta em mistério, já que ninguém sabe ao certo quem foi essa mulher ou se ela existiu de fato. 

Como chegar

Não há voos diretos que ligam o Brasil a Dublin. Apesar disso, basta uma escala em alguma cidade europeia para chegar ao destino. Em geral, as rotas mais curtas são operadas pela Air France, com escala em Paris; pela British Airways, com parada em Londres; e pela KLM, passando por Amsterdã. Latam e Lufthansa também oferecem a opção de escalas em Frankfurt; enquanto a Iberia faz sua parada em Madrid.

Em muitos casos será possível comprar as passagens com stop over gratuito ou pagando uma pequena diferença de preço. Isso dependerá, no entanto, da disponibilidade da companhia escolhida. Se tudo der certo, a viagem a Dublin já se transforma automaticamente em um roteiro maior pelo Velho Continente.

 

De outras cidades da Europa

Encontrar passagens baratas para Dublin dentro do continente europeu será muito simples. Berço da low cost Ryanair e da nacional Aer Lingus, a Irlanda recebe muitos voos econômicos saindo de lugares como Paris, Bruxelas, Amsterdã, Londres, entre outras. Estes voos são geralmente ótimas opções para conectar diferentes países da Europa Ocidental.

Por estar localizada em uma ilha, as conexões por terra são poucas e se restringem a cidades próximas dentro da Ilha da Irlanda. Também é possível fazer parte da rota por terra para diferentes destinos da Grã-Bretanha e da França - nesses casos, a outra parte do trajeto é feita de ferry. Mesmo assim, os preços costumam ser mais caros do que os oferecidos pelas companhias aéreas low cost.

 

No aeroporto

Localizado a uma distância de cerca de 10 km do centro, o Aeroporto de Dublin (DUB) está bem conectado a diferentes bairros da cidade. Ônibus especiais levam os viajantes até a região central em um trajeto que dura cerca de meia hora. As passagens podem ser compradas diretamente na chegada. Uma alternativa é o uso de táxis, que pode ser até mesmo mais econômico do que o transporte coletivo para aqueles que viajam em grupos de três ou quatro pessoas. 

Vida noturna

Não é preciso muita pesquisa para descobrir que o melhor da vida noturna em Dublin fica na região do Temple Bar. Pertinho do centro, a área é repleta de bares e restaurantes para todos os gostos. Com frequência você vai encontrar bandas tocando música ao vivo nestes lugares.

Entre os pubs mais famosos da região está o homônimo Temple Bar, que persiste no local há mais de 160 anos. A construção vermelha já se tornou quase um símbolo do bairro. Além dela, o Auld Dubliner é também um pub bastante frequentado e normalmente conta com shows de música irlandesa que vão de interpretações de U2 a canções tradicionais do país.

Uma presença constante na noite de Dublin são as pints de Guinness. A cerveja stout mais famosa do mundo é típica da Irlanda e nenhuma viagem será completa se você não prová-la em um verdadeiro pub irlandês. Que tal fazer isso no mais antigo da cidade? O The Brazen Head é o responsável por este título. Fundado em 1198, ele conta com shows de música típica irlandesa, além de servir pratos da gastronomia do país.

A comunidade LGBT vai encontrar as melhores baladas no famoso The George. Aberto sete dias por semana, o local é uma parada obrigatória para curtir o melhor da cena gay de Dublin. Mesmo assim, a cidade inteira é bastante aberta nesse sentido e a própria população votou a favor do casamento homoafetivo em 2015, fazendo com que a legislação do país fosse alterada para permitir que pessoas do mesmo sexo pudessem se casar legalmente.

Quem não quer se limitar aos locais mais turísticos pode também aproveitar para conhecer os bares localizados na Richmond Street e na Camden Street. Frequentados pela comunidade local e por moradores internacionais da cidade, eles são uma ótima alternativa aos bares do Temple Bar. Um dos segredos da região é o The Bernard Shaw, que reúne um público criativo em seu beer garden, onde você terá a oportunidade de comer uma pizza em um restaurante localizado dentro de um ônibus. 

  • População 527.612 mil

  • Hora local 16:05

  • 1 Euro R$ 3,89

  • Temperatura local 2.69º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Dublin

Atrações turísticas em Dublin

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Dublin

Hospedagem em Dublin

menor valor maior valor
Albergue R$ 124,38 R$ 684,95
Hotel R$ 247,60 R$ 1.214,86
Apartamento R$ 303,18 R$ 1.550,88

Alimentação em Dublin

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 23,38 € 6.01 a R$ 54,50 € 14.01
  • Almoço


    R$ 23,38 € 6.01 a R$ 72,40 € 18.61
  • Jantar


    R$ 45,44 € 11.68 a R$ 104,96 € 26.98