O Google Flights é um dos buscadores de passagens aéreas mais completo que existe. A ferramenta é capaz de comparar voos para diversos destinos, indicar as melhores datas para viajar, sugerir lugares para visitar com base nos preços mais baixos saindo da sua cidade ou mesmo criar alertas para ser avisado sempre que os preços de passagens baixarem. Ufa!

É tanta coisa que fica difícil descrever cada um destes recursos, mas ousamos fazer isso nesse guia completo para economizar em passagens usando o Google Flights.

Na página inicial, o site já cumpre com a função básica de um buscador: encontrar a melhor passagem entre dois destinos. Basta inserir o local de saída, a cidade para onde deseja ir e indicar as datas da viagem para ter acesso a todos os voos disponíveis entre os dois locais durante o período programado para sua viagem.

Até aí, nenhuma novidade, certo?

Página inicial do Google Flights
Página inicial do Google Flights

No entanto, os diferenciais do Google Flights começam a mostrar sua utilidade quando os planos não estão tão fechados assim…

Como usar o Google Flights para pesquisar destinos

Quando a vontade de viajar fala mais alto, mas os planos são flexíveis (e o orçamento também), o Google Flights pode ser um aliado e tanto nas reservas de passagens aéreas.

Uma de suas funções é justamente pesquisar por passagens para qualquer lugar do mundo. Nesse caso, bastará inserir o seu aeroporto ou cidade de origem e, ao invés de informar um destino específico, clicar na opção “Mais destinos“, como eu mostro na imagem abaixo.

Clicando em "Mais destinos", o Google Flights irá indicar os melhores voos com saída de cada cidade
Clicando em “Mais destinos”, o Google Flights irá indicar os melhores voos com saída de cada cidade

Depois disso, um mundo de possibilidades se abrirá na sua frente – e nós estamos falando literalmente.

A ferramenta é capaz de mostrar todos os voos próximos nas datas selecionadas, indicando algumas das melhores opções e mostrando os valores, companhia aérea e tempo de viagem de cada uma delas.  Ao mover o mapa, os resultados vão sendo atualizados junto, permitindo descobrir voos para qualquer lugar do globo.

Como bônus, a plataforma ainda destaca em verde alguns dos preços que estão mais baixos do que o normal nas datas pesquisadas. Assim, é possível perceber se aquele é o valor regular ou faz parte de uma promoção, por exemplo.

Um mapa completo mostra todos os destinos disponíveis para viagem, com preços
Um mapa completo mostra todos os destinos disponíveis para viagem, com preços

Se o seu país de destino já estiver definido, mas os trechos intermediários não, há ainda a opção de realizar uma busca por todos os aeroportos dentro do território. Isso permite ver uma gama completa dos voos que ligam sua cidade de origem à nação que será visitada.

No exemplo abaixo, por exemplo, fiz uma pesquisa para uma viagem saindo de Paris com destino à Espanha. Esse tipo de busca é ideal para quem pretende fazer um roteiro grande por um país, visto que muitas vezes não irá atrapalhar o planejamento chegar por uma cidade ou por outra.

Para as datas pesquisadas, o Google Flights indica que Barcelona é o destino mais barato.

A ferramenta indica os principais voos para cada país

Pesquisar passagens sem data definida

Esse é outro segredinho que o Google Flights guarda para os viajantes mais sagazes. Além de escolher uma viagem sem destino específico, a plataforma permite fazer a pesquisa sem data definida.

Para isso, basta clicar nos dias marcados e selecionar a opção “Datas flexíveis”. A partir daí, um novo menu se abrirá, com opções de escolher meses específicos ou deixar as datas abertas para qualquer período dos próximos seis meses. Existe ainda a possibilidade de escolher a duração ideal da viagem: um final de semana, uma semana ou duas semanas.

Uma das funções do Google Flights permite pesquisar passagens sem datas definidas

Pesquisando voos de diferentes aeroportos

Que viajante não passou horas pesquisando passagens saindo de diferentes aeroportos para calcular qual deles seria mais vantajoso? O Google Flights incorporou essa função e fez com que as buscas fiquem mais simples.

Por exemplo, uma pessoa que more em Porto Alegre sabe que normalmente é possível encontrar voos econômicos saindo da cidade para Curitiba, São Paulo ou para o Rio de Janeiro. Portanto, para uma viagem mais longa, pode ser interessante pesquisar também voos saindo de aeroportos localizados nestes destinos.

Vamos supor que essa pessoa pretenda voar para a Tailândia. Ela pode iniciar a pesquisa como voos Porto Alegre > Tailândia. Para adicionar outros aeroportos de origem, basta clicar no símbolo de “+” (mais) localizado ao lado do aeroporto selecionado inicialmente.

A função de selecionar múltiplos aeroportos é uma das preferidas dos viajantes
A função de selecionar múltiplos aeroportos é uma das preferidas dos viajantes

A partir daí, basta inserir quais cidades e/ou aeroportos deseja incluir na lista.

Ao selecionar São Paulo, por exemplo, é possível optar por pesquisar por todos os terminais da cidade ou escolher apenas os que forem de seu interesse, como mostra a imagem abaixo.

Escolha todos os aeroportos de um destino ou selecione apenas os que encaixarem em seu roteiro

No exemplo acima, o voo mais barato encontrado seria uma passagem saindo do Rio de Janeiro com destino a Phuket (e quatro escalas no caminho). Essa jornada, com duração de quase 40 horas, sairia por somente R$ 4.500.

De Porto Alegre diretamente para a Tailândia, as passagens mais baratas sairiam por cerca de R$ 6.200 nas mesmas datas, com destino a Chiang Rai. Apesar de ter apenas duas escalas, os voos teriam uma duração de 45 horas no total, o que significa que a única perda seria mesmo no quesito conforto – mudança de aviões é sempre desagradável.

No final das contas, a troca de aeroporto poderia gerar uma economia de quase R$ 1.700 apenas nesta passagem. Esse valor é suficiente para pagar os custos de viagem da capital gaúcha até o Rio de Janeiro e ainda pernoitar uma ou mais noites na Cidade Maravilhosa.

Como filtrar sua busca?

Você reparou naquele menu que fica na parte superior do mapa?

Ele também é seu aliado para encontrar as melhores opções de voos usando o Google Flights.

Ao clicar em cada um dos itens, é possível refinar as buscas por escalas (selecionando apenas voos diretos, por exemplo), marcar com quais companhias aéreas prefere voar, escolher horários de partida e regresso e até mesmo selecionar a duração dos voos, evitando assim trajetos muito longos.

Outro filtro bastante útil é o de bagagens, que permite escolher quantas malas você deseja levar – embora alguns trechos não disponham dessa funcionalidade.

Essas mesmas opções estarão disponíveis na tela de escolha de passagens, quando tanto a data quanto o destino da viagem já estiverem decididos. Neste caso, o menu se amplia e conta com ainda mais filtros, como a restrição de voos segundo um preço definido pelo usuário, seleção de possíveis aeroportos de conexão (quando houver) e até mesmo a opção de comprar passagens separadas ou não, no caso de voos com paradas.

Google Flights permite filtrar as passagens de acordo com as suas necessidades

Alerta de preços do Google Flights

Pesquisa feita, filtros aplicados. Acabou? Não, pode parecer até exaustivo, mas ainda há mais possibilidades dentro da ferramenta.

A principal delas é uma dica de ouro para quem está planejando o roteiro com muita antecedência. Trata-se do rastreamento de preços, que permite, nas palavras do próprio Google, “monitorar o menor preço desta viagem e receber alertas de preço e dicas de viagens por e-mail”.

Ou seja. Se mesmo depois de toda a busca você não ficar satisfeito, ainda é possível se cadastrar para receber alertas caso o preço das passagens suba ou baixe nos próximos dias. Como você provavelmente já estará conectado com sua conta do Google no momento de fazer as buscas, basta apenas ativar a opção de rastrear preços.

O rastreamento de preços garante que você saberá sempre quando o valor das passagens subirem ou baixarem

Outras maneiras de melhorar suas buscas

Há ainda três funções pouco utilizadas, mas que permitem analisar melhor os preços oferecidos em um trajeto. Elas ficam logo ao lado do rastreamento de preços e são as seguintes:

  • Calendário
  • Gráfico de preços
  • Aeroportos por perto

Vamos entender melhor o que cada uma destas funções significa, começando pelo…

Calendário do Google Flights

Esse calendário é bastante similar ao utilizado por alguns sites de companhias aéreas. Ele consiste em uma busca por passagens que estejam próximas da data escolhida pelo usuário.

No caso, havíamos selecionado como data de ida o dia 21 de novembro, com regresso no dia 24 de novembro. A partir destes dados, o aplicativo simula a compra de passagens três dias antes ou três dias depois dos escolhidos e cria uma tabela mostrando os melhores valores no período.

Os dias que oferecem as passagens mais baratas são marcados em verde, enquanto aqueles que mostram voos mais caros aparecem com preços em vermelho. Mais intuitivo do que isso, impossível.

Olha que bacana o resultado:

A função de calendário é perfeita para quem possui flexibilidade de datas para a viagem

Gráfico de preços

Para quem tem datas ainda mais flexíveis, o gráfico de preços do Google Flights pode ser uma ótima ferramenta de pesquisa. Ele não se limita a mostrar apenas os preços disponíveis para os próximos dias, mas aposta em uma comparação detalhada entre as passagens para os próximos dois meses, considerando a duração da viagem escolhida por você.

Para ampliar este período, basta clicar sobre as flechas que se encontram nas duas extremidades do mapa e ir analisando os preços praticados em diferentes épocas do ano.

Gráfico mostra os preços de uma passagem ao longo do ano

Aeroportos por perto

Em alguns casos, trocar o aeroporto de origem ou destino em uma viagem pode também garantir uma boa economia. Com essa função, o Google Flights auxilia quem vive próximo a dois ou mais aeroportos a decidir qual o melhor para cada roteiro.

O recurso sugere aeroportos que ficam próximos à cidade de saída do voo e os mostra em uma nova tela, onde é possível selecionar aqueles que fizerem sentido dentro do trajeto e adicioná-los às buscas. Ao passar o cursor sobre o mapa, ele indica ainda qual o tempo de viagem de carro até cada um dos aeroportos, o que pode facilitar a decisão de quais incluir ou não no planejamento.

Função “Aeroportos” mostra opções de embarque nos arredores

Após selecionados, os aeroportos irão aparecer na sua página de pesquisas de voos. Assim, se houver alguma passagem mais econômica saindo de algum destes destinos, você ficará sabendo.

Como comprar passagens pelo Google Flights

Depois da pesquisa completa, é hora de decidir qual passagem comprar e de fato efetuar a compra. Nesse momento, muita gente se pergunta sobre como comprar passagens pelo Google Flights, mas é realmente muito fácil.

Ao clicar no voo escolhido, você verá uma tela mais ou menos assim:

Tela de seleção de compra de passagens do Google Flights

Logo abaixo dos detalhes do voo o Google Flights lista algumas opções de reserva para os trechos escolhidos e os preços praticados por cada uma delas.

Normalmente, os preços serão bastante similares, mas podem haver algumas diferenças entre eles. A partir daí, basta escolher o provedor de passagens no qual você mais confia e clicar em “Selecionar”.

Você será redirecionado para o site de venda da companhia aérea ou buscador de passagens escolhido. A página que se abrirá já irá apresentar uma pré-seleção do voo, baseada na busca que você havia feito. A compra será realizada diretamente nesta plataforma e não pelo Google Flights (embora o buscador de voos do Google seja remunerado por alguns de seus parceiros aéreos).

Feito isso, é hora de arrumar as malas e começar a planejar seu roteiro. Aproveite para conferir a nossa planilha de viagem gratuita que promete ajudar no seu planejamento e embarque sem preocupações! 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *