Entenda por que as passagens aéreas para Buenos Aires ficam caras

Entenda por que as passagens aéreas para Buenos Aires ficam caras



Brasileiro adora falar mal de argentino e vice-versa, mas olha…um sempre está na casa do outro! E entre tapas e beijos, muita gente já conheceu e amou as terras portenhas. Mas, de um tempinho pra cá, os preços mudaram e têm afastado esses dois. Entenda por que as passagens aéreas para Buenos Aires ficam caras durante alguns períodos.

Notamos que existem usuários no site do Quanto Custa Viajar que estão insatisfeitos com o valor visto nos últimos meses e certamente querem uma explicação. De fato, já foi bem barato viajar para a Argentina, só que quem controla isso não somos nós, infelizmente. O que acontece: existem muitos fatores que influenciam no custo da passagem aérea e a crise financeira só colabora com os preços inflacionados.

Entre eles está a alta do dólar. Viajar para outro país implica em dólar, independente da moeda local, ok? É o Tio Sam que controla a cotação. Mais precisamente o valor da querosene, que alimenta os aviões (e obviamente não pode faltar!) e representa metade do valor do bilhete, meu povo. Sim, estamos lascados, afinal, faz um bom tempo que não vemos queda das verdinhas.

Outro ponto que encarece é a taxa de embarque, que varia de companhia áerea, de sites de operadoras e de aeroportos. Fazendo uma conta rápida, uma viagem em maio pela Gol, saindo de São Paulo, custa R$ 392,62 em taxas de ida (R$ 145,54) e volta (R$ 246,98). Realmente, um custo bem salgado, já que ainda vão acrescentar o valor da passagem. Eu mesma já viajei para BsAs pagando uns R$ 600 e pouco na roundtrip, então é realmente de chorar pagar mais da metade só para pisar no aeroporto de Ezeiza. 

Basicamente, é isso o que regula os preços. Ou seja, é culpa da Argentina! Brincadeira à parte, o governo argentino precisa urgentemente rever suas taxas para continuar com o turismo aquecido, porque não me parece nem justo pagar R$ 1.200,00 ou mais para ir até a nosso vizinho. Em algumas cidades brasileiras o valor da passagem também não colabora com o viajante, mas isso fica para outro post.

Ultimamente, nem promoções tentadoras têm acontecido. A lei da Oferta e da Procura é quem dita as regras nesse sentido e acaba colaborando na mediação de preços. A concorrência é quem vira o jogo e não por acaso já houve preços bem amigáveis para ir à Europa e Estados Unidos.

O que fazer, então? Esperar, seja uma promo ou que a economia melhore. Afinal, o real brasileiro está desvalorizado, fazendo com que os hermanos venham pra cá em peso e a gente fique sem ir pra lá. Além disso, esqueça a ideia de que BsAs é baratíssimo porque isso já caiu por terra faz alguns anos, ok? Estive por lá em 2011, quando os preços eram realmente ótimos, e em 2014, quando a coisa já estava quase equivalente ao o que gasto por aqui. Como falei anteriormente, a lei da oferta e da procura também vale para eles. Se há uma porção de brasileiros indo torrar dinheiro lá, por que não aumentar os precitos, han? Compreende, mi hermano? Si, pero no mucho.

Em todo caso, você pode (e deve! :D) acompanhar a nossa página de passagens aéreas baratas ou utilizar a nossa ferramenta Para Onde Viajar, que indica os destinos cabíveis ao seu orçamento. Não perca as esperanças!

Post por Brunella Nunes
Fotos: reprodução

Quanto custa viajar para Buenos aires
Saindo desimulação de calculadora
com estadia desimulação de calculadora
Quanto custa viajar para buenos aires

+ Não há comentários

Comente