Funchal é a capital e maior cidade da Ilha da Madeira, Portugal. Principal centro turístico, fica ao lado do aeroporto e tem maior infraestrutura de hotéis e restaurantes para o turismo. Funchal serve de base para conhecer o restante da ilha, aliás o nome Funchal vem da palavra funcho, uma planta que os portugueses encontraram em abundância nas encostas da baía...

Leia Mais
  • População 111.541 mil

  • Hora local 08:41

  • 1 Euro R$ 4,28

  • Temperatura local 19.38º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Funchal

Atrações turísticas em Funchal

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Funchal

Hospedagem em Funchal

menor valor maior valor
Pousada R$ 72,30 R$ 850,62
Albergue R$ 97,82 R$ 185,35
Apartamento R$ 136,10 R$ 553,36
Hotel R$ 193,03 R$ 512,01

Alimentação em Funchal

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 32,88 € 7.68 a R$ 59,08 € 13.80
  • Almoço


    R$ 51,37 € 12.00 a R$ 86,31 € 20.16
  • Jantar


    R$ 80,14 € 18.72 a R$ 118,16 € 27.60

Guia Funchal

Funchal é a capital e maior cidade da Ilha da Madeira, Portugal. Principal centro turístico, fica ao lado do aeroporto e tem maior infraestrutura de hotéis e restaurantes para o turismo. Funchal serve de base para conhecer o restante da ilha, aliás o nome Funchal vem da palavra funcho, uma planta que os portugueses encontraram em abundância nas encostas da baía quando chegaram lá. É também a cidade natal de um dos maiores jogadores de futebol da atualidade, o português Cristiano Ronaldo, que tem inclusive uma estátua e um museu dedicados a ele.

Na cidade, as áreas mais visitadas são a parte moderna chamada de Lido, com prédios mais novos e calçadão beirando o mar, e o centro histórico que é dividido em três áreas: Santa Maria ou zona velha, Sé e São Pedro, e em todas elas a recomendação é caminhar sem pressa fotografando as vielas, os prédios históricos, as casas floridas, o Convento de Santa Clara, o Museu de Arte Contemporânea, a Catedral da Sé, entre outras atrações.

Mas talvez o mais legal do centro de Funchal, localizado especificamente na zona velha, sejam as portas. Isso mesmo, as portas de várias construções (casas, comércios) que através de um projeto chamado “Arte de Portas Abertas” foram transformadas em telas de pinturas, formando uma linda e colorida galeria de arte a céu aberto.

A ilha da Madeira também é conhecida como o “Jardim flutuante do Atlântico” devido à quantidade e beleza de seus jardins e parques entre tantas opções, alguns merecem destaque como o Jardim Municipal, o Jardim Tropical do Monte e o Jardim Panorâmico.

Durante o período de natal e réveillon, Funchal tem uma das maiores queimas de fogos do mundo e o bom é que apesar de ser inverno, não é tão frio comparado a muitos outros lugares da Europa, isso devido à localização geográfica da ilha. O que pode ocorrer nos meses de inverno são chuvas, mas em geral Funchal tem uma temperatura agradável durante qualquer período do ano, sendo a primavera a melhor época para ver as flores, já que há tantos jardins na ilha.

Funchal consegue ser moderna e ao mesmo tempo conservar suas tradições portuguesas e se a cidade serve de base para conhecer a Ilha da Madeira, conhecer somente a base já valeria a viagem!

Como chegar

Para os brasileiros que querem conhecer a capital da Ilha da Madeira, a forma mais fácil de chegar até lá é por meio de avião. Nesse caso, a chegada deverá acontecer pelo Aeroporto Internacional da Madeira – Cristiano Ronaldo (FNC). O nome é uma homenagem ao mais representativo jogador de futebol português, que nasceu no município. A TAP conta com um voo que faz conexão em Lisboa e tem Funchal como destino final, sendo uma boa opção para quem parte dos hubs aéreos nacionais.

Transportando mais de 3 milhões de pessoas anualmente, o FNC é a principal porta de entrada da região. Além de se conectar com todos os aeroportos de Portugal, o hub aéreo também liga a Ilha da Madeira às principais cidades da Europa. Destaque para a sua pista de 2,7km de extensão, que tem parte da estrutura construída sobre o oceano – projeto que despontou como uma grande obra de engenharia na época.

Localizado a cerca de 20km do centro de Funchal, o aeroporto disponibiliza táxis que fazem corridas por 20 euros, mas também é possível contratar transfers ou então alugar um carro (que lhe dará maior flexibilidade para conhecer todos os cantos da área).

Já para quem está por perto, outra possibilidade é ir até Funchal de cruzeiro. Essa é uma boa opção para aqueles que gostam de usufruir das facilidades desse meio de transporte luxuoso, mas também querem conhecer novos lugares durante as paradas. Nesse caso, porém, a estadia na ilha costuma ser mais passageira, mas mesmo assim garante uma experiência interessante ao turista.

A Ilha da Madeira ainda conta com outro hub aéreo, o Aeroporto do Porto Santo (PXO), que se conecta com Lisboa e algumas cidades europeias. Entre Porto Santo e Funchal tem uma ferry regular que também auxilia com a locomoção pelo arquipélago. O local conta ainda com uma pista de 3km de extensão e terminal de passageiros moderno para auxiliar o FNC com o tráfego aéreo local.

Vida noturna

Considerada o melhor destino insular do mundo, a Ilha da Madeira pode não ser uma viagem óbvia para os brasileiros, mas quem foi para lá diz que ela é surpreendente. Mesmo que possa parecer uma pacata região situada no meio do oceano, Funchal traz a vibe cosmopolita e garante opções de diversão para quem não se contenta só com as belezas naturais que a região tem a oferecer. Mesmo que não seja um destino dos mais badalados do mundo, como Ibiza, na vizinha Espanha, é possível encontrar a boemia da capital sem se descabelar. Vale lembrar que por lá a animação é mais comum aos finais de semana e vésperas de feriados, sendo relativamente tranquila a vida durante os dias úteis e cotidianos.

Na Zona Velha da cidade é onde ficam os principais bares, restaurantes e casas noturnas. Portanto, se estiver em dúvida sobre o que fazer, desloque-se para a região. Vale lembrar que por lá tudo começa tarde, com bares em seu auge apenas 1h da manhã, e baladas que abrem por volta das 3h. Isso garantirá tempo suficiente para apreciar um jantar antes da noitada (muitos deles são acompanhados por um espetáculo folclórico madeirense ou show de fado). Diversos hotéis também possuem programação especial, com noites temáticas abertas ao público, ou seja, para aqueles que não estão hospedados no complexo. Informe-se e vá em pelo menos um deles, sendo uma boa pedida ir ao Ritz Madeira.

A cidade conta ainda com um cassino, que sempre é uma boa pedida para quem quer tentar a sorte em jogos de azar (uma vez que não é permitido fazer isso no Brasil). Para entrar no local, não é necessário pagar entrada, mas é preciso levar um documento de identificação (além de não poderem entrar pessoas com trajes esportivos ou extremamente informais).