Sevilha tem uma cor especial” diz o refrão da música da banda andaluz Los del Río - e ele não poderia estar mais certo. Com pouco menos de 700 mil habitantes, a cidade encanta quem pisa em suas ruas.

Embora não seja o primeiro destino de brasileiros em viagem à Espanha,...

Leia Mais
  • População 696.676 mil

  • Hora local 15:52

  • 1 Euro R$ 4,06

  • Temperatura local 23.2º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Sevilha

Atrações turísticas em Sevilha

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Sevilha

Hospedagem em Sevilha

menor valor maior valor
Pousada R$ 154,13 R$ 590,84
Apartamento R$ 192,66 R$ 6.422,14
Albergue R$ 198,44 R$ 642,21
Hotel R$ 236,21 R$ 1.687,49

Alimentação em Sevilha

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 12,17 € 3.00 a R$ 39,46 € 9.73
  • Almoço


    R$ 38,93 € 9.60 a R$ 65,45 € 16.14
  • Jantar


    R$ 57,75 € 14.24 a R$ 85,97 € 21.20

Guia Sevilha

Sevilha tem uma cor especial” diz o refrão da música da banda andaluz Los del Río - e ele não poderia estar mais certo. Com pouco menos de 700 mil habitantes, a cidade encanta quem pisa em suas ruas.

Embora não seja o primeiro destino de brasileiros em viagem à Espanha, que costumam preferir visitar destinos como Barcelona ou Madrid, Sevilha tem um charme único, resultado da fusão da cultura espanhola com a árabe. E, ironicamente, os principais clichês associados ao país vem justamente desta pequena cidade ao sul. São as dançarinas de flamenco, os toureiros, as castanholas. Tudo tão andaluz que qualquer pessoa com bom senso piscaria os olhos duas vezes para ter certeza de que não se trata de um sonho. Não, é a cor especial de Sevilha que se mostra em cada detalhe. 

Para ver a cidade no seu ápice, uma dica é viajar entre a Semana Santa e a Feria de Abril, um evento popular que ocorre duas semanas após a Páscoa, reunindo muita música, dança e bebida. É nessa época que a cidade fica ainda mais animada. Em compensação, o verão é também bastante procurado pelos viajantes, embora seja considerado um mês extremamente quente. Nada que assuste quem já está acostumado a viver em um país tropical, não é mesmo?

Uma peculiaridade interessante sobre Sevilha são os horários. O comércio geralmente abre as portas das 9h30 às 20h, mas há uma longa pausa para o almoço nesse horário, que costuma acontecer entre as 14h e 15h30 - ou, em alguns casos, até as 16h. Jantar antes das 21h é algo incomum na cidade e os restaurantes mantém suas portas abertas até bem tarde, o que torna a hora da janta bastante flexível.

Nomeada pela Lonely Planet como a melhor cidade do mundo para visitar em 2018, Sevilha vem conquistando um merecido espaço de destaque no turismo internacional. Não por acaso, suas ruas já foram cenário de filmes e séries populares, que vão de Star Wars a Game of Thrones. Em Star Wars, a Plaza de España se transformou nos detalhes da cidade de Theed, no planeta Naboo - a mesma praça também apareceu em filmes como O Ditador e Lawrence da Arábia. Em compensação, o Real Alcázar de Sevilla serviu de locação para o Palácio de Dorne, que os fãs de GOT não tardarão em reconhecer.

Com cerca de 300 dias de sol por ano, tempo bom não será um problema para desbravar todas as atrações que Sevilha tem a oferecer aos visitantes. Quais destas já estão na sua lista?

Como chegar

 Localizada no sul da Espanha, Sevilha é uma cidade de contrastes em que a cultura árabe parece se misturar com as tradições espanholas. Mas, embora seja um destino muito buscado por brasileiros, não dispõe de voos diretos saindo do Brasil, fazendo com que seja necessário realizar uma escala em alguma cidade da Europa ou na África para chegar até lá.

Algumas empresa que voam para Sevilha são TAP e Azul (via Lisboa); Latam e Iberia (via Madrid); KLM (via Amsterdã). British Airways (via Londres), Swiss Air (via Zurique) e Lufthansa (via Frankfurt).

Saindo do Aeroporto

O Aeroporto de San Pablo fica a 10 km do centro de Sevilha. Ele recebe voos de diversas cidades da Espanha, do Marrocos e de outros destinos na Europa. O ônibus EA, operado pela empresa Tussam, conecta o aeroporto à Plaza de Armas em cerca de meia hora. Embora seja possível pegar um táxi até a acomodação, esta opção não é recomendada porque, além de mais cara, pode resultar em incômodos adicionais, visto a má fama dos taxistas da cidade.

De trem

Quem já está na Europa pode preferir viajar até Sevilha de trem. A opção é interessante para quem vem de outras cidades da Espanha ou de Portugal, por exemplo. Madrid e Barcelona possuem conexão via trem-bala até Sevilha, o que torna o passeio rápido e cômodo. Os trens são operados pela empresa Renfe e param na estação Santa Justa, localizada próxima ao centro da cidade. Saindo de Madrid, o trajeto demora apenas 2 horas e meia.

De ônibus

Essa talvez seja a maneira mais barata de viajar entre diferentes cidades espanholas, principalmente quando o roteiro envolve outros destinos no sul do país, como Cádiz, Málaga ou Granada. Também é uma opção interessante para quem viaja a Faro, em Portugal. Os ônibus na Espanha são operados pela empresa ALSA e é possível conseguir bons preços nas passagens, principalmente quando a compra é realizada com antecedência. Apesar disso, tenha em conta que o tempo de deslocamento será maior com esse meio de transporte: de Madrid ao destino, a viagem em ônibus demora cerca de 6 horas. 

Vida noturna

A vida noturna em Sevilha não é apenas sinônimo de animados shows de flamenco. O ritmo nascido na cidade é sim uma daquelas experiências de viagem incríveis, mas há mais a explorar na noite da capital andaluz. Bares de tapas e baladas animadíssimas fazem parte da diversão que é estar em Sevilha ao cair da noite.

Os bares e restaurantes da cidade estão sempre cheios de vida e animação. É costume espanhol juntar os amigos para conversar e beber em em algum lugar e isso vale para qualquer idade. Enquanto alguns locais ficam cheios de jovens e estudantes que vivem por lá, há também muitos bares frequentados por pessoas de mais idade que se reúnem para tomar umas cervejas acompanhadas das deliciosas tapas espanholas.

O bairro de Triana é onde se localiza a principal região boêmia da cidade. Dizem que o local é mesmo um dos berços do flamenco - e quem somos nós para duvidar disso? Um bar bastante popular por lá é o Blanca Paloma (Calle Pagés del Corro, 86). Mas, se você não gostar do ambiente, pode ter certeza de que encontrará algum outro lugar interessante a poucos metros dali. A rua Bétis é uma das mais procuradas da região e promete oferecer opções bastante variadas nesse sentido. Em compensação, é no bairro de Nervión que se localizam os bares e restaurantes do momento.

Quem busca um lugar mais típico irá encontrá-lo no Bodega Casa Morales (Calle García de Vinuesa, 11), que promete oferecer uma experiência autêntica da vida noturna andaluz. Outra dica é conhecer o famoso Bar Las Golondrinas (Calle Antillano Campos, 26), com decoração que remete à cultura do flamenco.

Sevilha também conta com boas opções para quem quer dançar até o sol raiar. A balada mais popular é o Antique Teatro (Matemáticos Rey Pastor y Castro, s/n), que fica no antigo pavilhão olímpico de 1992. No verão, o Puerto de Cuba (Calle Betis, s/n) é onde o agito acontece. Localizado em um grande terraço sobre o rio, o lugar atrai sevilhanos e turistas que buscam se refrescar do calor com muita animação.