Coração da Espanha, Madrid é capital cultural de um dos idiomas mais falados do mundo. Cidade intensa e vibrante, Madrid floresceu sem deixar de preservar seu patrimônio histórico e cultural. Uma arquitetura moderna, o verde dos parques, o azul escandaloso do céu... não tem como não se apaixonar pela cidade mais acolhedora da Espanha.

Come-se bem, bebe-se ainda melhor. O cenário gastronômico é riquíssimo com o que há de melhor na cozinha ibérica (destaque para os doces, as tapas e as paellas). E as adegas, abastecidas com os famosos rótulos nacionais e dos vizinhos italianos, portugueses e franceses, muitas vezes oferecem preços bem atraentes.
Shows, espetáculos e exposições, há sempre alguma boa mostra em cartaz na cidade e até mesmo os cinemas são uma ótima opção de lazer. É o lugar certo para os amantes de um bom roteiro cultural e de uma gastronomia exemplar. Estes, com certeza terão dificuldade extra ao dar adeus à esta bela região!

Leia Mais

Organizando a viagem para Madrid

Dos mais simples aos luxuosos, cada bairro tem um hotel que cabe no seu orçamento. O Centro Antigo possui diversas opções, sempre nas imediações da Puerta del Sol, Gran Via e da Plaza Mayor. Esta é uma das regiões mais bem servidas por restaurantes, lojas e bares.
A alta temporada na Espanha é de julho a agosto. Se for possível viajar nos outros meses, sua viagem será mais econômica.Os hotéis tendem a baixar as suas taxas em, pelo menos, 30% e os voos são mais baratos.

Nos meses de maio, junho, fim de setembro e outubro o clima é, normalmente, mais agradável, com poucas chuvas. É o período ideal para evitar a aglomeração nas principais atrações da cidade, que costuma ser intensa no verão.
O Aeroporto de Madridd-Barajas, localizado a 12 Km do centro de Madrid, é o maior aeroporto da Espanha e o mais importante da capital espanhola. Existem outros dois aeroportos em Madrid (Torrejon e Cuatro Vientos), mas são de menor importância.
Ao desembarcar, o jeito mais fácil e barato para ir até o centro da cidade é pegar o metrô (as estações são dentro do aeroporto mesmo). Optar por taxi pode ser vantajoso e mais cômodo caso esteja com 3 pessoas ou com muitas malas.
Também existe a linha de ônibus Exprés Aeropuerto, serviço do aeroporto de Madrid, que funciona 24 horas e os ônibus saem de 15 em 15 minutos. O percurso dura 40 minutos e leva até a estação de Atocha (a mais movimentada estação de trem e metrô dos Madridlenhos).

Vida noturna, um capítulo à parte

Como bem sabem os Madridlenos, é aí que a cidade acorda e para a agitação não tem idade! Tanto os mais velhos como os mais novos não cogitam sair de casa antes das 10 da noite. Por isso, se você pensa em fazer reserva para um jantar antes 9 da noite é bom repensar, pois o risco de estar sozinho é grande.
E só depois disso começam as intermináveis noites de Madrid! Uma boa dica é reservar uma noite para o tradicional flamenco nos famosos ?tablaos? da cidade. Depois, experimentar as deliciosas tapas em um dos diversos pubs ? toda vez que você senta pede uma cervejinha eles trazem um Tapa "petisquinho" de cortesia. É tradição!
Os Madridlenhos dedicam, com satisfação, mais tempo para beber e petiscar do que qualquer outro povo na Europa. Diz a lenda que você deve ir a vários bares em uma mesma noite para provar diferentes petiscos. Misture-se a eles e tenha uma estadia repleta de diversão.
Se quiser mais badalação, a Zona de Arguelles-Moncloa e Alonso Martínez é muito frequentada por jovens; as discotecas mais exclusivas você encontra no Paseo de la Castellana; para o público gay, Chueca é uma região mais frequentada.

O que mais você precisa saber antes de viajar

- Madridd Card: é um cartão que possibilita acesso sem filas para visitar mais de 50 museus e monumentos de Madrid. Além de descontos em restaurantes, lojas, teatros e baladas.
- Mapas: em todas as estações de metro tem disponível mapas free.
- Aluguel de carro: pensou nessa possibilidade? Esqueça! O trânsito é terrível e o preço dos estacionamentos bem salgado. A cidade é plana e bela, perfeita para ser contemplada em um passeio a pé.
- Transporte público: é bem amplo e chega às principais atrações turísticas da cidade. À noite, é possível andar com tranquilidade e usufruir dos transportes públicos, mas se preferir, os táxis podem ser os meios convenientes, mas não são facilmente encontrados.
- Fuso horário: são 5 horas de diferença do horário oficial de Brasília. Com horário de verão conta-se 6 horas a mais do horário de Brasília.
- Documentos: Não é necessário visto para entrar em Madrid. Para fazer turismo na cidade, basta apenas um passaporte com validade mínima de 6 meses.
- Imigração: é indicado que você tenha em mãos todos os seus documentos, como: passagem de volta, reservas de hotel, seguro-saúde, extrato atualizado com saldos e limites dos cartões ou 65 euros em espécie por dia.
- Cambio: a moeda oficial da Espanha é o Euro. Prefira sair do Brasil com alguns Euros e, em caso de necessidade, é possível sacar nos caixas eletrônicos ATM.
- Reembolso do IVA: quem não é residente na União Europeia, pode solicitar um reembolso do imposto (de 18%) em compras superiores a 90 euros. Basta solicitar o formulário de desconto na loja em que estiver fazendo suas compras e apresentar, junto com o recibo de compra e os itens comprados na estância aduaneira do aeroporto.
- Gorjetas: são sempre bem vindas e é considerado um gesto muito generoso.

Como chegar

Madri possui um aeroporto enorme, o Aeroporto Internacional de Barajas, que é conhecido por ter um sistema de imigração bastante rígido para quem chega na Espanha, mas não há o que temer desde que o turista saia do Brasil cumprindo todas as exigências que o país impõe. A maior parte dos voos internacionais chega pelo Terminal 1, que possui acesso fácil ao metrô. O Aeroporto está localizado a aproximadamente 13 quilômetros do centro da cidade.  

As cias aéreas que ligam o Brasil direto a Madri são Iberia e Air Europa, ambas espanholas e fortes concorrentes. A Iberia normalmente opera com valores um pouco mais caros que a Air Europa, e esta apesar de ser mais barata, é considerada por muitos uma low cost (cia aérea de baixo custo), mas não é bem assim porque os custos não são tão baixos. Além dessas duas opções, várias outras cias aéreas ligam o Brasil a Espanha sempre fazendo conexão em alguma cidade. A Air France faz conexão em Paris, a British para em Londres, a Lufthansa faz conexão em Frankfurt, a Tap para em Lisboa e a KLM faz conexão em Amsterdã. 

Para quem já está na Europa e deseja conhecer a capital da Espanha, as cias aéreas low cost: Easyjet, Ryanair e Vueling conectam Madri com várias outras cidades europeias, na maioria das vezes com tarifas bem interessantes. Madri também está conectada com outras cidades da Espanha ou da Europa através dos trens de alta velocidade (AVE).

Para sair do aeroporto de Madri até o centro da cidade, o turista pode pegar um táxi, que embora seja mais caro, é mais confortável, ainda mais depois de uma viagem transatlântica, ou então para quem quiser economizar há opção de pegar um ônibus com a linha expressa Atocha-Aeropuerto ou pegar um metrô, já que o transporte chega até o aeroporto. A linha 8 liga o aeroporto ao centro. 

  • População 3.165 milhões

  • Hora local 16:27

  • 1 Euro R$ 3,88

  • Temperatura local 9.2º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Madrid

Atrações turísticas em Madrid

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Madrid

Hospedagem em Madrid

menor valor maior valor
Hotel R$ 97,95 R$ 2.351,59
Albergue R$ 139,93 R$ 2.234,98
Apartamento R$ 190,46 R$ 3.886,93

Alimentação em Madrid

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 14,66 € 3.78 a R$ 30,14 € 7.77
  • Almoço


    R$ 33,36 € 8.60 a R$ 55,66 € 14.35
  • Jantar


    R$ 43,60 € 11.24 a R$ 77,58 € 20.00