A primeira cidade brasileira a receber o título de Patrimônio da Humanidade pela Unesco está localizada a 97 km de Belo Horizonte, onde muitos aproveitam para conhecer Ouro Preto somente como um passeio de bate e volta, mas a cidade merece muito mais que somente algumas horas no local.

De um lado um pouco do passado do Brasil, de outro, a juventude brasileira estudando...

Leia Mais
  • População 74.036 mil

  • Hora local 01:50

  • 1 Real R$ 1,00

  • Temperatura local 13.9º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Ouro Preto

Atrações turísticas em Ouro Preto

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Ouro Preto

Hospedagem em Ouro Preto

menor valor maior valor
Albergue R$ 90,00 R$ 160,00
Pousada R$ 100,00 R$ 580,00
Hotel R$ 216,00 R$ 566,00
Apartamento R$ 420,00 R$ 420,00

Alimentação em Ouro Preto

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 9,31 R$ 9.31 a R$ 14,40 R$ 14.40
  • Almoço


    R$ 17,52 R$ 17.52 a R$ 24,00 R$ 24.00
  • Jantar


    R$ 24,00 R$ 24.00 a R$ 48,00 R$ 48.00

Guia Ouro Preto

A primeira cidade brasileira a receber o título de Patrimônio da Humanidade pela Unesco está localizada a 97 km de Belo Horizonte, onde muitos aproveitam para conhecer Ouro Preto somente como um passeio de bate e volta, mas a cidade merece muito mais que somente algumas horas no local.

De um lado um pouco do passado do Brasil, de outro, a juventude brasileira estudando em uma das cidades mais históricas do país. É o encontro do velho e do novo, da história e do presente.

Tudo em Ouro Preto nos convida a caminhar sem rumo pela cidade: as construções dos casarios coloniais preservados nos contando um pouco da história dos séculos 17 e 18, as igrejas riquíssimas em detalhes e as ladeiras de paralelepípedo que percorrem a antiga Vila Rica. Mas há alguns pontos turísticos que são imperdíveis como visitar o Teatro Municipal, teatro mais antigo do Brasil em funcionamento; conhecer as igrejas sendo que algumas das mais interessantes são: Igreja de São Francisco de Assis, obra prima de Aleijadinho, Igreja Matriz de Nossa Senhora do Pilar, com seus 400 quilos de ouro, Igreja Nossa Senhora do Carmo, obra prima do pai de Aleijadinho, Manuel Francisco Lisboa. Há vários museus para visitar, mas aproveitando que estará em Minas, que tal conhecer um pouco mais de sua história no Museu da Inconfidência? E depois de ir a diversas igrejas e museus, é hora de visitar a feira de artesanatos no Lago de Coimbra e algumas galerias de artes para umas comprinhas. 

Ouro Preto é uma cidade universitária que abriga cerca de 5 mil estudantes animando-a quase todos os dias, ou melhor, quase todas as noites, pois durante o dia eles estudam na Universidade Federal de Ouro Preto. Mas é no carnaval o período mais animado e de altíssima temporada na cidade, quando as ladeiras do centro histórico ficam repletas de gente disputando espaço nos blocos de carnaval. A Semana Santa também é movimentada, porém é outro tipo de festa, ao invés de blocos de carnaval, são procissões. As ruas ficam enfeitadas por tapetes coloridos feitos de serragens e flores, deixando a cidade ainda mais bonita.

Conhecer Ouro Preto exige disposição para enfrentar suas íngremes ladeiras (de preferência com um calçado confortável), mas mais do que isso, conhecer Ouro Preto exige estar disposto para voltar no tempo e conhecer mais sobre a história do Brasil. 

Como chegar

Localizada a 100km de Belo Horizonte, a cidade histórica mineira é uma opção de passeio cogitada por turistas do Brasil inteiro, mas principalmente de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro devido à proximidade das regiões. Quem viaja de outros estados, a melhor opção é pegar um avião até Belo Horizonte para, então, alugar um carro e chegar ao seu destino final em menos de 2h de percurso terrestre. O desembarque deverá acontecer pelo Aeroporto de Confins, uma vez que Ouro Preto não possui hub aéreo próprio. Os ônibus também são uma opção para quem parte de localidades mais distantes, mas nesses casos a viagem costuma ser longa e o turista ficará mais limitado (mas mesmo assim é uma boa alternativa para quem pretende economizar!).

Já para quem está nos estados de Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro as opções são mais amplas. Uma das principais dicas é ir de carro, uma vez que o viajante ganhará em flexibilidade, além de poder conhecer outras cidades históricas como Mariana, Tiradentes e São João del Rei. Quem parte de Belo Horizonte deverá encarar 100km pela BR-356, enquanto do Aeroporto de Confins até lá são 140km. Para quem sai do Rio de Janeiro, o trajeto tem cerca de 400km pela BR-040. Já para quem tem São Paulo como ponto de partida são 680km pelas rodovias BR-381 e BR-356. É possível também utilizar ônibus a partir dessas cidades, garantindo mais uma opção aos turistas.

Como a distância de Ouro Preto e Belo Horizonte é bem pequena há quem opte ainda por fazer a viagem por meio de Táxis e Ubers. Nesses casos, o valor sai na casa dos R$300, mas é uma boa pedida para quem tem quatro pessoas no carro (e pode repartir o montante!). É possível ainda fazer o trajeto por meio de transfers especializados, como os das empresas Turismo Ouro Preto e Esse Trem Turismo.

Vida noturna

Com muitos estudantes universitários, a cidade mineira é tomada por uma atmosfera jovem e animada durante o ano inteiro. A Universidade Federal de Ouro Preto conta com mais de 5 mil estudantes que, espalhados em repúblicas, garantem a diversão dos moradores e turistas. Portanto, se a sua ideia é ir em uma festa bem animada, procure saber qual república está oferecendo a festa da noite. Com eventos sem data fixa para acontecer, o turista deverá se informar com os estudantes e moradores locais para entender qual é o point da ocasião. O Clube do Centro Acadêmico da Escola de Minas (CAEM) também é uma alternativa a ser cogitada. Com pista de dança e shows, o lugar conta com uma agenda de eventos interessante para os turistas mais animados.

Agora se é ideia é tomar uma cerveja bem gelada, vários bares da cidade podem satisfazer as intenções do viajante. O agito principal acontece na Rua Conde de Bobadela, mais conhecida como Rua Direita, onde há uma concentração grande de bares. Por lá, algumas boas opções são o Porão Cervejaria, o Barroco Bar e o Satélite. Outra boa pedida é a Cervejaria Ouropretana, que vende a bebida fermentada artesanal que é queridinha da cidade. Assim como acontece com a Devassa, por exemplo, a marca possui não apenas sua fábrica, mas também uma cervejaria onde é possível que os clientes experimentem seus rótulos.

Agora para aqueles que querem apenas um jantar de qualidade, Ouro Preto oferece diversos restaurantes com jantar na varanda ou em frente a janelões com vistas de tirar o fôlego. Para quem vai acompanhado, essa é uma ótima pedida para terminar um dia que já foi cheio de andanças por igrejas, subidas e cachaçarias. Nesse perfil, o Bené de Flauta, a Casa do Ouvidor e o Passo são algumas das melhores opções do município.