Boa Vista, a capital de Roraima, é uma cidade cercada de belas paisagens e está localizada às margens do Rio Branco, um dos principais afluentes da bacia amazônica e é a única capital brasileira localizada totalmente no hemisfério norte do globo.

A cidade de Boa Vista, apesar da natureza privilegiada, cultura aguçada e boa infraestrutura,...

Leia Mais
  • População 326.414 mil

  • Hora local 18:37

  • 1 Real R$ 1,00

  • Temperatura local 32º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Boa Vista

Atrações turísticas em Boa Vista

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Boa Vista

Hospedagem em Boa Vista

menor valor maior valor
Apartamento R$ 85,00 R$ 85,00
Albergue R$ 120,00 R$ 120,00
Hotel R$ 170,00 R$ 275,00

Alimentação em Boa Vista

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 9,60 R$ 9.60 a R$ 21,60 R$ 21.60
  • Almoço


    R$ 14,40 R$ 14.40 a R$ 48,00 R$ 48.00
  • Jantar


    R$ 20,40 R$ 20.40 a R$ 60,00 R$ 60.00

Guia Boa Vista

Boa Vista, a capital de Roraima, é uma cidade cercada de belas paisagens e está localizada às margens do Rio Branco, um dos principais afluentes da bacia amazônica e é a única capital brasileira localizada totalmente no hemisfério norte do globo.

A cidade de Boa Vista, apesar da natureza privilegiada, cultura aguçada e boa infraestrutura, ainda é pouco explorada, sendo utilizada comumente como local de partida para outros destinos da América do Sul, como a Venezuela e região caribenha. Boa vista também é destino estratégico de viajantes que desejam conhecer o Monte Roraima, considerado um dos lugares mais surpreendentes do mundo.

Reza a lenda que essa que é uma das primeiras cidades planejadas do país teve seu projeto urbanístico inspirado em Paris.  A verdade na história que o conceito presente na criação de Boa Vista foi de cidade-jardim, com ruas onde as pessoas conseguem circular facilmente e diversas avenidas largas em formato de leque que terminam o curso no Centro Cívico da cidade.

Bastante arborizadas, as avenidas amenizam o clima quente e úmido da capital. O traçado moderno do seu plano urbanístico coloca em destaque a arquitetura portuguesa do século 19, integrada aos prédios mais novos do Centro da cidade.

Além da presença de muitos pontos culturais (teatros e palácios), hotéis, bancos, correios e catedrais religiosas, Boa vista é uma cidade tipicamente administrativa e concentra todos os serviços estaduais.

Os principais pontos turísticos da cidade ficam próximos um dos outros e na região central, sendo possível fazer tudo à pé, mas às vezes o calor pode deixar essa caminhada cansativa, por isso é necessário transporte e um pouco de planejamento.

Uma das principais características de Boa Vista é a diversidade cultural. Com muitos migrantes do Sul e do Nordeste do Brasil e o povo indígena da região, a capital possui uma rica miscelânea de costumes que influenciou a gastronomia e os sabores da região.  A predominância, no entanto, é da culinária indígena, que desperta o paladar dos curiosos por conta dos exóticos temperos.

A famosa Orla Taumanan, às margens do Rio Branco, é o melhor lugar para saborear o que há mais local da culinária.  O local é repleto de quiosques, restaurantes e palco para shows ao ar livre.

O turista pode programar a viagem para Boa Vista no período de estiagem, que vai de outubro a março. Nesse período, o nível das águas do Rio Branco diminui, formando agradáveis praias e garantindo os passeios de barco e a prática de pesca e de outros esportes náuticos.

Como chegar

A forma mais fácil de conhecer a capital de Roraima é por meio de avião. Isso porque a localidade fica bem afastada da maioria das regiões brasileiras, sendo o trajeto terrestre bastante penoso e cansativo para o viajante. Para se ter uma ideia, é mais fácil chegar ao município através da Venezuela e da Guiana do que de outras partes do Brasil. Portanto, se essa for a sua escolha (o que é bastante provável), a chegada deverá acontecer pelo Aeroporto Internacional de Boa Vista – Atlas Brasil Catanhede (BVB), que se conecta com as demais capitais brasileiras por meio de diferentes companhias aéreas. Vale lembrar que o hub aéreo fica a apenas 3,5km do centro da cidade, sendo fácil a locomoção do viajante para a zona hoteleira do município.

Já a Rodoviária Internacional de Boa Vista opera com oito linhas interestaduais diárias de três empresas distintas (Eucatur, Amatur e Asatur). Dentre os percursos fora do estado mais comuns está Manaus, mas vale lembrar que a média de tempo dentro do ônibus é entre 10h e 12h (afinal, mais de 800km separam as duas cidades!). Por conta da sua localização isolada, Boa Vista acaba recebendo o maior fluxo de ônibus de regiões mais próximas, como cidades do próprio estado.

Para quem quer chegar à capital da Roraima de carro, o caminho é feito pela BR-174 (mas vale lembrar que a estrada corta o território indígena Waimiri Atroari, trecho onde o tráfego é interrompido entre às 18h e 6h). Se por um lado fazer o percurso inteiro por estradas não parece uma boa ideia, o mesmo não pode ser dito do aluguel de veículos quando já tiver chego à cidade. Isso porque o automóvel dará mais flexibilidade à sua viagem e permitirá, inclusive, esticar até a Venezuela (210km) ou a Guiana (127km). No caso da Venezuela, em duas horas o turista chega a Santa Elena, na fronteira do país, e de lá até Caracas são mais sete horas de carro.

Vida noturna

Assim como grande parte das capitais brasileiras, a cidade mais representativa de Roraima conta também com boas opções de entretenimento noturno para o viajante que opta por desbravá-la. É claro que não é nada comparável a São Paulo e Rio de Janeiro, por exemplo, mas é possível se divertir também por lá. Uma das regiões mais boêmias da cidade fica nas imediações da Praça das Águas, onde o movimento noturno não perde forças graças a presença de restaurantes, lanchonetes e bares que permitem dar aquela famosa esticadinha após o horário comercial.

Por conta das altas temperaturas da cidade, uma das soluções encontradas pelos moradores para driblar o clima é tomar uma cerveja gelada com amigos e familiares. Portanto, os happy hours são bastante disputados por lá. Alguns estabelecimentos que se destacam nesse quesito são a Casa Brasília, o Chopp Time, a Choperia Mineira, o Bar Chico Romão, a Haus Bier Roraima, a Cervejaria Boa Vista e o Bar Amarelinho.

Já para aqueles que querem algo mais animado, a cidade conta também com pubs e casas noturnas que abrem mais tarde, mas funcionam como bons lugares para paquerar e ouvir boa música. O Rei Arthur Pub, assim como o Ícone Club e o Sant’Ana Hall Music são boas opções. O Swigers Boa Vista e o Arte Pub também são alguns dos lugares favoritos daqueles que pretendem badalar até mais tarde!

Quando estiver por lá fique de olho também nas programações especiais que os centros culturais e casas noturnas disponibilizam. Muitos desses lugares fazem festas temáticas que agitam a galera mais jovem. A Viverde e o Espaço Ágape são alguns dos lugares que sempre promovem algo diferente, portanto vale a pena dar uma conferida!

No centro da cidade há também uma boa disponibilidade de restaurantes, sendo essa opção indicada para aqueles que não querem ficar no hotel, mas também pretendem guardar energias para o dia seguinte. Algumas boas opções são o Marina do Rio Branco, o Seven Steak & Burger e a Confraria da Pizza Chopp Bar.