Viajar para Brisbane, na Austrália, é a certeza de encontrar uma cidade moderna, vibrante e ensolarada. Seu clima subtropical e beleza natural incomparável tornam o local extremamente encantador. Isso tudo, sem mencionar a famosa hospitalidade local, com moradores da cidade sempre simpáticos e dispostos a apresentar essa bela urbe às margens do rio.

E,...

Leia Mais
  • População 2.099 milhões

  • Hora local 19:35

  • 1 Dólar australiano R$ 2,81

  • Temperatura local 23º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Brisbane

Atrações turísticas em Brisbane

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Brisbane

Hospedagem em Brisbane

menor valor maior valor
Albergue R$ 133,37 R$ 316,75
Pousada R$ 219,50 R$ 469,57
Hotel R$ 233,81 R$ 858,57
Apartamento R$ 333,42 R$ 1.111,42

Alimentação em Brisbane

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 22,28 A$ 7.92 a R$ 34,94 A$ 12.42
  • Almoço


    R$ 27,01 A$ 9.60 a R$ 59,92 A$ 21.30
  • Jantar


    R$ 32,91 A$ 11.70 a R$ 70,89 A$ 25.20

Guia Brisbane

Viajar para Brisbane, na Austrália, é a certeza de encontrar uma cidade moderna, vibrante e ensolarada. Seu clima subtropical e beleza natural incomparável tornam o local extremamente encantador. Isso tudo, sem mencionar a famosa hospitalidade local, com moradores da cidade sempre simpáticos e dispostos a apresentar essa bela urbe às margens do rio.

E, se a Austrália é considerada um país com ótimo clima e muito calor ao longo do ano, há ainda um local dentro do seu território considerado ainda melhor. Brisbane é conhecida como a cidade mais ensolarada do país. A ironia é que a cidade não possui litoral.

Como todas as outras capitais estaduais da Austrália, Brisbane foi fundada com o intuito de receber prisioneiros enviados da Inglaterra. A diferença é que a cidade foi construída para dentro do território, um pouco afastada do oceano.

A falta de mar e areia branca, no entanto, não impede que milhares de turistas tomem conta de suas ruas todos os anos.  As razões para isso são muitas. Brisbane possui rios que cortam a cidade e atraem banhistas que desejam descansar, bronzear e banhar-se.

A flora tropical da Austrália também está bem representada na cidade. Um dos pontos turísticos mais procurados, inclusive, é o Jardim Botânico, um verdadeiro oásis para quem deseja ter contato com a natureza.

Entre os passeios que valem a pena estar em qualquer guia de viagem para Brisbane está a visita a Queensland Art Gallery, com excelentes mostras de arte contemporânea. Depois de curtir Arte e Natureza, o programa dos visitantes é aproveitar as várias opções noturnas dessa que é a terceira maior cidade do país. São várias alternativas de bares e restaurantes pelas ruas, sempre no melhor clima australiano.

A melhor época para viajar para Brisbane vai depender do tipo de viagem a que o turista se propõe. A Austrália vive as estações do ano simultaneamente ao Brasil. No entanto, o clima na cidade, assim como todo o país, costuma ser, na maioria dos meses, bem quente e por isso é essencial lembrar do filtro solar.

Em novembro, a cidade se agita com um festival de comida e vinho e o Festival Internacional de Cinema. Admiravelmente, em setembro, há carnaval na cidade, com diversos blocos que tomam conta da rua e fazem a alegria de turistas e nativos. 

Se ainda assim quiser ver um pouco de praia, a cidade também é ponto de partida para quem busca diversão em Gold Coast ou Sunshine Coast: com muito calor, praia, opções de compras e gente bonita.

Como chegar

Infelizmente não existem voos diretos do Brasil para a cidade australiana. Para chegar ao seu destino final, o turista deverá enfrentar ao menos uma conexão pelo caminho. Companhias aéreas como a LATAM, Emirates e Air Canada são algumas das mais utilizadas para a realização do trajeto. Nesses casos, o viajante desembarcará no Aeroporto Internacional de Brisbane (BNE), o único da cidade e o segundo mais movimentado da Austrália.

Com 3 terminais, o hub aéreo fica a uma distância de 14km do coração da cidade. Para fazer o percurso, o turista poderá optar pelo Airtrain, que opera até o centro de Brisbane e de Gold Coast. As saídas acontecem de 15 em 15 minutos em horários de pico e de meia em meia hora no restante do dia. O percurso total é rápido e dura em média 25 minutos. Com tempo similar, os táxis são divididos em Black & White Cabs e Yellow Cabs. Vale dizer que em períodos noturnos e feriados taxas adicionais podem ser incorporadas ao preço da viagem.

Já para quem prefere uma solução intermediária, os shuttles são uma alternativa interessante. No Aeroporto de Brisbane a empresa mais tradicional é a Con-x-ion Airport Transfers, que pega os passageiros no hub aéreo e os deixa na porta das hospedagens. Com tempo médio de 30 minutos de trajeto, o serviço funciona durante os sete dias da semana e os tickets podem ser comprados diretamente no local.

Se o turista já está na Austrália, ele poderá optar por voos da Qantas, Virgin Blue, Jetstar, Macair e Sunshine Express. Ou também poderá fazer uso dos trens, já que a opção ferroviária também é bem interessante. Para pesquisar os valores, entre no site da CountryLink. É possível também fazer a locomoção a partir de Sydney e Adelaide, por exemplo, por meio de ônibus e de carros (que podem ser alugados em qualquer uma dessas cidades).

Vida noturna

Na cidade australiana, a agitação após o horário comercial não deixa a desejar, mas para encontrar o lugar ideal você precisa saber as características das principais zonas boêmias do município.

O Fortitude Valley, mais conhecido como The Valley, é a área onde a vida noturna da cidade ferve. Por lá há uma área de pedestres margeada por restaurantes e casas noturnas a poucos metros de distância, permitindo ao turista decidir qual mais lhe agrada. É aqui que o público mais jovem e os mochileiros se reúnem, portanto se você está procurando uma opção para dançar até o sol raiar, com certeza aqui é o seu lugar. Alguns dos estabelecimentos mais requisitados da região são o Cloudland (que possui quatro andares), o Family (com uma boa pista de dança e músicas ecléticas), o Birdee Num (um dos favoritos dos mochileiros) e o The Zoo (famoso por ter sempre apresentações de música ao vivo). O Mana Bar também tem estilo único, pois garante um ambiente de descontração entre diversas máquinas de videogame.

Já o CDB (Central Business District) também garante opções de entretenimento noturno, especialmente para fazer happy hours. Na verdade, o que predomina por lá são restaurantes que se transformam em animados bares com o cair da noite. O Bavarian Beer Garden é uma boa alternativa, com foco nos rótulos da bebida fermentada alemã. Já o Jade Buddha impressiona por sua sofisticação, além de contar com uma pequena pista de dança e vista incrível para o rio.

Já em West End o turista encontrará um clima mais relaxado que propicia uma noite regada a drinks. Dois estabelecimentos do bairro são bem famosos pelos seus coquetéis, o Sling Bar e o Lychee Lounge, e mesmo que os preços sejam um pouco mais altos, os donos juram que os valores fazem jus à qualidade das bebidas oferecidas.