Quando o assunto é onde se hospedar em Brisbane, tudo vai depender do seu objetivo. Para pessoas que vão com propósito de turismo, a melhor dica é ficar no CBD, com maior facilidade de locomoção e ótima centralização. Agora se você está fazendo um intercâmbio por lá, a dica é pegar uma moradia em bairros paralelos que ainda são boas opções, mas geralmente apresentam preços de aluguéis mais interessantes.

Abaixo, o Quanto Custa Viajar lista as melhores regiões de Brisbane explicando quais são os prós e os contras de cada uma delas.

CBD (Central Business District)

É a famosa “região perfeita”, com diversos estabelecimentos de alta qualidade para comer e beber, além de ser uma área bem conectada com o resto do município pela rede de transporte público (muitas linhas tem embarque gratuito, inclusive). É ainda a melhor área de Queensland para fazer compras, com o Shopping Queen Street Mall bem próximo. Também conhecido como The City, o bairro tem uma localização excelente (perto de outras regiões marcantes, como South Bank). Porém, quando o assunto é rede hoteleira a situação se complica um pouco. Por lá o que predominam são os grandes hotéis de 4 e 5 estrelas que, portanto, não costumam ser baratos. Se você preza por comodidade, essa com certeza deve ser a sua região, mas se a ideia é economizar, pode ser difícil conciliar as duas coisas.

South Bank

Se em uma margem do Rio Brisbane está o CBD, na outra está South Bank. Considerado por muitos o bairro mais bonito da cidade, o South Bank garante um pouco mais de tranquilidade ao turista que lá se hospeda. Repleta de parques e áreas verdes, a região conta ainda com muitas lojas, restaurantes, bares e casas noturnas para fazer a diversão do viajante. É também o reduto cultural da cidade, garantindo boas oportunidades de exposições, peças e apresentações para quem procura encontrar um pouco de arte em Brisbane. É lá ainda que está localizada a famosa praia artificial e roda gigante que são verdadeiros cartões postais do município. Quanto à hospedagem, o que predominam na área são os hotéis de 4 estrelas e grandes dimensões.

Spring Hill

Situado ao norte do CDB, esse bairro também tem grande apelo às áreas verdes e é reconhecido pela sua tranquilidade. Essa característica pode ser ilustrada pelo  Roma Street Parklands, que recebeu o título de maior jardim subtropical do mundo em um centro de cidade! Portanto, se visitar o local, prepare-se para ver uma grande variedade de plantas e flores, além de ser um ótimo espaço para relaxar. O bairro ainda acomoda Chinatown e uma grande gama de restaurantes, bares e casas noturnas, garantindo a infraestrutura básica que todo turista procura. Fica, no entanto, em cima de um morro e para chegar lá andando o viajante tem que encarar subidas bem íngremes. Tenha isso em vista se a sua ideia é fazer passeios a pé pela cidade.

Kangaroo Point

Bairro mais família com uma grande área verde e churrasqueiras, onde famílias e amigos se encontram para confraternizar juntos. A paisagem também não decepciona e os penhascos são a grande atração do local, proporcionando muitos paredões para a prática de escaladas. Outro esporte bastante comum no bairro é o caiaque, com possibilidade de alugar os equipamentos necessários por lá. Como ponto turístico, a área conta com a Story Bridge, uma ponte de aço que é patrimônio nacional e conhecida pelas belíssimas vistas que proporciona. É ela também que liga o bairro ao CBD (The City). Na região, o turista irá encontrar ainda boas opções de restaurantes e bares para fazer o seu entretenimento.

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Brisbane

Hospedagem em Brisbane

menor valor maior valor
Albergue R$ 129,92 R$ 385,71
Hotel R$ 203,01 R$ 655,30
Pousada R$ 213,83 R$ 457,44
Apartamento R$ 284,21 R$ 1.079,99

Lugares baratos para ficar em Brisbane

Média de preços por dia