Essa remota e pequena cidade com aproximadamente 20 mil habitantes localizada ao sul da Argentina e próxima da fronteira com o Chile, serve como base para conhecer a magnífica região da Patagônia. A cidade pode até ser pequena, mas recebe (e agrada) gente do mundo inteiro, a maioria das pessoas ávidas para ver de perto o glaciar Perito Moreno. Localizado...

Leia Mais
  • População 21.132 mil

  • Hora local 22:04

  • 10 Peso argentino R$ 1,63

  • Temperatura local 5.91º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para El calafate

Atrações turísticas em El calafate

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em El calafate

Hospedagem em El calafate

menor valor maior valor
Pousada R$ 59,18 R$ 217,73
Albergue R$ 90,26 R$ 158,35
Apartamento R$ 102,93 R$ 475,05
Hotel R$ 147,27 R$ 419,86

Alimentação em El calafate

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 11,72 ARS 72.00 a R$ 18,55 ARS 114.00
  • Almoço


    R$ 25,38 ARS 156.00 a R$ 39,05 ARS 240.00
  • Jantar


    R$ 29,29 ARS 180.00 a R$ 48,82 ARS 300.00

Guia El calafate

Essa remota e pequena cidade com aproximadamente 20 mil habitantes localizada ao sul da Argentina e próxima da fronteira com o Chile, serve como base para conhecer a magnífica região da Patagônia. A cidade pode até ser pequena, mas recebe (e agrada) gente do mundo inteiro, a maioria das pessoas ávidas para ver de perto o glaciar Perito Moreno. Localizado no Parque Nacional Los Glaciares e declarado Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco, essa geleira fica a aproximado 80 km de distância de El Calafate e tem 250 km quadrados de área, são quilômetros de um monumento natural que consegue deixar qualquer ser humano boquiaberto.

El Calafate também serve como base para conhecer Torres del Paine no Chile, embora os passeios oferecidos como bate e volta não compensem, pois é muito tempo de estrada para pouco tempo aproveitando o local que merece muito mais que somente algumas horas.

Há outras geleiras próximas de El Calafate para ver também, porém nenhuma delas será tão imponente quanto a de Perito Moreno, mesmo assim vale a pena conhecer por exemplo o Glaciar Upsala. Outras atividades para fazer são pesca de trutas, visitar fazendas típicas, navegar no lago argentino ou fazer cavalgadas.

Os meses de alta temporada em El Calafate são durante o verão, quando a cidade lota e os preços sobem de acordo com a ocupação, mas essa é considerada a melhor época para ver as geleiras, com dias longos e temperaturas mais amenas. Mesmo durante o verão é comum sentir frio em algum determinado período da viagem, seja ao anoitecer ou então mais próximo das geleiras.

Quem conhece a culinária argentina sabe que a mesma não decepciona e em El Calafate não poderia ser diferente. Há diversos restaurantes, muitos deles localizados nos arredores da Avenida Libertador San Martín. Massas, carnes, cordeiro patagônico, empanadas, vinhos e doce de leite, escolha qualquer uma dessas opções e saia lambendo os beiços.

Há muito o que fazer em El Calafate, desde relaxar em um spa e ter lagos de fundo como vista até fazer um trekking no glaciar Perito Moreno, mas seja mas qual for a escolha na terra de nossos hermanos, com certeza será garantia de estar perto de um dos monumentos naturais mais belos que se pode ver.

Como chegar

Localizado bem ao sul da América do Sul, El Calafate não conta com voos diretos vindos do Brasil. Saindo de São Paulo, Porto Alegre, Brasília, Curitiba, Florianópolis e outras capitais brasileiras, bastará uma escala em Buenos Aires para chegar ao destino final. Voos com saída de Porto Alegre têm uma duração de cerca de 6h30 minutos; enquanto aqueles que saem de São Paulo irão demorar por volta de 8h30 minutos para chegar em El Calafate.

O Aeroporto Comandante Armando Tola fica a aproximadamente 20 km da cidade e recebe voos de Bariloche, Buenos Aires e do Ushuaia. Em alguns casos, a viagem aérea sai até mesmo mais barata do que viagens por terra - mesmo quando isso não ocorre, os preços tendem a ser similares.

No aeroporto

Para ir até o hotel, você pode sair do aeroporto com vans compartilhadas (geralmente mais baratas) ou remises (carros que funcionam de maneira similar a um táxi). Quem alugar um carro pode retirá-lo no local e sair dirigindo. Assim, há uma coisa a menos com a qual se preocupar na chegada ao destino.

De carro

Há quem encare uma viagem em carro de Buenos Aires a El Calafate. Se for o seu objetivo, é bom ter em conta que o trajeto demora cerca de 32 horas e serão necessárias algumas paradas no caminho, que deve ser feito apenas por motoristas experientes. Para se ter uma ideia, a distância é quase a mesma que separa São Paulo de Belém. O percurso não é aconselhado para os meses de inverno, quando as estradas poderão estar bloqueadas por conta da neve. De Bariloche, também na Patagônia, são 27 horas de viagem por terra a El Calafate em estradas sinuosas.

De ônibus

Saindo de Buenos Aires, não há ônibus diretos até El Calafate. É necessário pegar um transporte para Río Gallegos e, de lá, outro para chegar ao destino. Em compensação, outras cidades podem combinar bem com uma viagem terrestre. El Chaltén fica a apenas 3 horas de ônibus dali; enquanto Puerto Natales, no Chile, fica a somente 5 horas de distância.

Vida noturna

A vida noturna não é o forte de El Calafate.  Mesmo assim, há sempre boas opções de coisas para fazer na cidade à noite. Em termos de restaurantes, há muitos estabelecimentos para todos os gostos, que vão desde cantinas com pratos típicos argentinos até locais com foco no melhor da gastronomia internacional.

No quesito bares, o principal atrativo de El Calafate são mesmo os bares de gelo. O mais conhecido deles é o Glaciobar, localizado dentro do Glaciarium, a caminho do glaciar Perito Moreno. Por lá, tudo é feito de gelo, das paredes aos copos. Uma roupa de frio é emprestada aos visitantes na chegada e é permitido permanecer apenas 25 minutos no local,  devido ao frio intenso de -10°C. A entrada dá direito a quantos drinks você quiser, desde que tome tudo dentro do tempo estabelecido.

No centro há outro bar de gelo, o Yeti Ice Bar, considerado a principal atração noturna da cidade pelo Tripadvisor. Assim como no Glaciobar, é cobrada uma entrada, as bebidas são liberadas e a permanência é de até 25 minutos. As roupas para o frio também são oferecidas logo na chegada, assim como sapatos especiais para o chão escorregadio.

Outro lugar interessante é o Borges y Alvarez Libro-Bar, um bar totalmente decorado com temática de literatura. Lembra mais uma livraria do que um bar em si e é uma das pedidas para uma noite diferente em El Calafate. No menu, empanadas e algumas cervejas locais são o destaque da casa.

Para os amantes dos vinhos, a dica é o La Tienda de Vinos, um café e bar que também funciona como loja. O legal é que eles servem uma pequena degustação de vinhos para que você possa decidir melhor qual combina com o seu paladar antes mesmo de comprar. Além disso, toda a equipe entende muito da bebida e está sempre disposta a ajudar os compradores.