Com o adiamento dos Jogos Olímpicos de Tóquio para julho de 2021 por conta do surto de COVID-19, a expectativa de quem pretendia acompanhar o evento esportivo mais importante do planeta só aumentou.

Pensando nisso, a Quickly Travel, uma das três sub-distribuidoras oficias da Match Hospitality AG para a revenda autorizada de ingressos a residentes no Brasil, dá 6 sugestões de atividades para diminuir a ansiedade e viajar pela cultura japonesa sem sair de casa durante a quarentena.

Confira algumas das sugestões da agência: 

  • Aprenda a fazer origamis

Cultive o ócio criativo ao aprender coisas novas durante o isolamento social, como a milenar arte de criar origamis. Por toda a internet, sobretudo no Youtube, há uma grande variedade de tutoriais, como esse, que ensinam a criar as icônicas dobraduras japonesas. Boa oportunidade de juntar toda a família e se desligar um pouquinho de toda a preocupação e stress.

  • Faça um Rãmen (EM CASA!)

Que tal se aventurar na cozinha asiática preparando um dos pratos mais tradicionais do Japão? O rãmen, ou Lámen, como também é conhecido, é um tipo de macarrão a base de caldo de porco ou peixe com uma série de ingredientes, como pedaços de carne, vegetais, ovos, algas verdes e tantos outros. O preparo não é nem um pouco complicado e, a depender dos ingredientes que você tiver em casa, dá para preparar um autêntico rãmen sem grandes dificuldades. Para isso, basta escolher a receita que melhor lhe convém diretamente no Google ou no Youtube, como esse vídeo aqui.

Mas lembre-se: Nada de sair de casa para buscar ingredientes desnecessariamente, ok?

  • Assista algum anime

Cansado de maratonar as séries de padrão ocidental? Dê uma chance para os animes. Os japoneses são fascinados por esse tipo de produção e os famosos “desenhos animados” pode ser uma boa forma de matar o tempo durante o isolamento social. Existem animes que abordam os mais variados temas e gêneros. Alguns, inclusive, são específicos para adultos e podem te surpreender. O período também pode ser uma boa oportunidade para rever alguma produção ao lado das crianças, como Pokémon, Dragon Ball Z, Naruto ou qualquer outra a sua escolha.

  • Ouça um pouco de J-Music ou brinque no Karaokê

A música é uma das grandes manifestações culturais do Japão. Gêneros como o J-pop e J-rock simplesmente bombam por todo o país e, graças a tecnológica, já são bem conhecidos em todo o ocidente, inclusive aqui no Brasil. Aproveite a quarentena para apreciar – ou não – a música japonesa ouvindo essa playlist. Outra sugestão de atividade, muito comum na terra do sol nascente, é o Karaokê. Há uma grande variedade de aplicativos de celular que possibilitam a brincadeira.

  • Aprecie a literatura Japonesa

Não é preciso entender japonês para apreciar os belos trabalhos literários de autores como Kazuo Ishiguro, Kenzaburo Oe e Haruki Murakami, que mesclam a complexidade das relações humanas com toques de fantasia ou ficção científica para criar romances incríveis. Murakami, a propósito, é uma boa sugestão de entrada para a fascinante literatura japonesa. Seus livros são um verdadeiro sucesso de vendas nacional e internacionalmente e suas obras foram traduzidas para mais de 50 idiomas. Aproveite!

Bom, agora que você já sabe como diminuir a ansiedade para 2021, viaje sem culpa pela cultura japonesa, mas sem sair de casa.

  • Reveja o clássico “Os 7 Samurais”

Deve haver um meio de encontrar no streaming preciosidades como “Os 7 Samurais”, obra primorosa de Akira Kurosawa, uma das maiores vozes do cinema japonês. O filme conta a história de uma aldeia de camponeses pobres no Japão, que é atacada por bandidos, que prometem voltar assim que a colheita terminar. Eles resolvem, então, contratar samurais aposentados que os ajudem a combater os criminosos. Lançado em 1954 e título de maior produção de aventura dramática já rodada no Japão, tem três horas e foi rodado em 3 partes, sendo também a mais cara produção no país até aquela data.

Texto e fotos enviados por LPB – Lucia Paes de Barros – Assessoria de Comunicação

3 comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *