Dizem que São Paulo é tão grandiosa que nela tudo cabe: até o mundo. Há muito o que ver e fazer em São Paulo. As opções de cultura, comércio e gastronomia em Sampa se comparam às das mais famosas metrópoles internacionais. Algumas cidades já têm roteiros estabelecidos, mas isso não funciona por aqui.  

São Paulo é tão diversa e efervescente que sempre haverá uma novidade a ser descoberta ou um lugar que vai ficar para a próxima viagem. A cidade é inesgotável. É um destino para ir pelo resto da vida. 

Leia Mais

Experimente caminhar pelo coração de São Paulo, a Avenida Paulista, a Wall Street brasileira. Escolha entre a badalada Augusta ou a boêmia Vila Madalena. Faça uma corridinha no Ibirapuera. Faça compras na Oscar Freire ou na Galeria do Rock ou quem sabe no Brás ou na 25 de março. Que tal um sanduíche de mortadela no Mercado Municipal?

Definitivamente São Paulo é para todos. Dizem que são 15 mil restaurantes, 4.500 pizzarias, 20 mil bares, 240 mil lojas, 80 shoppings, 59 ruas de comércio e 600 espaços destinados à cultura. Fora todas as exposições, peças de teatro, shows e espetáculos que escolhem a cidade para habitar por um tempo. E é claro dos eventos empresariais, nessa cidade tão importante para a economia do país e principal centro financeiro e corporativo da América do Sul. Sem esquecer dos importantes eventos esportivos como a Fórmula 1 e Corrida Internacional de São Silvestre.

Há ainda muita história e as marcas da chegada de imigrantes de todos os continentes, os quais contribuíram para construir o universo multicultural que forma São Paulo.

Além disso, apesar de famosa pelos prédios, a cidade também oferece boas áreas verdes com alguns parques com mata fechada, que fazem o visitante esquecer que está na maior cidade do país. Não subestime os parques, eles são realmente bonitos.

São Paulo é o tipo de cidade que pode ser visitada a qualquer momento e, devido a tudo que oferece, não é preciso muitos planos ou preocupações para embarcar. Mas vale a pena conferir a agenda cultural e de eventos gastronômicos. O truque é estar antenado ao que está rolando na cidade para aproveitar tudo o que gostaria.

Além disso, São Paulo tem estações com características bem definidas – com verões, invernos, outonos e primaveras bem tradicionais. Isso ajuda na hora de escolher o tempo que mais agrada.

Como chegar

A maior cidade brasileira é também a mais conectada do país. São Paulo possui ligação direta com todas as capitais dos estados, assim como também com outras cidades representativas do Brasil. É nela também que acontece a maior parte do trânsito aéreo entre o país e as demais cidades do mundo, transformando-a em um verdadeiro hub de acesso ao país. Seja qual for o meio de transporte escolhido – avião, carro ou ônibus – a cidade está muito bem munida e garante opções de sobra ao viajante.

Para aqueles que optam pelo trajeto por vias aéreas são três as opções de chegada na capital paulista. O Aeroporto de Congonhas (CGH), situado a apenas 8km do centro da cidade, é o mais procurado por aqueles que vem à São Paulo com o objetivo de fazer negócios. É nele que acontece o maior fluxo de voos domésticos, mas devido à sua localização privilegiada, também é aqui que as passagens ficam mais caras.

Outra opção é o Aeroporto Internacional de Guarulhos (GRU), o maior e mais completo da cidade, localizado a 27km do centro. Nele se concentra a maior parte do fluxo de voos internacionais, assim como um número menor de voos domésticos. Apesar de ser mais distante, às vezes o tempo que o viajante leva de Congonhas ou Guarulhos até a sua hospedagem pode ser bastante similar, devido ao trânsito intenso da cidade e à localização da acomodação escolhida.

A terceira opção é o Aeroporto de Viracopos (VCP), localizado em Campinas e cerca de 100km distante do centro de São Paulo. É nele que geralmente os preços são mais convidativos, mas a opção só é válida para quem não está com o tempo contado. Muitas companhias, inclusive, disponibilizam transfer gratuito de Viracopos para a capital paulista.

Para aqueles que preferem fazer o trajeto via ônibus, a cidade conta com três pontos de chegada (todos eles conectados com as linhas de metrô). O Terminal Rodoviário do Tietê, o maior em operação do Brasil, tem opções de mais de 300 empresas e inúmeros itinerários. É a melhor escolha para aqueles que planejam aportar na capital paulista com este meio de transporte. Os Terminais Rodoviários da Barra Funda e Jabaquara também trazem algumas opções, apesar de contarem com uma infraestrutura menor e mais limitada.

Já para quem opta por vir a São Paulo de carro, as opções são inúmeras. Dez grandes rodovias desembocam na capital paulista, são elas: Ayrton Senna, Dutra, Fernão Dias, Anhanguera, Bandeirantes, Castello Branco, Raposo Tavares, Régis Bittencourt, Anchieta e Imigrantes. Para quem escolhe esse meio de transporte é bom ter em vista que São Paulo tem muitos congestionamentos e conta com o sistema de rodízio de carros (então fique de olho para não levar uma multa de graça!).

Vida noturna

Assim como a gastronomia, outra característica forte da capital paulista é a vida que começa após o horário comercial. Não é só aos finais de semana que São Paulo agita, então essa é justamente uma das razões de ela ser considerada a cidade que nunca dorme. As casas noturnas e bares estão espalhados pelos quatro cantos da cidade, então tarefa difícil não é sair, mas escolher qual é a melhor opção para a sua noite.

Um dos mais tradicionais redutos boêmios de São Paulo é a Vila Madalena. Lá está uma lista imensa de bares para animar a noite daqueles que gostam de boa cerveja aliada a um bom papo em mesa de bar. Na Rua Aspicuelta estão alguns dos mais tradicionais e procurados da região, como o Salve Jorge, o Quitandinha, o Boteco São Bento e o Posto 6. A região é muito apreciada por jovens descolados, fato fácil de se observar no Beco do Batman, uma região com ruelas repletas de grafites, artistas de rua e barzinhos despojados ao redor. É na Vila Madalena também que estão algumas das baladinhas de música brasileira mais conhecidas da capital, como o Ó do Borogodó e o Pau Brasil.

Outros dois redutos boêmios de São Paulo são o Itaim e a Vila Olímpia. Pelo fato de ambos os bairros serem também regiões onde grandes empresas estão instaladas, a infraestrutura ao redor é ótima, principalmente para aplacar os inúmeros happy hours de quem trabalha por lá. Prepare-se para encontrar muita gente engravatada, especialmente durante os dias úteis. Alguns dos lugares mais tradicionais dessas regiões são os pubs Kia Ora e Dublin, além de bares como o Vaca Véia e o Wall Street.

Já para quem está mais para o estilo alternativo, uma boa pedida é visitar a Rua Augusta. São inúmeras casas noturnas que atraem todos os tipos de pessoas e idades. Alguns dos mais tradicionais da região são o Beco 203, a Blitz Haus, o Anexo B e o Inferno. A Rua Augusta traz também um dos melhores espaços de food trucks da capital paulista, o Calçadão Urbanóide, que conta também com festas e música ao vivo. Para quem quer conhecer a região, mas não é tão alternativo assim, a sugestão fica por conta do Sancho Bar y Tapas, que alia boa comida a um ambiente arrumadinho.

Subindo a Rua Augusta, o viajante chega à região da Avenida Paulista, que conta também com diversos lugares para sair à noite. Alguns que merecem destaque são o Riviera Bar e o Blue Pub, além dos requintados bares de hotéis como o Skye, do Unique, e o The View, do Transamérica International Plaza Flat.

  • População 12.04 milhões

  • Hora local 02:39

  • 1 Real R$ 1,00

  • Temperatura local 18.04º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para São Paulo

Atrações turísticas em São Paulo

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em São Paulo

Hospedagem em São Paulo

menor valor maior valor
Albergue R$ 45,00 R$ 247,00
Pousada R$ 50,00 R$ 900,00
Hotel R$ 55,00 R$ 534,55
Apartamento R$ 100,00 R$ 742,50

Alimentação em São Paulo

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 9,00 R$ 9.00 a R$ 20,00 R$ 20.00
  • Almoço


    R$ 19,00 R$ 19.00 a R$ 35,00 R$ 35.00
  • Jantar


    R$ 35,00 R$ 35.00 a R$ 60,00 R$ 60.00