Pacata cidade localizada ao sul do Japão, Hiroshima é conhecida mundialmente por ter sido alvo de um bombardeiro norte-americano em 06 de agosto de 1945, matando aproximadamente 80 mil pessoas, fora as outras que morreram ao longo dos meses e anos seguintes, todas vítimas de ferimentos. O fato é óbvio que marcou e feriu a história do país, mas...

Leia Mais
  • População 1.174 milhões

  • Hora local 18:36

  • 100 Iene R$ 3,45

  • Temperatura local 8.2º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Hiroshima

Atrações turísticas em Hiroshima

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Hiroshima

Hospedagem em Hiroshima

menor valor maior valor
Pousada R$ 156,20 R$ 977,95
Apartamento R$ 169,78 R$ 1.288,69
Albergue R$ 190,16 R$ 492,37
Hotel R$ 234,10 R$ 1.067,94

Alimentação em Hiroshima

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 19,23 ¥ 556.80 a R$ 31,24 ¥ 904.80
  • Almoço


    R$ 26,52 ¥ 768.00 a R$ 43,09 ¥ 1248.00
  • Jantar


    R$ 48,73 ¥ 1411.20 a R$ 79,19 ¥ 2293.20

Guia Hiroshima

Pacata cidade localizada ao sul do Japão, Hiroshima é conhecida mundialmente por ter sido alvo de um bombardeiro norte-americano em 06 de agosto de 1945, matando aproximadamente 80 mil pessoas, fora as outras que morreram ao longo dos meses e anos seguintes, todas vítimas de ferimentos. O fato é óbvio que marcou e feriu a história do país, mas hoje as cicatrizes deixadas pela guerra estão escondidas e tentam ficar apenas na história, tanto que no local atingido pela bomba foi construído um parque com belos jardins e monumentos a favor da paz entre os povos.

Hiroshima mostrou que conseguiu se reerguer de uma tragédia e tornou-se uma cidade moderna e com várias atrações culturais, como por exemplo visitar o Parque Memorial da Paz, construído no local atingido pela bomba, conhecer o Museu Memorial da Paz onde há objetos utilizados por pessoas atingidas pelas bombas, ver o edifício que era sede da antiga prefeitura de Hiroshima, um dos poucos que sobreviveram da explosão e hoje preservado.

No centro de Hiroshima há vários monumentos dedicados à guerra ou vítimas da guerra, todos bem impactantes e bonitos. A cidade também tem muita área verde, ótimo para uma caminhada ao ar livre e sem pressa para conhecer sua história. O Castelo de Hiroshima é outro ponto turístico interessante, fica a aproximadamente 15 minutos do centro caminhando e a caminhada até lá é bem agradável, mas o castelo é uma réplica do original destruído pela bomba.

Saindo do assunto guerras, para quem curte automóveis, em Hiroshima há o museu da fabricante Mazda que fica na sede da companhia. Outro passeio recomendado é conhecer a pequena ilha de Myiajima, que além de ser perto, tem um dos templos mais bonitos do Japão.

Quem puder conhecer Hiroshima entre os meses de março a maio, vai aproveitar a viagem para ver a floração das cerejeiras, especificamente em Myiajima a paisagem fica ainda mais bonita. Já no mês de agosto ocorrem as cerimônias em homenagem às vítimas da bomba.

Hiroshima pode não ter uma história das mais felizes, muito pelo contrário, o mundo todo conhece a tragédia que a cidade um dia enfrentou, mas o aprendizado que ela mostra ao mundo e principalmente aos turistas que visitam a cidade é algo fora do comum. Viajar para Hiroshima é como ter uma aula de reflexão sobre a vida, e com certeza uma das melhores aulas.

Como chegar

Infelizmente não há voos diretos do Brasil para a cidade japonesa. Caso queira visitá-la, o turista deverá fazer ao menos duas conexões: uma nos Estados Unidos (provavelmente) e outra em Tóquio. Nesse caso, a chegada se dá pelo Aeroporto de Hiroshima (HIJ), que fica a 40km do centro da cidade. Por ser um hub aéreo mais limitado, os voos para lá costumam ser caros – ainda mais porque o local não opera com companhias low cost. A exceção disso são voos que vem diretamente de Tóquio, que aparecem com preços comerciais competitivos. Duas das empresas que têm forte atuação no HIJ são a Japan Airlines e a ANA.

Agora se você já está no país asiático, uma das formas mais populares de ir até o município é fazendo uso de trens. Interligada ao resto do país por linhas do Shinkansen, ou seja, do trem-bala, a urbe oferece bom leque de horários e trajetos. Se você vem de Tóquio, deverá pegar primeiro um trecho até Osaka e, então, trocar de trem para seguir até o seu destino final. Nesse caso, são cerca de 5 horas de viagem. Há também a possibilidade de percurso direto com duração de 4 horas (com tickets mais caros). Agora quem parte de Osaka, a viagem fica menos cansativa, levando apenas 90 minutos. Outro trecho bastante popular é a partir de Fukuoka, que dura aproximadamente 70 minutos.

Outra alternativa para chegar até a urbe é por meio de ônibus. Localizada na região de Chugoku, no sudoeste do Japão, Hiroshima está a 800km de Tóquio, 350km de Osaka e Kyoto e 250km de Fukuoka. As companhias rodoviárias utilizadas para esses percursos são a Chugoku JR Bus e a Willer Express. No caso de optar por essa segunda, há trechos diretos de Tóquio (12 horas de viagem), de Osaka (6 horas e meia de viagem) e de Kyoto (7 horas e meia de viagem), por exemplo.

Vida noturna

A maior concentração de bares, casas noturnas e inferninhos da cidade acontece no distrito de Nagarekawa. Em suas ruelas e passagens espremidas, estabelecimentos dos mais diversos segmentos se apinham com o objetivo de atrair a atenção de uma clientela para lá de animada. Por lá, tudo é negociado em japonês, sendo relativamente difícil estabelecer uma comunicação efetiva com os locais – que geralmente possuem nível básico de inglês. Na verdade, os estrangeiros não são tão bem recebidos nessa parte da cidade, mas vale a pena arriscar – afinal, essa é a área mais boêmia de Hiroshima!

A melhor forma de explorar Nagarekawa é a pé, deixando-se perder pelas vielas tão características do local. Se você se interessar por algo, como um souvenir, compre na hora. Isso porque é comum se perder na região, sendo difícil encontrar o caminho de volta para aquela lojinha ou estabelecimento interessante que você viu momentos atrás. No distrito há ainda uma gama muito grande de restaurantes e beer gardens, mostrando que a área também conta com opções mais sofisticadas. Se você gosta de chope, não deixe de visitar o Raku Bar. Oferecendo consumação all inclusive, o lugar permite que viajante tome quantas bebidas conseguir e quiser por um preço único.

Agora se você procura por algo mais elegante, a outra alternativa é ir ao distrito de Hakushima Dori. A região conta com estabelecimentos mais calmos, onde a degustação de bebidas e a boa conversa são os fatores mais marcantes. Nessas configurações, os wine bars surgem como alternativas muito procuradas por aqueles que visitam a área. Já nas redondezas do Hiroshima PARCO, shopping bem popular do município, há também bom leque de pubs que recebem clientes estrangeiros com entusiasmo. Para aqueles que não se sentirem confortáveis em explorar Nagarekawa, essa é uma opção interessante para ainda aproveitar a vida noturna na urbe japonesa.