A cidade das flores e colonizada por holandeses fica a somente 120 km de São Paulo e é um passeio certeiro de um fim de semana para os paulistanos e paulistas também. Holambra é muito lembrada durante a primavera, especificamente durante a Expoflora, evento que acontece no mês de setembro, quando a cidade fica lotada de turistas. Mas em Holambra há flores...

Leia Mais
  • População 11.292 mil

  • Hora local 12:29

  • 1 Real R$ 1,00

  • Temperatura local 21º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Holambra

Atrações turísticas em Holambra

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Holambra

Hospedagem em Holambra

menor valor maior valor
Pousada R$ 300,00 R$ 300,00

Alimentação em Holambra

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 9,60 R$ 9.60 a R$ 24,00 R$ 24.00
  • Almoço


    R$ 16,80 R$ 16.80 a R$ 51,60 R$ 51.60
  • Jantar


    R$ 22,80 R$ 22.80 a R$ 76,80 R$ 76.80

Guia Holambra

A cidade das flores e colonizada por holandeses fica a somente 120 km de São Paulo e é um passeio certeiro de um fim de semana para os paulistanos e paulistas também. Holambra é muito lembrada durante a primavera, especificamente durante a Expoflora, evento que acontece no mês de setembro, quando a cidade fica lotada de turistas. Mas em Holambra há flores durante o ano todo e além de flores o visitante irá se encantar com as tradições holandesas preservadas por moradores e vista em vários cantos da cidade que foi fundada recentemente, em 1991.

Holambra é uma cidade pequena, de gente hospitaleira, comida boa e caseira e com alguns atrativos como esses a seguir, pois Holambra pode (e deve) ser visitada durante o ano todo: conhecer o Museu da Cultura e História de Holambra para saber mais sobre a história da imigração holandesa no Brasil; visitar o Moinho Povos Unidos, um moinho igual aos moinhos da Holanda; ir ao Rancho da Cachaça para aprender como a bebida é produzida; mais um programa pra quem gosta de bebidas é visitar a fábrica de cervejas Schornstein, filial de uma cervejaria de Santa Catarina; conhecer o Sítio Estrela do Leste Arurá que trabalha com criação de jacarés-de-papo-amarelo; fazer um city tour pela cidade para conhecer os principais pontos turísticos; conhecer os campos de flores como de rosas, violetas, tulipas ou crisântemos, sendo que muitas vezes a visita aos campos é feita junto com o city tour; fazer passeios a cavalo ou de charrete, as crianças costumam adorar e participar da Expoflora, maior evento da cidade com exposição de diversas flores e arranjos, comidas típicas da Holanda, desfile de carros alegóricos, danças e tem até chuva de pétalas de rosas, realmente é uma grande festa!

Para quem gosta de umas comprinhas, os artesanatos estão no Núcleo de Artesãos de Holambra, um espaço para ver e adquirir produtos feitos de madeira reciclada e bagaço de cana. O melhor lugar para adquirir artigos holandeses como os tradicionais tamancos é a loja Casa Bela e na cidade das flores, uma boa pedida é comprar flores, mudas ou sementes, para isso há alguns mercados de flores que vendem desde plantas até artigos para manutenção de jardim com preços bem em conta.

Para quem gosta de flores e quer conhecer um pouco da cultura holandesa, Holambra é a pedida certa, melhor que isso, somente indo até a Holanda!

Como chegar

Por ser uma cidade de proporções pequenas, Holambra não possui hub aéreo próprio. Assim, o Aeroporto Internacional de Viracopos – Campinas (VCP) funciona como a melhor opção para os viajantes que vem de regiões mais distantes, já que o local está localizado a apenas 60km de distância da cidade. Para ir de lá até o centro de Holambra é possível fazer uma corrida de Uber ou então de táxi. Já para aqueles que querem explorar mais a área e ganhar em flexibilidade, uma boa pedida é alugar um carro (que irá auxiliá-lo não apenas nesse primeiro momento, mas no passeio como um todo).

Os aeroportos de São Paulo – Congonhas (CGH) e Cumbica/Guarulhos (GRU) – também podem ser utilizados pelo viajante. Nesse caso, porém, o trajeto entre as cidades será maior sendo aconselhável alugar um carro para percorrer as distâncias. É possível também fazer o percurso com ônibus, mas estime em seu roteiro o tempo de locomoção dos hubs aéreos até a principal rodoviária de São Paulo.

Já para aqueles que pretendem fazer uma viagem mais econômica, é possível utilizar ônibus como o meio de transporte principal. Para quem parte de São Paulo, a saída acontece pela Rodoviária do Tietê com destino a Mogi-Mirim. Peça ao motorista para deixá-lo na Estrada de Holambra, que fica a aproximadamente 7km do centro da cidade. Para percorrer o trecho final, o turista precisará contratar um táxi, mas mesmo assim o valor acaba compensando.

Outra boa possibilidade é ir até o local de carro. Para isso, o motorista deverá trafegar pela Rodovia dos Bandeirantes para, então, pegar o acesso à Rodovia Anhanguera na cidade de Campinas. O viajante deverá ainda transitar pela Rodovia Dom Pedro I para, finalmente, pegar as rodovias estaduais SP-340 e SP-107 que farão a conexão com o pequeno município holandês. Ao todo, a viagem dura entre 2h e 2h30, mas as estradas a serem percorridas possuem boa conservação para facilitar o trajeto.

Vida noturna

Situada a 135km da capital paulistana, a cidade com ares europeus tem ganhado cada vez mais a atenção daqueles que procuram por uma válvula de escape aos finais de semana. Há, inclusive, quem vá para lá no melhor estilo bate-volta, fazendo um passeio aliado a uma refeição antes de voltar para a sua cidade de origem. Mas e para aqueles que não dispensam uma saída à noite? Por incrível que pareça, a cidadezinha holandesa também não decepciona nesse quesito. Isso porque Holambra está situada na região metropolitana de Campinas, despontando como uma das cidades mais animadas da área quando o assunto é badalação.

Por lá, muitos cafés charmosos fazem a alegria dos viajantes, mas são os restaurantes que conseguem encantar aqueles que estão visitando a cidade pela primeira vez. Com uma gastronomia de qualidade e estabelecimentos especializados em comidas holandesas, o turista poderá começar a sua noite embrenhando-se um pouco mais nesse aspecto tão importante de qualquer cultura: a sua gastronomia típica. Essa é uma forma de chegar mais perto da Holanda, mesmo que haja um oceano separando o Brasil de lá!

Mas para aqueles que pretendem tomar uma cerveja antes de voltar para a sua hospedagem, a cidade garante também algumas boas opções. O Bier Trunk Pub Bar, assim como a Casa Bela são alguns dos estabelecimentos mais tradicionais da região. Outros, porém, também ganham destaque especial como a Cervejaria Schornstein e o Bar e Mercearia Sítio Palmeirinha.

Caso ainda não esteja satisfeito com as opções locais, algumas cidades próximas também garantem boas alternativas. Jaguariúna, Pedreira, Cosmópolis e Artur Nogueira são alguns exemplos. Isso sem falar em Campinas, que está situada a apenas 60km de distância e pelas dimensões que possui é capaz de proporcionar entretenimento noturno para todas as faixas de idade e gostos dos viajantes.