• Café da manhã

    €3.80 €5.60 €7.10
    R$ 14,25 R$ 20,99 R$ 26,62
    Baixo custo Enconômico Conforto
  • Almoço

    €7.92 €11.30 €14.87
    R$ 29,69 R$ 42,36 R$ 55,74
    Baixo custo Enconômico Conforto
  • Jantar

    €11.80 €14.00 €20.80
    R$ 44,23 R$ 52,48 R$ 77,97
    Baixo custo Enconômico Conforto

Guia Alimentação em Lisboa

Os aromas e sabores de Portugal prometem ser uma festa para os sentidos dos viajantes apaixonados por comida. O país não é apenas berço de uma das gastronomias mais interessantes da Europa como também oferece refeições a ótimos preços em seus restaurantes.

Para provar o mais puro gostinho português, o melhor período são as Festas de Lisboa, que acontecem durante todo o mês de junho, quando a cidade se enche com o aroma de sardinha assada. Se não puder estar na cidade nessa época, não entristeça seu paladar: é possível encontrar sardinhas enlatadas com óleo ou molhos em praticamente qualquer loja de produtos típicos. Além de provar todo o sabor enquanto estiver por lá, elas também são ótimos presentes para que seus amigos e familiares possam provar um pouco do gostinho de Lisboa.

 Você irá até se surpreender ao descobrir que o bacalhau, prato português por excelência, não é pescado aqui. Para sermos sinceros, ele sequer existe em águas portuguesas. Geralmente, o peixe é retirado dos mares noruegueses, canadenses ou islandeses e consumido já salgado em Portugal. Mas a popularização do alimento se deu justamente na época das grandes navegações, no século XV, quando os portugueses encontraram no peixe um alimento perfeito para as longas viagens marítimas, que frequentemente duravam mais de três meses. Isso porque, após salgado, o bacalhau dura uma grande quantidade de tempo sem precisar estar refrigerado.

Mesmo não sendo mais necessário às viagens portuguesas, o prato continua tendo um papel importante na alimentação dos lisboetas, que o preparam de diversas maneiras. Os melhores lugares para provar um autêntico bacalhau podem ser surpreendentemente os mais simples: procure por restaurantes de bairro e não tenha medo de saborear esta iguaria tipicamente portuguesa. Uma boa entrada para acompanhar o prato é o pastel de bacalhau, conhecido no Brasil como bolinho de bacalhau.

Um passeio pela Rua das Portas de Santo Antão, no centro da cidade, permitirá que você encontre muitos restaurantes de peixes e frutos do mar e possa escolher qual mais lhe apetece para provar algumas das delícias portuguesas.

Na hora da sobremesa, é impossível não lembrar dos deliciosos Pastéis de Belém,  nome que se refere apenas à receita original, feita na região de Belém, onde os pastéis são servidos quentinhos aos clientes desde 1837. Tanta exclusividade tem um preço: a receita foi guardada a sete chaves durante esse tempo. Mesmo assim, é possível encontrar opções “genéricas” do doce tão boas quanto a original - e será até divertido buscar as melhores receitas entre tantas que você irá encontrar pelas ruas de Lisboa. Praticamente qualquer padaria, café ou supermercado oferece sua versão do doce, que também é conhecido como pastel de nata.

E por falar em padarias… Estes estabelecimentos são praticamente um convite às papilas gustativas mais exigentes e fazem qualquer um pensar que o estereótipo do “português da padaria” não é por acaso. Afinal, nestas terras uma simples padaria pode se tornar um verdadeiro templo gastronômico. Não deixe de experimentar o pão de azeitonas e o docinho pão de deus. A rede Padaria Portuguesa é sucesso ao oferecer pães quentinhos, sanduíches e pastelaria de ótima qualidade a preços razoáveis em diversos pontos da cidade.

Outra tradição por aqui é tomar uma “bica” (o nosso cafezinho), em um café de bairro. Na maioria dos lugares, o cafezinho fica mais barato quando saboreado em pé. Mas, se quiser aproveitar a atmosfera do lugar, vale a pena sentar e acompanhar a bebida com alguns dos doces típicos da cidade. Nesse quesito, um dos lugares de maior destaque é o Café A Brasileira, localizado próximo ao Largo de Camões. Esqueça o nome do lugar: ele não é ponto de encontro de brasileiros que viajam a Portugal, mas reconhecido por um de seus clientes mais ilustres, o poeta Fernando Pessoa, que foi eternizado em uma estátua em frente ao café.

No outono, a cidade é tomada pelo aroma das castanhas assadas, uma tradição gastronômica que, infelizmente, não herdamos dos portugueses. Coma-as quentinhas para saborear ao máximo essa delícia.