Kuala Lumpur é a capital da Malásia, país do sudeste asiático, localizado entre a Oceania e a Ásia, e que não está nos roteiros mais populares dos brasileiros, uma pena, pois a cidade oferece bons preços, compras, uma gastronomia que é uma mistura da culinária chinesa, indiana e tailandesa, templos budistas, arranha-céus...

Leia Mais
  • População 1.589 milhões

  • Hora local 17:52

  • 1 Ringgit malaio R$ 0,84

  • Temperatura local 25.53º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Kuala Lumpur

Atrações turísticas em Kuala Lumpur

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Kuala Lumpur

Hospedagem em Kuala Lumpur

menor valor maior valor
Pousada R$ 21,10 R$ 447,71
Albergue R$ 36,70 R$ 274,31
Apartamento R$ 55,05 R$ 1.614,69
Hotel R$ 55,90 R$ 311,93

Alimentação em Kuala Lumpur

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 3,52 MYR 4.20 a R$ 12,89 MYR 15.36
  • Almoço


    R$ 5,04 MYR 6.00 a R$ 23,16 MYR 27.60
  • Jantar


    R$ 8,31 MYR 9.90 a R$ 29,10 MYR 34.68

Guia Kuala Lumpur

Kuala Lumpur é a capital da Malásia, país do sudeste asiático, localizado entre a Oceania e a Ásia, e que não está nos roteiros mais populares dos brasileiros, uma pena, pois a cidade oferece bons preços, compras, uma gastronomia que é uma mistura da culinária chinesa, indiana e tailandesa, templos budistas, arranha-céus modernos e a cultura de três povos: chineses, indianos e muçulmanos, divididos em um pouco mais de um milhão e meio de habitantes. Kuala Lumpur também possui um moderno aeroporto internacional, que funciona como hub da famosa companhia aérea low cost da Ásia, a Air Asia, e também da Singapore Airlines.

As torres gêmeas Petronas Towers são o maior símbolo da cidade e do país. Inauguradas em 1998, com 452 metros de altura e 88 andares, já foram consideradas o edifício mais alto do mundo. Planejadas por um arquiteto argentino, as torres fazem parte de um complexo com três edifícios, sendo que somente dois deles são idênticos. Para quem tiver interesse, é possível fazer uma visita guiada pelas torres e que dá acesso à skybridge, uma ponte que liga as duas torres, e a um observatório no alto de uma das torres, com uma vista panorâmica da cidade, só pela vista, já valeria a pena. E falando em atrações turísticas, uma das maiores atrações da cidade e da Malásia, é conhecer as cavernas chamadas de Batu Caves, que na verdade são templos hindus instalados em cavernas que ficam dentro de um morro. É um dos templos hindus mais importantes fora da Índia, e para conhecê-los é necessário subir uma escada com mais de 250 degraus. As cavernas ficam a cerca de 14 quilômetros do centro da cidade e a entrada é gratuita. 

Para se hospedar em Kuala Lumpur, escolha entre o bairro moderninho de Butik Bintang que além de ser mais barato, conta com diversas opções de lojas, bares e restaurantes, ou então, o centro da cidade, com opções de hospedagens mais caras, incluindo o hotel de luxo Mandarim Oriental, hotel preferido dos pilotos de Fórmula 1, quando vão disputar o Grande Prêmio da Malásia.

Kuala Lumpur, conhecida pelos mais íntimos apenas pelas iniciais KL, é uma cidade construída em meio à mata tropical, onde pessoas de diferentes origens e religiões convivem bem, onde a tecnologia está presente por todos os lados e onde o turismo não para de crescer.

Como chegar

Kuala Lumpur fica no sudeste da Ásia, ao lado de Cingapura, no meio do caminho entre a Oceania e a Ásia. Até aqui já dá para ter uma ideia de que não é perto e nem fácil chegar até lá. É necessário enfrentar horas dentro de aviões, fora o tempo de conexões nos aeroportos. São no mínimo 25 horas de voo para chegar até lá, e o tempo máximo vai depender da cia aérea e da tarifa escolhida, mas pode chegar a até 50 horas, ou seja, o dobro do tempo mínimo. Mas várias cias aéreas fazem o trajeto do Brasil até Kuala Lumpur, algumas com somente uma conexão e a grande maioria com duas conexões. A americana United voa através dos Estados Unidos, lembrando que nesse caso, é necessário ter visto americano, nem que seja somente para fazer conexão mesmo. Emirates e Qatar voam através de Dubai e Doha, respectivamente. As europeias KLM, Air France,Turkish, Iberia e British Airways voam parando em alguma cidade do velho continente. Singapore Airlines voa em parceria com a South African, parando em Joanesburgo e Cingapura, e a Ethiopian Airlines, voa em parceria com a Thai Airways, parando em Adis Abeba e Bangkok.

Para quem já está na Ásia, Kuala Lumpur é o hub da Air Asia, cia aérea low cost, com voos realmente baratos.

O Aeroporto Internacional de Kuala Lumpur está localizado a cerca de 60 quilômetros do centro da cidade, um pouco longe, mas é possível chegar até o centro da cidade de trem, o KLIA Ekspres, em um percurso que dura apenas 30 minutos. 

Kuala Lumpur está a apenas uma hora de voo de Cingapura e o trajeto também pode ser feito por terra em aproximado 6 horas de ônibus.

Vida noturna

A vida noturna de Kuala Lumpur, ou apenas KL para os mais íntimos, pode te surpreender. A capital da Malásia consegue ser bem eclética também durante a noite. O Skyline de Kuala Lumpur com as Petronas Towers e diversos outros edifícios altos e mega modernos onde funcionam multinacionais, pode e deve ser apreciado de algum bar ou restaurante.

Um dos bares mais requisitados de Kuala Lumpur é o Skybar do Shangri-La Hotel, que fica no centro da cidade, com ambiente descontraído e muitos estrangeiros, mas o bar mais alto de KL é o Marini’s on 57, que funciona como bar e restaurante, um restaurante sofisticado especializado em comida italiana, e sua localização fica muito próxima mesmo das Petronas Towers. 

Uma rua bem animada para conhecer é a Changkat Butik Bingang, onde há bares, restaurantes e casas noturnas, tudo sempre bem cheio, principalmente de turistas. Na mesma rua há estabelecimentos dos mais variados gostos e bolsos, muito bom para conhecer mais de um lugar na mesma noite.

Para quem deseja sair para dançar, a balada Zouk, que fica na área mais refinada da cidade, é garantia de uma noite animada. Com quase 3 mil metros quadrados, a casa possui ambientes diferentes, sendo que em um deles é possível o símbolo da cidade, as Petronas Towers. 

Já, para quem deseja ver algo mais cultural durante a noite, o Palácio da Cultura que fica ao lado da Galeria Nacional de Arte, no centro de Kuala Lumpur, é um local onde acontece apresentações de teatro, musicais e concertos. O prédio onde funciona o Palácio da Cultura já é uma obra de arte, fundado em 1999, possui o interior de mármore e as portas são feitas de madeira com flores esculpidas à mão.