Pattaya é um dos mais disputados destinos turísticos da Tailândia, além de figurar entre as cidades mais populares da Ásia entre os viajantes. É conhecida por ser a segunda cidade, depois da capital Bangkok, com o maior número de prédios altos do país. Construções que, em sua maioria, são condomínios residenciais...

Leia Mais
  • População 107.406 mil

  • Hora local 17:38

  • 10 Baht R$ 1,13

  • Temperatura local 29º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Pattaya

Atrações turísticas em Pattaya

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Pattaya

Hospedagem em Pattaya

menor valor maior valor
Pousada R$ 45,60 R$ 142,49
Albergue R$ 68,40 R$ 147,12
Hotel R$ 68,52 R$ 493,60
Apartamento R$ 70,69 R$ 5.129,74

Alimentação em Pattaya

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 6,52 ฿ 57.60 a R$ 10,59 ฿ 93.60
  • Almoço


    R$ 9,23 ฿ 81.60 a R$ 15,00 ฿ 132.60
  • Jantar


    R$ 19,55 ฿ 172.80 a R$ 31,76 ฿ 280.80

Guia Pattaya

Pattaya é um dos mais disputados destinos turísticos da Tailândia, além de figurar entre as cidades mais populares da Ásia entre os viajantes. É conhecida por ser a segunda cidade, depois da capital Bangkok, com o maior número de prédios altos do país. Construções que, em sua maioria, são condomínios residenciais para estrangeiros, que revelam o quão cosmopolita e pulsante é o município tailandês. 

Desde a década de 60, Pattaya atrai turistas do mundo todo. Estima-se que nos dias atuais, por ano, recebe mais de cinco milhões de turistas, a maioria vinda do leste da Ásia e países da ex-União Soviética.  Antiga vila de pescadores, a cidade foi refúgio de verão de soldados norte-americanos durante a Guerra do Vietnã. Atualmente, muitos estrangeiros aposentados fazem parte da população, por desfrutarem do visto concedido pelo governo a gringos acima dos 50 anos que queiram viver no país.

Importante registrar que essa popularidade e fluxo de turistas não se deu a princípio apenas por motivos nobres. Quem viajar para Pattaya precisa estar ciente do latente turismo sexual da Tailândia. Ao caminhar pelo point do agito na cidade, a Walking Street, por exemplo, isso fica bem claro para o visitante. Prostitutas disputam a rua durante à noite, enquanto um turbilhão de locais e turistas caminham entre os restaurantes e as badaladas casas noturnas.

Por outro lado, a cidade vem trabalhando para mudar essa imagem. Aliando belezas naturais e boa estrutura de restaurantes, bares e hotéis, Pattaya tem muitos ótimos atrativos a oferecer.

A principal praia de Pattaya apresenta águas calmas e orla recheada de palmeiras, formando um cenário típico tropical. Além disso, nas areias são oferecidos passeios de jet ski, para-sailing, entre outros. O lugar fica bastante movimentado, principalmente aos finais de semana, por essa razão, vale a pena dar uma esticada até as outras praias ao redor para fugir do agito.

A exótica ilha coralina Koh Larn é uma delas. Com natureza privilegiada, é cenário ideal para mergulhos e pesca em suas águas azuis-esverdeadas. Catamarãs e outros tipos de embarcações partem da praia de Pattaya até lá e para a vizinha Koh Sak.

Além das belezas naturais, o Santuário da Verdade é um local que não pode faltar no roteiro de viagem. O templo é todo esculpido em madeira e construído sem o uso de pregos. Situado no alto de uma montanha, com vista para o oceano, a construção está listada entre as Maravilhas do Sudeste Asiático.

Outro lugar é o Jardim Botânico Tropical de Noog Nooch. O espaço é o maior jardim botânico do Sudeste Asiático e apresenta uma variedade de atrações como passeios de elefante, um zoológico exótico, shows com animais, bem como um show cultural Thai, com apresentações de dança e demonstrações de Muay Thai.

Quando se trata do turismo gastronômico, a variedade de restaurantes em Pattaya é imensa. Há várias opções de culinária local, que atende a todos os bolsos, assim como de culinária estrangeira, pensada nos turistas. Se preferir algo ainda mais típico do país, recorra a um dos carrinhos de rua. Eles oferecem de tudo, do tradicional Pad Tha às mais exóticas iguarias.

Em média, está calor durante todo o ano na Tailândia, mas os meses de melhor tempo em Pattaya são Janeiro, Fevereiro, Março e Dezembro. 

Como chegar

A cidade tailandesa até possui um hub aéreo, o Aeroporto de Pattaya – Chonburi (UTP), mas é impossível partir do Brasil e chegar lá sem fazer ao menos duas conexões. Por conta do trajeto nada usual, a melhor alternativa é ir primeiro para Bangkok, que possui diversas opções de voos com apenas uma parada no caminho. Nesse caso, o turista poderá aproveitar alguns dias na capital para, então, seguir viagem para Pattaya (que fica a apenas 140km do município).

Portanto, a melhor forma do turista chegar ao seu destino é por meio de um ônibus que deve ser pego em Bangkok. Mesmo que não seja o meio de transporte mais confortável do mundo, a viagem é rápida (com apenas 2h de duração) e os custos costumam ser bem baixos (o trajeto custa em média 150 baht).

Outro fator positivo são os diversos pontos de partida presentes na capital tailandesa. O mais utilizado pelos viajantes é a estação BTS Ekkamai. Isso porque os ônibus partem do local de 30 em 30 minutos, então é bem fácil para o turista encontrar algum que lhe sirva. Para quem pretende usar o Aeroporto Suvarnabhumi (BKK) como hub de conexão, é possível também pegar no local ônibus que vão diretamente para Pattaya. Para saber direitinho onde embarcar, pergunte nos centros de informação, pois há diversas opções de viagens. Ainda é possível utilizar os Terminais Rodoviários de Mo Chit (mais distante e perto do Chatuchak Market) e de Sai Tai Mai (perto de Khaosan Road). Nesses dois casos, a frequência dos ônibus é menor, mas se você estiver hospedado nas regiões vale a pena dar uma conferida nos horários.

O ponto positivo é que independentemente do lugar de partida, o preço e a duração das viagens de ônibus são praticamente iguais (desde que partam de Bangkok).

Vida noturna

Junto com as praias, a agitação notívaga é um dos fatores de maior interesse pela cidade tailandesa. Pattaya é recheada de bares, casas noturnas e restaurantes, mas o município tem fama internacional devido ao seu forte turismo sexual. Conhecida como a Disneylândia Adulta, a urbe traz em seu DNA uma forte inclinação à prostituição, que pode ser vista por meio dos estrangeiros de meia idade que negociam prazer e companhia pelas ruas. Nesses casos, a prostituição não é apenas de mulheres, mas de homens e ladyboys também (os transexuais que são tão presentes no país). Mesmo que o governo venha tentando mudar o estereótipo de Pattaya, esse ainda é um fator determinante para o local.

Boa parte de onde a diversão acontece (relacionada ou não ao turismo sexual) é na Pattaya Walking Street, uma rua de um quilômetro cheia de bares, cervejarias, casas noturnas e restaurantes. É aqui que a cidade fervilha, especialmente com o cair da noite. O local fica aberto também durante as manhãs, mas muitos estabelecimentos ainda não funcionam nesse horário. Se a ideia é começar a beber já de tarde, basta andar um pouco pelo município. A concentração de bares é tão grande que você não terá nenhuma dificuldade de “cumprir a tarefa”.

Outro clássico local é o Tiffany`s Show, uma atração no estilo cabaré cuja performance é feita apenas por ladyboys. O espetáculo é bastante tradicional na cidade (inclusive, ele está em cartaz há mais de 40 anos!). É uma boa pedida para quem quer fazer algo bem característico com a cara de Pattaya!

A cidade tailandesa também é conhecida pelos seus Go-Go e Ping Pong Shows. No primeiro caso, mulheres e ladyboys dançam em um palco trajando biquínis ou fantasias com um número de identificação. A cada passagem de tempo, trocam-se as dançarinas e os clientes podem presentear as suas preferidas com quantias em dinheiro. Já o Ping Pong Show é uma atração em que mulheres fazem coisas aparentemente impossíveis com suas vaginas, como jogar bolinhas de ping pong, cortar bananas, assoprar velas, jogar dados, etc.