Pattaya é um dos mais disputados destinos turísticos da Tailândia, além de figurar entre as cidades mais populares da Ásia entre os viajantes. É conhecida por ser a segunda cidade, depois da capital Bangkok, com o maior número de prédios altos do país....

Leia Mais
  • População 107.406 mil

  • Hora local 14:26

  • 10 Baht R$ 1,48

  • Temperatura local 28.49º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Pattaya

Atrações turísticas em Pattaya

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Pattaya

Hospedagem em Pattaya

menor valor maior valor
Apartamento R$ 42,90 R$ 1.479,45
Hotel R$ 67,91 R$ 632,46
Pousada R$ 69,53 R$ 266,30
Albergue R$ 86,55 R$ 144,07

Alimentação em Pattaya

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 9,73 ฿ 65.60 a R$ 13,88 ฿ 93.60
  • Almoço


    R$ 23,81 ฿ 160.60 a R$ 49,32 ฿ 332.60
  • Jantar


    R$ 27,11 ฿ 182.80 a R$ 53,50 ฿ 360.80

Guia Pattaya

Pattaya é um dos mais disputados destinos turísticos da Tailândia, além de figurar entre as cidades mais populares da Ásia entre os viajantes. É conhecida por ser a segunda cidade, depois da capital Bangkok, com o maior número de prédios altos do país. Construções que, em sua maioria, são condomínios residenciais para estrangeiros, que revelam o quão cosmopolita e pulsante é o município tailandês. 

Desde a década de 60, Pattaya atrai turistas do mundo todo. Estima-se que nos dias atuais, por ano, recebe mais de cinco milhões de turistas, a maioria vinda do leste da Ásia e países da ex-União Soviética.  Antiga vila de pescadores, a cidade foi refúgio de verão de soldados norte-americanos durante a Guerra do Vietnã. Atualmente, muitos estrangeiros aposentados fazem parte da população, por desfrutarem do visto concedido pelo governo a gringos acima dos 50 anos que queiram viver no país.

Importante registrar que essa popularidade e fluxo de turistas não se deu a princípio apenas por motivos nobres. Quem viajar para Pattaya precisa estar ciente do latente turismo sexual da Tailândia. Ao caminhar pelo point do agito na cidade, a Walking Street, por exemplo, isso fica bem claro para o visitante. Prostitutas disputam a rua durante à noite, enquanto um turbilhão de locais e turistas caminham entre os restaurantes e as badaladas casas noturnas.

Por outro lado, a cidade vem trabalhando para mudar essa imagem. Aliando belezas naturais e boa estrutura de restaurantes, bares e hotéis, Pattaya tem muitos ótimos atrativos a oferecer.

A principal praia de Pattaya apresenta águas calmas e orla recheada de palmeiras, formando um cenário típico tropical. Além disso, nas areias são oferecidos passeios de jet ski, para-sailing, entre outros. O lugar fica bastante movimentado, principalmente aos finais de semana, por essa razão, vale a pena dar uma esticada até as outras praias ao redor para fugir do agito.

A exótica ilha coralina Koh Larn é uma delas. Com natureza privilegiada, é cenário ideal para mergulhos e pesca em suas águas azuis-esverdeadas. Catamarãs e outros tipos de embarcações partem da praia de Pattaya até lá e para a vizinha Koh Sak.

Além das belezas naturais, o Santuário da Verdade é um local que não pode faltar no roteiro de viagem. O templo é todo esculpido em madeira e construído sem o uso de pregos. Situado no alto de uma montanha, com vista para o oceano, a construção está listada entre as Maravilhas do Sudeste Asiático.

Outro lugar é o Jardim Botânico Tropical de Noog Nooch. O espaço é o maior jardim botânico do Sudeste Asiático e apresenta uma variedade de atrações como passeios de elefante, um zoológico exótico, shows com animais, bem como um show cultural Thai, com apresentações de dança e demonstrações de Muay Thai.

Quando se trata do turismo gastronômico, a variedade de restaurantes em Pattaya é imensa. Há várias opções de culinária local, que atende a todos os bolsos, assim como de culinária estrangeira, pensada nos turistas. Se preferir algo ainda mais típico do país, recorra a um dos carrinhos de rua. Eles oferecem de tudo, do tradicional Pad Tha às mais exóticas iguarias.

Em média, está calor durante todo o ano na Tailândia, mas os meses de melhor tempo em Pattaya são Janeiro, Fevereiro, Março e Dezembro. 

O que fazer em Pattaya

Se você pensa que a Tailândia é feita “só” de praias paradisíacas e paisagens surreais que parecem de tela do fundo do seu computador, o que fazer em Pattaya vai te provar que tem isso sim e muito mais!

Você vai precisar de pelo menos três dias inteiros para dar conta do básico do que fazer em Pattaya e vai ficar ainda com aquele gostinho de quero mais.

O que fazer em Pattaya incluem as suas belas praias, a vida noturna bem agitada, os templos Wat Phra Yai e Wat Khao e outros atrativos.

Inclusive, a principal atração do que fazer em Pattaya não é praiana! Você sabia? Ficou curioso? Vem cá que te contamos qual é o passeio e o que mais fazer por lá!

 

Onde ficar em Pattaya

Diferente de outros destinos turísticos que qualquer hospedagem em qualquer lugar vale – até porque muitos viajantes acabam preferindo opções mais econômicas e enfrentam deslocamentos maiores por isso – em Pattaya este não é o caso.

Algumas áreas de Pattaya que oferecem acomodações estão completamente afastadas dos principais pontos turísticos e quase isoladas, o que é um problema por vários motivos que você já deve imaginar.

Mas fique tranquilo, não é como se não houvessem várias opções ainda disponíveis de regiões para encontrar seu hotel, pousada ou hostel.

Assim, para evitar perder tempo com deslocamento, garantir hospedagens melhores e mais seguras, existem quatro boas regiões que te indicamos para se hospedar.

Veja aqui quais são!

 

Alimentação em Pattaya

A culinária tailandesa já invadiu o Brasil e ganhou o coração e o paladar de muitos, então quem já gosta das comidas apimentadas, adocicadas, com mistura de frutos do mar, vai estar muito bem servido em Pattaya.

Outro diferencial de Pattaya é que você vai poder comer bem e gastar pouco, já que a alimentação local é barata, especialmente se você for se aventurar nas barraquinhas de rua, as street foods, que são bem famosas por lá.

Os principais pratos típicos da Tailândia e de Pattaya que você não pode deixar de experimentar estão aqui.

Como as comidas, temperos e outros itens são bem diferentes do que estamos acostumados, se você for sensível vale não arriscar tanto para não ter algum problema gastrointestinal longe de casa!

 

Passeios em Pattaya

Pattaya já oferece muita coisa para o viajante conhecer e ficar apaixonado, então se você quiser só ficar na cidade, tudo bem. Mas recomendamos fortemente que você reserve um tempinho para explorar os passeios que ficam próximos de lá.

Um dos passeios mais diferentes e encantadores próximos a Pattaya é o Santuário de Elefantes e a ilha translúcida de Coral Island.

Outros passeios e detalhes dos que falamos acima estão aqui!

 

Quando ir a Pattaya

Calor é algo certeiro durante sua viagem a Pattaya, independente de qual época do ano escolher para fazer sua viagem. Apesar da temperatura alta ser garantida e o viajante não precisar se preocupar com uma estação fria ou mais amena, a decisão de quando ir a Pattaya se resume a evitar os períodos chuvosos.

Um destino como a Tailândia e Pattaya definitivamente não combinam com chuva, já que as praias não podem ser aproveitadas, os passeios não acontecem e o transporte e acesso local é inviabilizado, já que é feito em muitas partes apenas de barco.

Para evitar tudo isso e acertar na data da sua viagem para Pattaya, veja aqui qual o período de seca do destino.

 

Documentação

Para conhecer Pattaya o viajante não precisa de visto para quem vai a turismo por até 90 dias, devendo apresentar o passaporte com pelo menos seis meses de validade no momento da viagem.

Apesar de não precisar de visto, outro documento é obrigatório para visitar o país: a vacinação contra febre amarela. É exigida de brasileiros, portanto, a apresentação do Certificado Internacional de Vacinação (CIVP), emitido pela Anvisa, em que conste imunização válida contra a febre amarela. 

 

Idioma

O idioma oficial do país e de Pattaya é o tailandês, pouco ensinado e aprendido pelos brasileiros. Mas pela Tailândia ser um destino turístico muito visado, hoteis e passeios já tem funcionários que falam inglês. 

Caso o viajante vá sem falar inglês e sem a companhia de um guia turístico pode se encontrar em alguns perrengues.

 

Moeda

A moeda oficial da Tailândia é toda diferente das que estamos mais acostumados, como Real, Euro e Dólar. A moeda é o baht tailandês (THB), seu símbolo é ? e a moeda é stangs. A moeda é mais barata que o real e com R$ 1 você compra 7 bath.

Lá eles usam muito a moeda, a stang, e o baht é dividido em 100 stangs, sendo utilizado moedas de 25 e 50 stang ou de 1, 2, 5 e 10 baht. 

A principal dica quanto a levar dinheiro para a Tailândia é já levar dólares aqui do Brasil para trocar pela moeda local, já que o Real não é aceito nem nas casas de câmbio.

 

O que levar na mala

Embora Pattaya fique a apenas 140 km da capital da Tailândia, Bangkok, e você não esteja ilhado e isolado do mundo, Pattaya e a Tailândia de modo geral é um destino que você deve ver e rever a sua mala para garantir que não está esquecendo nada e não fique sem durante a viagem.

Em Pattaya não é como cidades americanas, brasileiras ou mesmo europeias que você vai achar uma farmácia e um comércio aberto a cada esquina para suprir suas necessidades, então comece a montar a mala antecipadamente e com calma.

Uma das principais dicas é levar (para sobrar) protetor solar facial e corporal, repelentes de insetos, remédios básicos e roupas de banho para curtir as praias. Nada de levar amostra de protetor solar para ficar 10 dias viajando hein?

 

Serviços para a sua viagem 

Bora desbravar a cidade de Pattaya? Comece a organizar sua viagem pela cotação da passagem aérea

Como chegar

A cidade tailandesa até possui um hub aéreo, o Aeroporto de Pattaya – Chonburi (UTP), mas é impossível partir do Brasil e chegar lá sem fazer ao menos duas conexões. Por conta do trajeto nada usual, a melhor alternativa é ir primeiro para Bangkok, que possui diversas opções de voos com apenas uma parada no caminho. Nesse caso, o turista poderá aproveitar alguns dias na capital para, então, seguir viagem para Pattaya (que fica a apenas 140km do município).

Portanto, a melhor forma do turista chegar ao seu destino é por meio de um ônibus que deve ser pego em Bangkok. Mesmo que não seja o meio de transporte mais confortável do mundo, a viagem é rápida (com apenas 2h de duração) e os custos costumam ser bem baixos (o trajeto custa em média 150 baht).

Outro fator positivo são os diversos pontos de partida presentes na da Tailândia. O mais utilizado pelos viajantes é a estação BTS Ekkamai. Isso porque os ônibus partem do local de 30 em 30 minutos, então é bem fácil para o turista encontrar algum que lhe sirva. Para quem pretende usar o Aeroporto Suvarnabhumi (BKK) como hub de conexão, é possível também pegar no local ônibus que vão diretamente para Pattaya. Para saber direitinho onde embarcar, pergunte nos centros de informação, pois há diversas opções de viagens. Ainda é possível utilizar os Terminais Rodoviários de Mo Chit (mais distante e perto do Chatuchak Market) e de Sai Tai Mai (perto de Khaosan Road). Nesses dois casos, a frequência dos ônibus é menor, mas se você estiver hospedado nas regiões vale a pena dar uma conferida nos horários.

O ponto positivo é que independentemente do lugar de partida, o preço e a duração das viagens de ônibus são praticamente iguais (desde que partam de Bangkok).

Vida noturna

Junto com as praias, a agitação notívaga é um dos fatores de maior interesse pela cidade tailandesa. Pattaya é recheada de bares, casas noturnas e restaurantes, mas o município tem fama internacional devido ao seu forte turismo sexual. Conhecida como a Disneylândia Adulta, a urbe traz em seu DNA uma forte inclinação à prostituição, que pode ser vista por meio dos estrangeiros de meia idade que negociam prazer e companhia pelas ruas. Nesses casos, a prostituição não é apenas de mulheres, mas de homens e ladyboys também (os transexuais que são tão presentes no país). Mesmo que o governo venha tentando mudar o estereótipo de Pattaya, esse ainda é um fator determinante para o local.

Boa parte de onde a diversão acontece (relacionada ou não ao turismo sexual) é na Pattaya Walking Street, uma rua de um quilômetro cheia de bares, cervejarias, casas noturnas e restaurantes. É aqui que a cidade fervilha, especialmente com o cair da noite. O local fica aberto também durante as manhãs, mas muitos estabelecimentos ainda não funcionam nesse horário. Se a ideia é começar a beber já de tarde, basta andar um pouco pelo município. A concentração de bares é tão grande que você não terá nenhuma dificuldade de “cumprir a tarefa”.

Outro clássico local é o Tiffany`s Show, uma atração no estilo cabaré cuja performance é feita apenas por ladyboys. O espetáculo é bastante tradicional na cidade (inclusive, ele está em cartaz há mais de 40 anos!). É uma boa pedida para quem quer fazer algo bem característico com a cara de Pattaya!

A cidade tailandesa também é conhecida pelos seus Go-Go e Ping Pong Shows. No primeiro caso, mulheres e ladyboys dançam em um palco trajando biquínis ou fantasias com um número de identificação. A cada passagem de tempo, trocam-se as dançarinas e os clientes podem presentear as suas preferidas com quantias em dinheiro. Já o Ping Pong Show é uma atração em que mulheres fazem coisas aparentemente impossíveis com suas vaginas, como jogar bolinhas de ping pong, cortar bananas, assoprar velas, jogar dados, etc.