• Café da manhã

    kr86.40 kr108.00 kr140.40
    R$ 36,51 R$ 45,64 R$ 59,33
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Almoço

    kr102.00 kr144.00 kr186.00
    R$ 43,10 R$ 60,85 R$ 78,60
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Jantar

    kr130.56 kr163.20 kr212.16
    R$ 55,17 R$ 68,96 R$ 89,65
    Baixo custo Econômico Conforto

Guia Alimentação em Estocolmo

Mundialmente conhecidos por terem uma das culinárias mais saudáveis do globo, os suecos não são muito fãs de fast-foods e comidas gordurosas. Na verdade, o que acontece é justamente o contrário: o que impera por lá são os pratos à base de peixes e frutos do mar, quase sempre de carne magra e ricos em vitaminas. Aliás, a configuração de Estocolmo ajuda nisso! Cercada por água, a capital escandinava proporciona uma fauna marítima fresca que vai diretamente para as mesas dos restaurantes e das casas dos moradores. Além do mais, o inverno na cidade garante poucas horas de sol. Assim, os suecos precisaram turbinar a sua dieta com muita vitamina D, que provém basicamente desses alimentos.

O café da manhã desponta como a principal refeição de Estocolmo, sendo inclusive ponto de encontro para reuniões de trabalho, de amigos e de familiares. Os pães não podem faltar nesse momento do dia, mas também é comum ver presuntos, queijos, ovos e salsichas completarem a refeição. O Knäckebröd, também chamado de pão sueco, é feito com uma massa crocante e deve ser experimentado por todo turista que visita a região.

Agora quando o assunto são iguarias típicas, o Smögasbord ganha disparado. Bastante tradicional na gastronomia sueca, o prato consiste em ser um conjunto de pequenas porções (quentes e frias) que devem ser degustadas em uma ordem específica. Alguns dos ingredientes presentes nos pequenos pratos que compõem o Smögasbord são carnes, peixes, frutos do mar, ostras, picles, cebolas, queijos, batatas e ovos.

Talvez tão popular quanto o Smögasbord seja o Köttbullar, que nada mais são do que as almôndegas suecas. Os bolinhos, feitos com carne picante, podem ser encontrados em todos os restaurantes de Estocolmo, inclusive em barraquinhas de rua. Rápidas, baratas e fáceis de preparar, as almôndegas acabam sendo mais procuradas que os peixes justamente por conta do seu valor e facilidade. Junto com elas, geralmente vem salada, batatas e geleia de mirtilo, gerando um sabor agridoce que, apesar de parecer estranho, é bastante saboroso.

Outra comida típica da região é o Gravlax de Salmão, uma receita à base do peixe cru marinado durante dias em sal grosso, endro e açúcar. Servido em finas fatias, como um carpaccio ou sashimi, o prato geralmente vem acompanhado por pão de centeio ou batatas cozidas. Originado ainda na Idade Média, o Gravlax era a forma como os pescadores encontraram para conservar o salmão.

Ainda com o viés marinho, outra iguaria bastante conhecida em Estocolmo é o sanduíche aberto de camarão. Também chamado de Räksmörgås, os lanches são um pouco diferentes do que os brasileiros estão acostumados. Eles são servidos no prato com apenas uma única fatia de pão. A receita ainda leva queijo, limão siciliano, pepino e maionese, mas em alguns casos ovos e abacate também podem ser inseridos no sanduíche. Muito requintado até os dias de hoje, o prato durante muito tempo foi considerado da realeza e, por isso, gerou até um dito popular: glida in på en räkmacka (em tradução literal, “deslizar em um sanduíche de camarão”, que significa conseguir algo sem ter feito nada para merecer).

Os suecos também são um dos povos que mais apreciam o café. Não é à toa que eles possuem cafeterias a cada esquina e as pausas laborais para espairecer e tomar a bebida são bastante comuns por lá. Inclusive, há um momento do dia para isso, a Fika. Portanto, não deixe de perder algum tempo nesses estabelecimentos. Vá sem pressa e tome o seu cafezinho acompanhado por um doce. Escolha alguma torta açucarada ou cookies, que são bastante apreciados por lá. Coma também um Kanelbullar, um bolinho de canela super indicado para acompanhar a bebida quente também tradicional no Brasil.