Antes de escolher onde ficar, é preciso entender que a Região Administrativa Especial de Macau é composta por quatro áreas: a parte antiga de Macau (centro antigo), Taipa, Cotai e Coloane. O centro antigo de Macau está localizado na parte continental da China, em uma península, enquanto as outras três partes estão situadas na ilha.

Antigamente, existiam apenas duas ilhas separadas que eram unidas por um aterro, isto é, originalmente, Taipa e Coloane não se conectavam. No entanto, a recuperação da área entre as duas porções de terra criou a quarta região: Cotai.

Quando se fala em Macau, a primeira área que vem à cabeça é a península de Macau, que é pequena, compacta e cheia de cantinhos para descobrir. É um local muito fácil para ser explorado a pé, portanto, na hora de escolher uma acomodação, você não precisa se preocupar tanto com distâncias, se deseja ficar no centro turístico. A única desvantagem de ser locomover a pé é que a cidade é montanhosa, ou seja, prepare-se para subir e descer ruas íngremes e com degraus.

Quanto à segurança, em comparação a outras cidades da China, a Região Administrativa Especial de Macau é relativamente segura. Como se trata de uma região voltada para o turismo, o governo tem se preocupado em reforçar a segurança e melhorar a polícia local. Os crimes mais comuns contra turistas são furto, geralmente realizado por batedores de carteira, e golpes para conseguir dinheiro.

Entenda mais sobre cada região para saber qual é o melhor local para se hospedar, de acordo com o seu perfil.

Península de Macau

Trata-se da região que está ligada ao continente chinês. É onde se encontra o centro antigo e, consequentemente, a maioria dos pontos turísticos, sendo que uma grande parte deles foi considerada Patrimônio Mundial da UNESCO. Se você se interessa em conhecer mais o lado gastronômico e a história da cidade, essa é a melhor área. Nessa região você ainda encontra cassinos antigos consagrados, como o Grand Lisboa, restaurantes premiados e bons hotéis. O único problema é a multidão que circula diariamente por todos os lugares da cidade, portanto, não é uma área tranquila.

 

Taipa

Situada entre a península de Macau e a faixa de Cotai, Taipa costumava ser rural, mas o rápido desenvolvimento no final do século XX transformou a região em uma cidade alternativa à península. Possui muitos hotéis, cassinos, centros comerciais e é onde se encontra o Aeroporto Internacional de Macau. É um local um pouco mais tranquilo para ficar, já que também é uma área mais residencial. Lá, você pode visitar o Museu da História da Taipa e Coloane e o Casas-Museu da Taipa. O acesso desde a península pode ser feito de ônibus através das três pontes disponíveis.

Coloane

A ilha mais meridional antigamente era um refúgio para piratas que buscavam abrigo. É consideravelmente menos desenvolvida que as outras regiões devido ao seu terreno montanhoso, mas é bastante charmosa. Lá, você encontrará uma pitoresca aldeia, com as suas casas em estilo português e ruas estreitas. A região possui duas das melhores praias de Macau: Cheoc Van e Hac Sa. Além disso, há várias trilhas para caminhadas, um resort, e também o primeiro campo de golfe de Macau. O acesso a partir das outras regiões é feito de ônibus.

Cotai

Se você está mais interessado em fazer compras e jogar, Cotai é o lugar certo. A maioria dos cassinos que construíram a fama de Macau ser a “Las Vegas da China” está concentrada principalmente em Cotai. Quem entende de apostas sabe que o The Venetian, o maior cassino do mundo, está situado lá. Além disso, essa região está repleta de opções de hospedagens, principalmente de hotéis luxuosos e emblemáticos. Para quem está em busca de uma experiência extravagante, não há opção melhor! O acesso a partir das outras regiões pode ser feito de ferry, shuttle ou ônibus.

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Macau

Hospedagem em Macau

menor valor maior valor
Hotel R$ 418,65 R$ 4.861,09

Lugares baratos para ficar em Macau

Média de preços por dia