• Café da manhã

    €5.00 €8.00 €12.00
    R$ 19,21 R$ 30,73 R$ 46,10
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Almoço

    €7.00 €13.00 €18.00
    R$ 26,89 R$ 49,94 R$ 69,14
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Jantar

    €10.88 €15.35 €25.00
    R$ 41,79 R$ 58,96 R$ 96,03
    Baixo custo Econômico Conforto

Guia Alimentação em Roma

A gastronomia italiana mais do que dispensa apresentações. Mas, antes de ir com muita sede ao prato (de macarrão, obviamente), é bom conhecer o funcionamento das refeições em Roma.

A maioria dos restaurantes separa a comida em quatro etapas: antipasto (a entradinha), primeiro prato (geralmente uma massa ou sopa), segundo prato (normalmente uma carne com acompanhamento) e sobremesa. Como nós não somos acostumados a comer tanto aqui no Brasil, pode ser um pouco pesado encarar todas as etapas da comida, mas o lado bom é que na maioria dos restaurantes você pede cada prato separadamente, então pode pular uma parte da janta se já estiver satisfeito.

Uma das entradas mais populares por lá também é bastante conhecida em terras brasileiras: a bruschetta. São fatias de pão tostado com azeite servidas com diferentes coberturas. A mais comum é também a mais simples: a bruschetta feita com molho de tomate, que está presente em qualquer boa mesa italiana.

Outras entradas comuns são a deliciosa carciofi alla giudia (alcachofra frita) ou a carciofi alla romana (alcachofra refogada em molho de limão e recheada com hortelã, alho e salsa). Se preferir, você também pode provar um bolinho de arroz recheado (geralmente com queijo), que deixará qualquer um com vontade de repetir. É o delicioso suppli alla romana.

Quando chega a hora do primeiro prato a decisão fica mais difícil, mas é quase certo que você irá optar por alguma das muitas opções de massas que a Itália oferece. Falando nisso, não se come macarrão com almôndegas por aqui, ok? Essa foi uma invenção americana que todos associam ao país, mas não é bem vista nas mesas italianas.

Por aqui, os queridinhos são mesmo o spaghetti alla matriciana (molho de tomate, bochecha de porco e pimenta) e o cacio e pepe (queijo e pimenta preta). Outras opções também são fáceis de reconhecer, como a pasta alla carbonara e o spaghetti alla putanesca. Quem gosta de comidas picantes não pode deixar de provar o penne all’arrabbiata, feito com molho de tomate, alho e pimenta - “arrabbiata” significa raivosa, em italiano.

Na hora do segundo prato, é a vez das carnes: saltimboca alla romana (vitelo com presunto); coda alla vaccinara (rabo de boi cozido no molho de tomate) ou trippa alla romana (buchada de vitelo cozido com tomate, pecorino e hortelã) parecem uma boa pedida para você? Pois saiba que, embora soem diferentes para nós, eles são pratos bastante apreciados nas mesas romanas.

Se o seu apetite não estiver tão grande, lembre-se que sempre existe a opção de comer uma autêntica pizza italiana. Só não pense que irá encontrar tantos sabores quanto existem no Brasil. Por aqui, menos é mais. Invista nos sabores tradicionais e você certamente irá se deliciar com a massa de pizza fininha característica de Roma.

Quando chegar a hora da sobremesa, nem pense duas vezes antes de se deliciar com um autêntico gelato italiano (o nosso sorvete). Se estiver na cidade durante o verão, a ideia fica ainda melhor. Praticamente qualquer banquinha de sorvete nas ruas romanas oferece um gelato de ótima qualidade. Outra dica é experimentar um tiramisù e a panna cotta italianas. Para completar a refeição, opte por um expresso - o café americano (ou passado) não é muito comum no país.

Mas todo mundo sabe que não basta saber o que comer, é preciso saber também onde ir em uma cidade com a dimensão de Roma. O que não pode faltar em seu roteiro é ao menos uma noite de jantar no simpático e histórico bairro de Trastevere. Restaurantes não faltam na região e você poderá escolher o que mais lhe apetecer para desfrutar de uma refeição tipicamente italiana ou mesmo da moderna gastronomia que vem surgindo na cidade. Se estiver em busca de opções mais sofisticadas, escolha algum dos restaurantes próximos à Piazza Navona sem medo de errar.

Mesmo assim, se precisar escolher apenas um restaurante para comer por lá, com certeza a melhor pedida será o La Campana, localizado no Centro Histórico. A casa serve uma autêntica comida italiana desde o século 16 e ainda tem o bônus de se manter aberta aos domingos à noite, algo não muito comum na cidade.