Guia Chamonix

Pensar na cidade francesa é fazer uma conexão mental quase que automática com os esportes de inverno. Também não é para menos: são cerca de 170km de pistas de esqui, muitas delas mundialmente famosas pela sua qualidade e extensão. Uma das mais conhecidas é a Valle Blanchè, mas é importante lembrar que ela só é indicada para os mais experientes no esporte. Portanto, mesmo que pareça clichê, ir à cidade é quase sinônimo de conhecer ao menos um desses complexos destinados às atividades esportivas da neve.

Aliás, para quem quer unir o útil ao agradável, algumas excursões colocam ainda no mesmo pacote um passeio de Aiguille du Midi. Nesse tour, o viajante poderá ter uma visão geral dos Alpes franceses, italianos e suíços a bordo de um teleférico, transformando a experiência em um dos pontos altos da sua viagem.

Ainda para fazer reconhecimento da região, o viajante poderá optar por um voo de parapente. Além de permitir ver os Alpes das alturas, esse passeio garantirá um contato mais direto com a natureza (sem falar que é um prato cheio para quem está com o espírito aventureiro em mode on).

O Mont Blanc é um dos lugares mais agraciados pela mãe natureza quanto à sua beleza, portanto se quiser escolher uma montanha para fixar sua atenção, essa deve ser a sua escolha – aliás, se você for aderir a algum tour é bem provável que o ponto turístico esteja listado no roteiro. Outras montanhas que também devem ser exploradas caso o viajante disponha de tempo são a Brévent, a Flégère e as Grands Montets. Ainda para quem está com o tempo mais livre, é possível fazer trilhas e admirar a região por um outro ângulo. Nesse caso, informe-se antes para não ter imprevistos, pois muitos trekkings fecham no inverno devido às nevascas.

Após dar essa injeção de adrenalina no sangue, tente algo um pouco mais tranquilo, como uma volta pelo centrinho de Charmonix. Apesar de ser uma vila pequena, ela tem bastante comércio e uma arquitetura estonteante, fazendo com que o turista tire fotos a cada esquina.

Já para quem não tem muito tempo ou então vem de Genebra para uma rápida passagem, há ainda opções de excursões que permitem uma visão dinâmica de Chamonix. Há muitos tours de dia inteiro saindo da cidade suíça, afinal apenas 88km separam a urbe francesa de lá. Há ainda excursões que incluem um almoço em algum bom restaurante da região. Essa pode ser uma boa pedida se você quiser aliar reconhecimento de território com um bom agrado ao estômago.