Bordeaux é a capital da região vinícola mais conhecida do mundo, e esse é um motivo mais que suficiente para incluir a cidade nos roteiros de viagem. Localizada próxima do mar Atlântico, no sudoeste francês, a três horas de trem da capital Paris, a cidade é cortada pelos rios Dordgone e Garrone. Com menos de 300 mil habitantes, a pequena...

Leia Mais
  • População 239.157 mil

  • Hora local 04:50

  • 1 Euro R$ 4,37

  • Temperatura local 10.9º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Bordéus

Atrações turísticas em Bordéus

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Bordéus

Hospedagem em Bordéus

menor valor maior valor
Hotel R$ 214,31 R$ 1.150,29
Apartamento R$ 240,55 R$ 1.312,11
Pousada R$ 349,90 R$ 2.221,85
Albergue R$ 360,83 R$ 697,61

Alimentação em Bordéus

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 38,80 € 8.88 a R$ 59,77 € 13.68
  • Almoço


    R$ 53,48 € 12.24 a R$ 82,32 € 18.84
  • Jantar


    R$ 69,21 € 15.84 a R$ 95,43 € 21.84

Guia Bordéus

Bordeaux é a capital da região vinícola mais conhecida do mundo, e esse é um motivo mais que suficiente para incluir a cidade nos roteiros de viagem. Localizada próxima do mar Atlântico, no sudoeste francês, a três horas de trem da capital Paris, a cidade é cortada pelos rios Dordgone e Garrone. Com menos de 300 mil habitantes, a pequena Bordeaux além de ser considerada a meca dos vinhos, possui um centro histórico que a maior parte dele é tombada como Patrimônio da Humanidade pela Unesco, são mais de 350 edifícios tombados e é o maior patrimônio urbano do mundo. São catedrais, ruas, vielas, praças, lojinhas, restaurantes e cafeterias, tudo muito charmoso e fácil de ser percorrido a pé. 

A cidade passou por um renascimento urbano recentemente, um projeto de revitalização iniciado no ano de 1995 e que ainda não terminou. As margens do Rio Garonne foram transformadas em parque, parte das ruas do centro foi transformada em calçadões e as zonas degradadas foram convertidas em lojas e bares. Foi inaugurado recentemente na cidade um museu-parque dedicado ao vinho, a Cité du Vin, para facilitar o conhecimento de todos em relação à bebida. A maior parte das atrações de Bordeaux concentra-se no centro histórico como por exemplo a Cathédrale Saint André, uma igreja gótica fundada em 1096, a Casa da Ópera National de Bordeaux, uma bonita construção onde sua praça virou um ponto de encontro da cidade e a Place de la Bourse and Miroir d’Eau, cartão postal de Bordeaux, onde está o antigo prédio da bolsa que se reflete em um espelho d’água formando uma belíssima imagem, nesse que é o maior espelho d’água do mundo.

Na hora da fome, Bordeaux não decepciona, muito pelo contrário, a cidade possui aproximadamente mil restaurantes e bares, ótimos vinhos (como não poderia deixar de ser) e opções para comer dos mais variados preços. 

Para quem puder visitar a região entre junho e julho, são meses que além de quentes, acontece as festas da uva. Entre setembro e outubro é o período da colheita da uva e início de sua transformação em vinho. Já para quem for viajar nos meses de inverno, é possível esticar um pouco até as estações de esqui nas montanhas dos Pirineus, que fica duas horas sentido sul.

O jornal The New York Times já considerou Bordeaux como a nova Paris, então para todos que já conhecem a capital francesa e gostaram, fica a sugestão de conhecer uma nova Paris.