Parece um cenário de conto de fadas, mas a pequena comuna de La Roque Gageac, na França, não está no mundo da fantasia. Listada entre os mais belos vilarejos do país, a região se encaixa harmoniosamente entre um penhasco de 40 metros de altura e o rio Dordogne, resultando num microclima mediterrâneo que colabora com a vegetação local.

Tal fato se consolida ao chegar, especialmente, na área próxima a igreja, onde Gérard Dorin fez brotar, palmeiras, bananeiras, cactus, bambus e figueiras em plena vila medieval francesa. Criado em meados de 1970, o jardim exótico reúne uma variedade de plantas tropicais por conta do paredão rochoso que as protege do frio, enquanto do lado oposto elas conseguem absorver muita luz solar.

A pitoresca e fortificada comuna pouco mudou nos últimos 300 anos. Ao andar pelas sinuosas ruas de pedra, que margeiam o rio, se encontram casas do século 12, em sua maioria, com fachadas nas cores branco ou ocre, algumas modestas e outras semelhantes a um pequeno castelo, como a renascentista Chateau de la Malartrie, que virou atração turística e hospedagem, oferecendo belos mirantes para o entorno.

Uma das construções mais impressionantes é a mansão renascentista Manoir de Tarde, com sua torre arredondada e janelas volumosas. Existem muitos outros chateaus para visitar tanto no vilarejo como nos arredores, que seriam casas senhoriais ou de origem nobre, hoje fazendo o papel de museu, como o Chateau de Lacoste, Chateau de Marqueyssac (que tem um jardim suspenso espetacular) e o Chateau de Castelnaud.

Os atrativos incluem ainda igrejas, restaurantes, feirinha de rua, parques e praias fluviais. Passeios de caiaque e de barco tradicional, chamado degabare“, são outra boa oportunidade para conhecer tudo o que o lugar tem a oferecer, com direito a audioguias em inglês.

Toda a área do Vale de Dordogne é belíssima e inclui outras maravilhas a serem descobertas, como o jardim Clos-des-Sources, uma porção de lagos e trilhas. Além disso, há vários campos de golfe por ali, que têm consolidado a região como destino para os esportistas.

Outras aldeias medievais também merecem uma visita, como Domme, Sarlat e Beynac. Uma rota íngreme chamada Caminal del Panieraire leva os turistas para conhecer algumas de suas construções. Uma série de sítios pré-históricos rodeiam Les Eyzies, que é conhecido ainda por suas vinhas, a duas horas de Bordeaux.

Como chegar: La Roque-Gageac está a 8 km de Salat e a 150 km de Toulouse e Bordeaux. Chegando no aeroporto de Paris é possível pegar ônibus, trem (que é a opção mais eficaz) ou carro para ir até a região em cerca de 5h de percurso. É possível também pegar voos da Easyjet a partir de Madri ou Londres, rumo a Toulouse.

Descubra aqui quanto custa viajar para Paris, Toulouse, Bordeaux e outras cidades na França!

Alugue um carro em Paris e de lá parta para essa viagem incrível!

Fotos: divulgação/Turismo da França

Monte Saint-Michel, a maravilha do Ocidente, é uma das melhores atrações da França

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *