A capital da Finlândia é uma cidade pequena, portanto quase todas suas localizações acabam sendo opções viáveis para o turista. De qualquer forma, o centro do município desponta como a alternativa mais buscada pelos viajantes, uma vez que a região conta com grande infraestrutura, vida noturna agitada e proximidade em relação às principais atrações turísticas. Isso permite que a locomoção seja feita quase sempre a pé, sem a necessidade de qualquer transporte adicional.

Helsinque é formada por 59 bairros e 34 distritos, mas os locais mais interessantes estão quase sempre próximos ou adjacentes ao coração central da cidade. Isso porque é nessa área que estão os lugares que não podem ficar de fora da lista de qualquer viajante, além de ser bem provável que o turista passe 80% do seu tempo por lá.

Abaixo, confira quais são as melhores partes da cidade para se hospedar:

Centro / Kamppi

É a região preferida pela arrasadora maioria dos turistas, devido à proximidade em relação aos principais pontos de interesse de Helsinque e às redes de transporte público. É lá, por exemplo, que está a Praça do Senado, a Catedral Luterana, a Praça do Mercado e a Esplanadi, uma avenida cheia de árvores e verde. Em Kamppi é onde ainda fica a estação central de trens, shoppings e alguns dos mais interessantes pontos culturais da cidade, como o Museu Nacional da Finlândia e o Museu de Arte Moderna. Para fugir um pouco dos congestionamentos e da vida agitada do centro, o viajante pode ainda optar pela região localizada ao norte de downtown, onde há boa concentração de bares e restaurantes. Lá, porém, a atmosfera é mais residencial e calma, permitindo uma estadia bem localizada, mas já com ares de tranquilidade.

Kauppatori

É uma das principais áreas comerciais de Helsinque, com grande número de lojas e shoppings. Desponta como a principal zona de compras da capital finlandesa, garantindo uma boa infraestrutura ao viajante. O ponto mais premium do bairro é próximo ao mar, de onde saem as balsas para o tour que vai à ilha de Suomenlinna. Possui ainda um mercado com bastante design na Market Square, justamente como forma de celebrar o título que ostenta, o de Capital Mundial do Design. Ainda no bairro é onde está localizada a Catedral de Helsinque, o Palácio Presidencial e a Prefeitura.

Kallio

É o bairro hipster de Helsinque que está localizado na parte leste da cidade (do outro lado da Ponte Pitkäsilta, que no passado dividia os ricos e os pobres). Inicialmente era um lugar frequentado apenas por estudantes com budget reduzido, artistas e imigrantes, mas com o passar do tempo se transformou em um distrito boêmio e reconhecido pelas suas ideias liberais e progressistas. Apesar de não estar tão perto do centro da cidade, o turista que optar por essa região irá se deparar com preços muito mais convidativos, uma vida noturna efervescente e, ainda, estará a apenas uma corrida de tram da área mais tradicional da cidade.

Toolo

Próximo ao centro, o bairro é um dos mais notáveis de Helsinque por apresentar um verdadeiro contato com as áreas verdes da cidade. É lá, inclusive, que está o Parque Jean Sibelius, que recebeu esse nome como forma de homenagear o mais conhecido compositor finlandês. O local ainda abriga algumas das atrações turística mais procuradas da cidade, como o Parlamento, o Estádio Olímpico e a Opera House, além de ser repleto de edifícios clássicos nórdicos construídos entre 1920 e 1940. É um bairro mais sofisticado, com uma enorme gama de restaurantes chiques. Portanto, se essa for a sua escolha, prepare-se para desembolsar uma quantia considerável pela sua hospedagem.

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Helsinque

Hospedagem em Helsinque

menor valor maior valor
Albergue R$ 256,55 R$ 562,03
Apartamento R$ 265,28 R$ 2.101,98
Pousada R$ 380,31 R$ 380,31
Hotel R$ 429,88 R$ 1.598,63