Dubrovnik é uma cidade que fica na região da Dalmácia no extremo sudeste da Croácia. Os historiadores não são unânimes em relação à sua fundação. Há quem diga que essa cidade, enclausurada por uma muralha de 2 km de extensão e 25 metros de altura (diga-se de passagem, uma das mais bem preservadas...

Leia Mais
  • População 42.615 mil

  • Hora local 04:52

  • 1 Kuna R$ 0,59

  • Temperatura local 14.51º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Dubrovnik

Atrações turísticas em Dubrovnik

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Dubrovnik

Hospedagem em Dubrovnik

menor valor maior valor
Pousada R$ 87,47 R$ 1.710,12
Apartamento R$ 104,97 R$ 1.456,45
Albergue R$ 147,61 R$ 481,11
Hotel R$ 237,54 R$ 546,50

Alimentação em Dubrovnik

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 20,17 kn 34.23 a R$ 32,79 kn 55.63
  • Almoço


    R$ 26,88 kn 45.60 a R$ 49,51 kn 84.00
  • Jantar


    R$ 29,70 kn 50.40 a R$ 52,34 kn 88.80

Guia Dubrovnik

Dubrovnik é uma cidade que fica na região da Dalmácia no extremo sudeste da Croácia. Os historiadores não são unânimes em relação à sua fundação. Há quem diga que essa cidade, enclausurada por uma muralha de 2 km de extensão e 25 metros de altura (diga-se de passagem, uma das mais bem preservadas da Europa) foi construída entre os séculos VII e XVI. No entanto, segundo teorias que contradizem esse fato é possível que Dubrovnik já existisse antes mesmo de Cristo.

A verdade é que a cidade é uma sobrevivente. Em 1667, Dubrovnik sofreu um terremoto e foi bastante afetada. Muito tempo depois, lutou em meio aos intensos bombardeios durante os conflitos nos Bálcãs e das tropas sérvias no início dos anos 90. A cidade foi uma das áreas da Croácia mais afetadas pelos bombardeiros. Mais da metade dos monumentos e construções foram danificados e o turismo sofreu um grande baque.

Apenas em 1995 a cidade começou a ser reconstruída devido um acordo entre a Unesco e a União Europeia, que ajudaram a reparar todos os danos deixados pela guerra.

Deixado esse passado para trás, hoje os dias são para mais de alegres e ensolarados e a cidade possui inúmeros atrativos. Aliás, o sol e o mar são uma das grandes pedidas para quem viaja para Dubrovnik. No verão, o turista pode procurar uma das praias privativa nas pedras no entorno da muralha da cidade. Além da vista, o mar Adriático é também muito convidativo. Nos dias Verão, além disso, acontece um festival para comemorar a estação, com diversas apresentações culturais: de música, teatro, dança e as mais variadas performances.

A Cidade Velha e os seus inúmeros atrativos é o cartão de visita de Dubrovnik. Escondida pelas muralhas, a região é repleta de praças e ruas com prédios históricos, igrejas barrocas e renascentistas, além de bares, restaurantes e lojinhas.

O Portão de Pile, por sua vez, é uma grande entrada no centro histórico de Dubrovnik, na sua parede ocidental. A edificação foi construída em 1537 para proteger a cidade dos invasores e monitorar o comércio.

Uma visão de tirar o fôlego é formada por uma falésia de 37 metros que se projeta no Mar Adriático e onde descansa o teatral Forte de Lovrijenac, que conquistou o apelido de Gibraltar de Dubrovnik. Já o porto é um dos lugares mais importantes da cidade, considerando que toda a riqueza e desenvolvimento do local nos seus primórdios se baseava na navegação e no comércio marítimo.

O acesso a Dubrovnik pode ser feito com várias formas de transporte, entre eles carro, avião, ferry boats e ônibus. Existem voos diretos do Brasil até a Dubrovinik, além de vários trajetos que saem das principais capitais europeias diariamente.

Como chegar

Infelizmente não há voos diretos do Brasil para a capital croata. Para fazer o itinerário será preciso enfrentar ao menos uma escala no Velho Mundo. Uma das melhores opções é fazer uma parada em Roma, pois de lá até o seu destino final será menos de uma hora de voo. Caso queira comprar tickets aéreos de forma separada, vale olhar as empresas aéreas low cost, que sempre lançam promoções interessantes. Nesse caso, fique de olho na política de bagagens!

De qualquer forma, a chegada deverá acontecer pelo Aeroporto de Dubrovnik (DBV), situado a 22km do centro da cidade. Para chegar até a sua acomodação, algumas opções estão disponíveis. Os táxis fazem o percurso com mais conforto e rapidez por um valor que fica na casa dos 35 euros. Já para aqueles que estão querendo economizar, há um ônibus que parte do aeroporto para o centro da cidade que custa 5 euros.

Já para quem está no continente europeu, as possibilidades são maiores. Da costa italiana, por exemplo, é possível pegar um cruzeiro que passa pela cidade croata. O MSC Sinfonia e o MSC Lirica, ambos da MSC Cruzeiros, fazem um itinerário que passa pelo Mediterrâneo e coloca a cidade croata como um dos pontos de parada. É também possível utilizar trens a partir da região, portanto pesquise os preços e coloque na ponta do lápis o custo-benefício. Com isso em mente, você estará apto a escolher o melhor meio de transporte para chegar ao seu destino!

Há ainda quem queira fazer a viagem de carro. Esse é o tipo de viagem que proporciona uma experiência diferente ao viajante, pois permite ver diferentes cenários ao longo do caminho. Um dos percursos mais feitos é a partir da Hungria, mais precisamente de Budapeste, passando por Zagreb até por fim chegar à Dubrovnik. Nesse tipo de viagem, o turista conta ainda com um automóvel para explorar com mais flexibilidade as praias da região, ajudando bastante na locomoção entre um lugar e outro.

Vida noturna

Com águas cristalinas e muita badalação, a cidade croata é um dos destinos preferidos dos turistas quando o assunto é aproveitar o verão europeu. Por lá o agito começa já com o cair do sol, dando lugar a uma cena noturna de fazer inveja às grandes capitais mundiais. O mais legal de tudo é que a urbe croata tem bastante diversidade: disponibiliza desde restaurantes românticos e bares intimistas a festas que atraem o público que pretende dançar até o sol raiar. Vale lembrar que a vida noturna está mais efervescente durante o verão, quando o município está funcionando a pleno vapor.

O Centro Histórico é o principal polo de agito em Dubrovnik. Por lá, a maior aglomeração de estabelecimentos acontece na Stradun, a rua principal da cidade, e suas imediações. A grande maioria dos bares que abrem suas portas na área são pequenos e intimistas, mas não fique com medo de não arranjar espaço para você. Isso porque a cidade garante um número grande de lugares desse perfil, basicamente em todas as ruas, promovendo opções de entretenimento aos montes.

Já para quem quer algo mais tranquilo, a boa pedida é andar pelas vias do Centro Histórico e acompanhar as dezenas de músicos de rua que Dubrovnik abriga, especialmente os especializados no estilo clássico. É uma boa pedida para aqueles que querem sair do hotel, mas não pretendem comprometer o passeio do dia seguinte acordando tarde!

Aliás, a arte e a música são extremamente importantes por lá. O Festival de Verão de Dubrovnik é uma das atrações culturais mais valiosas da região, transformando ruas e praças em verdadeiros palcos ao ar livre para peças, shows, espetáculos de dança e artes no geral. O evento atrai principalmente os amantes da música, pois os mais diferentes ritmos são representados por grupos e artistas na ocasião.