Organizada, limpa e amigável. Essas três qualidades definem bem o sentimento daqueles que visitam Santiago, capital chilena que também desponta como a maior e mais importante cidade do país. Para quem opta por conhecer o destino, a diversão já começa no avião, quando é possível admirar e tirar fotos da Cordilheira dos Andes...

Leia Mais
  • População 5.128 milhões

  • Hora local 03:21

  • 100 Peso chileno R$ 0,59

  • Temperatura local 8.61º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Santiago

Atrações turísticas em Santiago

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Santiago

Hospedagem em Santiago

menor valor maior valor
Pousada R$ 114,03 R$ 439,83
Albergue R$ 124,89 R$ 790,17
Apartamento R$ 160,73 R$ 2.714,97
Hotel R$ 194,61 R$ 1.352,06

Alimentação em Santiago

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 18,73 CLP 3200.00 a R$ 26,92 CLP 4600.00
  • Almoço


    R$ 30,43 CLP 5200.00 a R$ 56,18 CLP 9600.00
  • Jantar


    R$ 36,29 CLP 6200.00 a R$ 57,35 CLP 9800.00

Guia Santiago

Organizada, limpa e amigável. Essas três qualidades definem bem o sentimento daqueles que visitam Santiago, capital chilena que também desponta como a maior e mais importante cidade do país. Para quem opta por conhecer o destino, a diversão já começa no avião, quando é possível admirar e tirar fotos da Cordilheira dos Andes pela janelinha – mas é preciso se preparar também para as turbulências, pois a região é conhecida pelos seus ventos fortes e altas montanhas, fatores que trazem como efeito colateral o balanço do avião e dão uma pitada de emoção no trecho.

Com mais de 6 milhões de habitantes, a cidade está localizada em uma região privilegiada que permite ao visitante conhecer outros destinos da América do Sul em uma mesma viagem – para os turistas que possuem um pouco mais de tempo e gostam de uma experiência multicultural completa, cidades como Buenos Aires e Montevidéu podem ser inseridas no mesmo roteiro.

Santiago também é uma opção para quem pretende fazer passeios bastante dispares – ao mesmo tempo em que é possível conhecer o clima praiano da vizinha Viña del Mar também é possível ir em outra direção e visitar as estações de esqui. Isso faz da cidade point durante todas as estações climáticas, embora o seu charme resida no inverno, onde é possível ver a Cordilheira dos Andes com neve e desfrutar de uma atmosfera tipicamente europeia em plena América do Sul.

Mais acessível nos últimos anos, quando as promoções de passagens aéreas sempre recaem sobre o destino, Santiago já é a sétima cidade mais procurada pelos brasileiros no exterior. O dado foi revelado em 2015 pelo Hotel Price Index (HPI), relatório produzido pela Hoteis.com. Na América do Sul, apenas Buenos Aires está na frente, na quarta colocação.

Santiago também é parada obrigatória para os fãs do escritor Pablo Neruda, que tem sua história intrinsecamente ligada à região, e para os amantes de vinhos e frutos do mar, que podem fazer uma verdadeira viagem gastronômica pelos diversos estabelecimentos e vinícolas que rodeiam a capital chilena.

São por essas e outras razões que a cidade é quase unânime quando o assunto é viagem a um bom custo-benefício, ainda mais por receber de braços abertos turistas com diferentes perfis e expectativas de viagens.

Encontre aqui sua hospedagem em Santiago com descontos exclusivos!

O que fazer em Santiago

Santiago, capital e maior cidade do Chile, é a porta de entrada dos viajantes ao país e já introduz logo de cara muita cultura, agito e uma ótima programação.

São motivos de sobra para visitar a cidade, uma das capitais do vinho do Chile, e as muitas opções do que fazer em Santiago com certeza impactam na hora de decidir conhecer a região.

São muitos lugares a serem visitados dentro e aos arredores de Santiago, por isso, durante sua viagem ou na hora de montar seu roteiro, inclua o lado histórico da cidade (região central), o Palácio de la Moneda, a Plaza de Armas, a Catedral Metropolitana de Santiago e o Sky Costanera, um dos novos pontos turísticos que virou febre entre os visitantes.

Monte seu roteiro com as principais dicas de onde ir em Santiago e os melhores pontos turísticos com nosso guia completo.

 

Onde ficar em Santiago

Com opções variadas para os diferentes gostos e bolsos, onde ficar em Santiago e escolher sua hospedagem é uma tarefa relativamente fácil de ser concluída com sucesso!

São quatro bairros principais na cidade onde as acomodações estão concentradas, variando um pouco entre quem quer estar no “fervo” da cidade, onde tudo acontece, ou quem quer ficar mais distante em um bairro com vibe europeia. Como dissemos, dá para atender vários estilos.

Vale a pena conferir os bairros que possuem fácil acesso ao metrô (um dos principais meios de deslocamento de Santiago), se o viajante não estiver de carro, para evitar perder muito tempo durante os trajetos. 

Outra dica é buscar hospedagens próximas aos principais pontos turísticos que deseja visitar, já que com uma localização mais estratégica você economiza tempo, dinheiro e guarda sua disposição para bater perna em outros passeios.

Para saber exatamente onde ficar em Santiago e as diferenças e vantagens entre os bairros, clique aqui.

 

Alimentação em Santiago

Em Santiago o viajante pode se preparar para comer bem e com muita variedade! Com ampla opções de peixes, carnes, vegetais e vinhos, a alimentação em Santiago é um prato cheio.

Uma dica preciosa para quem viaja e quer economizar em algumas refeições: vale a pena pedir e perguntar pelo “menu del dia” dos restaurantes, parecida com a nossa proposta de prato executivo, esse menu já inclui bebida, entrada, prato principal e sobremesa por um valor fixo.

Para quem gosta de bebidas alcóolicas, é quase um “insulto” visitar Santiago e não experimentar o famoso pisco sour, um drink típico da bebida pisco com limão e xarope de açúcar. O pisco é um destilado puro das uvas.

Saiba mais sobre a alimentação em Santiago, os melhores restaurantes e quanto vai gastar em cada refeição.

 

Passeios em Santiago

A cidade é um charme e recheada de atividades, mas a região de Santiago compete diretamente pela atenção dos viajantes com inúmeros passeios ao seu redor, com a possibilidade de contratar atividades naquele esquema de “bate e volta”.

Assim, é possível expandir seus conhecimentos e sair para passeios em Santiago, ponto de partida dos tours.

Entre os passeios mais famosos estão a Excursão a Valparaíso e Viña del Mar, o Tour por Cajón del Maipo e a represa El Yeso, Excursão à Vinícola Concha y Toro e muito mais!

Confira as opções de passeios em Santiago aqui e já faça sua reserva com valores reais.

 

Quando ir a Santiago

A cidade é uma excelente opção o ano todo e decidir quando ir a Santiago não deve ser uma tarefa difícil.

Com estações bem definidas, o que possibilita os viajantes decidirem o que querem ver, é possível planejar uma viagem de ski para seus arredores no inverno ou durante o verão para conhecer Viña del Mar e suas praias incríveis.

Com temperatura amena e clima seco durante quase todo o ano, vai depender muito das férias do viajante e ele saber qual o propósito da sua viagem para então definir quando ir a Santiago.

Para facilitar sua decisão, saiba mais sobre quando ir a Santiago aqui!

 

Documentação

Quase tão fácil quanto viajar para qualquer lugar dentro do Brasil, a documentação necessária para conhecer Santiago é mínima: apenas com o RG válido é possível entrar no país, graças ao acordo do Mercosul.

Aqueles que preferirem podem utilizar o passaporte, desde que esteja válido no momento da entrada e durante toda a estada lá.

Ao entrar no país você receberá um visto de turismo válido durante 90 dias, oferecido no controle de imigração.

Outro detalhe super importante é o comprovante de vacinação contra a Covid-19, oferecido gratuitamente pelo aplicativo ConectSUS e tem uma versão em espanhol.

Idioma

O idioma oficial de Santiago e do Chile é o espanhol, mas graças ao enorme fluxo de viajantes brasileiros, vai dar para arranhar um “portunhol” por lá e até um inglês nos pontos turísticos mais famosos.

Para evitar aqueles perrengues de viagem, especialmente em termos que são falsos cognatos e podem te colocar em uma enrascada, vale dar uma olhadinha no google tradutor e anotar os principais termos usados em viagens.

Moeda

O peso chileno é a moeda utilizada em Santiago e no Chile de forma geral. A moeda pode ser encontrada sem dificuldade nas casas de câmbio no Brasil e também dentro do próprio Chile, para os que deixaram para última hora.

Para a felicidade dos brasileiros, o real é mais forte que o peso chileno, sendo possível comprar 155 pesos chilenos com apenas um real (cotação em janeiro de 2023).

O dólar, assim como o real, é aceito em espécie em alguns passeios e pontos turísticos, mas pode ficar difícil comparar a cotação oferecida naquele momento, podendo não ser o melhor uso do seu dinheiro.

Por isso, nossa dica é sempre comprar a moeda do país antecipadamente.

O que levar na mala para Santiago

Antes de decidir enfiar tudo na mala, confira a previsão do tempo para o período da sua viagem e prepare-se de forma coordenada para evitar extrapolar os míseros 23 kg disponíveis pelas companhias aéreas atualmente (isso quando incluem a bagagem né?).

É muito provável que em Santiago o viajante vivencie baixas temperaturas, pois inclusive no verão as temperaturas são bem amenas, não precisa esperar o calor do Rio de Janeiro não.

Já no inverno, as temperaturas atingem números negativos e inclusive chega a nevar, por isso vale a pena investir em casacos grossos, roupas térmicas e outros itens de inverno, especialmente se pretende dar um pulinho nas estações de ski.

Serviços para a sua viagem 

Bora explorar a América do Sul e incluir Santiago em seu roteiro de viagem? Comece a programar sua viagem acompanhando os valores das passagens aéreas com o buscador que o Quanto Custa Viajar preparou.

Como chegar

A forma mais fácil de ir a Santiago é de avião, mas há também quem se aventure de carro e ônibus. Nessas duas últimas opções, a viagem é longa e bastante desconfortável, portanto a não ser que você esteja com planos de fazer uma road trip – fato que pode justificar a sua ida de carro – opte pelo tradicional.

De avião, as opções mais comuns são da LATAM (companhia aérea originada da fusão da chilena LAN com a brasileira TAM). Além de apresentar diversas opções de horários e rotas, saindo de diferentes cidades brasileiras, a empresa traz em seu DNA o gene do país andino.

O Aeroporto Comodoro Arturo Merino Benítez está a cerca de 15 km do centro de Santiago e três são as principais opções de transporte para sair de lá rumo à cidade:

- Ônibus: Opção mais barata para aqueles que querem economizar. Saem do primeiro andar do aeroporto e fazem paradas nas estações de metrô da cidade. As companhias que oferecem o serviço são a Tur-bus e a Centropuerto, com ônibus verdes e azuis respectivamente. Para pagamento, só são aceitos pesos chilenos em espécie.

- Táxi: Opção mais cômoda e também mais cara para o turista. Os táxis, assim como o ônibus, saem do primeiro andar do aeroporto e possuem valor tabelado. As empresas que oficialmente operam no aeroporto são a Transvip, a Taxi Oficial e a Rádio Móvil, que funcionam 24 horas por dia.

- Minivans: Assim como os táxis, levam o turista até o destino desejado, mas podem ser compartilhadas por até sete pessoas (o que acaba barateando o custo se você viaja em um grupo grande). As companhias autorizadas a oferecer o serviço no aeroporto são a Transvip e a Transfer Delphos.

Vale lembrar que o metrô não chega ao Aeroporto Comodoro Arturo Merino Benítez, então essa não é uma opção para o turista!

Vida noturna

Santiago não é propriamente Ibiza, mas possui ótimas opções do que fazer a noite para diferentes perfis. Em linhas gerais, você não vai se decepcionar com a vida noturna da cidade! Para quem gosta de ouvir música ao vivo, é possível encontrar casas que tocam os principais estilos musicais difundidos pelo mundo. Para quem prefere restaurantes, as opções são de diversas culinárias e faixas de preço. A mesma diversidade se repete para os bares, que podem ser encontrados aos montes por lá. E ainda há os pubs e danceterias para fechar a lista com chave de ouro.

Algumas das melhores opções ficam no bairro Bellavista, especialmente na área da Calle Pío Nono, sempre muito movimentada e com fôlego para funcionar até tarde. A região de Lastarria também é bastante propícia para aqueles que querem cair na madrugada. Lembrando que a vida noturna em Santiago já começa a partir das 22h, então não saia tarde para jantar se pretende esticar em um bar ou pub.

Em Santiago também é possível fazer os famosos pub crawls, modalidade bastante difundida pelo mundo onde é possível conhecer de 4 a 5 bares em uma única noite. Quem adere a esse tipo de passeio geralmente pode consumir uma quantidade pré-estabelecida de bebida por estabelecimento e vai andando de um lugar para outro a pé ou de transporte público acompanhado pela turma de “crawlers”. É uma ótima opção para quem viaja sozinho ou em pequenos grupos, pois muitos dos participantes estão na mesma situação e abertos a conhecer novas pessoas.

Assim como na Europa, os estabelecimentos noturnos são bastante casuais e não pedem grandes produções. Não é preciso colocar a sua melhor roupa nem vestir o salto mais alto – aliás, esse é um costume que difere bastante dos baladeiros que frequentam casas noturnas brasileiras. Outro ponto importante é que os bares não costumam funcionar no modelo de comanda. Portanto, a cada pedido você deverá pagar em dinheiro ou passar o cartão. Vá preparado para isso!