Guia Belo Horizonte

Muito fácil de ser acessada pelos moradores de São Paulo e do Rio de Janeiro, a capital de Minas Gerais acaba sendo ponto de partida para quem quer conhecer as cidades históricas do estado. Mas muito se engana quem pensa que o município é apenas um ponto estratégico para esse fim. Portanto, se você quer saber mais sobre a região onde nasceu o pão de queijo, o doce de leite e o queijo branco, por exemplo, não perca a chance de explorar o município mais a fundo.

Para cobrir de forma satisfatória os pontos turísticos da cidade, não abra mão de fazer um City Tour. É bem verdade que o turista poderá fazer isso por conta própria, gastando menos e no seu ritmo. Isso, porém, faz com que ele perca a chance de receber informações valiosas sobre os principais monumentos, praças, avenidas e pontos de interesse da cidade. Se você é uma pessoa interessada, não abra mão de fazer esse passeio com guias especializados.

Outro passeio imperdível é a visita ao Instituto Inhotim. Localizado em Brumadinho, o local desponta como o maior centro de arte contemporânea do mundo a céu aberto. São 22 pavilhões e galerias que abrigam obras de mais de 100 artistas de 30 diferentes nacionalidades. Isso sem falar nos magníficos jardins que margeiam o local, fazendo com que o turista seja transportado para uma outra realidade. É uma chance única para aliar um passeio repleto de obras interativas em meio à natureza. Por ser bastante grande, a dica é que você reserve dois dias para visitar o local, apesar de ser possível fazer grande parte das atrações em apenas um (mas você sairá de lá totalmente esgotado, diretamente para o banho e sua cama).

Para quem não vai de carro, há também a possibilidade de adquirir tours de meio dia ou dia inteiro para as principais Cidades Históricas. Ouro Preto, Mariana, Congonhas, Sabará, São João Del Rei e Tiradentes são algumas das mais requisitadas. Em alguns deles há, inclusive, a possibilidade de fazer um passeio de trem Maria Fumaça.

Outro tour bem tradicional de Belo Horizonte é a visita à Gruta de Maquiné e ao Museu Guimarães Rosa. Com um dia de duração, o turista terá a chance de unir em um mesmo passeio a observação das formações rochosas e salões de pedras dessa incrível gruta, além de poderem conhecer a casa onde viveu o famoso autor do clássico brasileiro “Grande Sertão Veredas”.