Descubra os encantos de Orvieto, uma pequena cidade na região da Úmbria  

Orvieto é uma cidadezinha com um pouco mais de 20 mil habitantes localizada a 90 minutos (de trem) de Roma. Construída em cima de um platô vulcânico, a bela cidade medieval agrega todos os clichês italianos que conhecemos: boa comida, charmosas vielas, imponentes igrejas, pequenos cafés e uma paisagem de tirar o fôlego. Para chegar ao pequeno município, é necessário sair da estação central e pegar o funicular, ou funicolare – como é conhecido na Itália.

Ela é dona de belas praças, igrejas, palácios e construções medievais, por isso se prepare para caminhar o dia todo pelas suas vielas, visitando pontos turísticos e restaurantes, preenchendo os olhos e também o estômago com o melhor que o país tem a oferecer. O roteiro indicado para se desfrutar com calma os encantos de Orvieto é de um dia, chegando pela manhã e indo embora ao fim do dia.

A sua Catedral, chamada na Itália de Duomo, é considerada uma das mais bonitas do país, e há boatos de que os seus afrescos tenham inspirado ninguém menos que Michelangelo quando este pintou a Capela Sistina. A Torre dos Mouros também é outra construção que não pode ser deixada de lado no roteiro de Orviedo. Planejada para estar bem no meio da cidade, era a representação do poder econômico. Após subir 230 degraus é possível desfrutar de uma vista privilegiada.

Uma joia rara

Apesar dessa pequena cidade do centro da Itália possuir beleza em cada detalhe, e lugares interessantes e ricos de história, o Poço de São Patrício é uma das atrações turísticas mais famosa e visitada. Não é todo dia que temos a chance de descer mais de 63 metros abaixo da terra dentro de um platô vulcânico, não é mesmo?

Construído em 1537 por ordem do Papa Clemente VII, em uma época onde as tropas do Sacro Império Romano estavam saqueando e destruindo Roma, a estrutura do poço impressiona. Desenhado pelo arquiteto Antonio da Sangalo, ele projetou duas escadas em espiral – uma para subir e uma para descer – que não se cruzam. Os 248 degraus do poço eram percorridos por burros e pessoas que subiam e desciam para buscar água.

No fundo do poço, que abasteceu a população sem interrupções, há uma estrutura que liga as duas escadas, e é ali pertinho que está armazenada a água. Hoje, pessoas do mundo todo visitam o sofisticado cilindro para jogar moedas e fazer pedidos de boa sorte, em um ponto turístico que foi o pioneiro em toda a Europa. Até a sua construção no século XVI, nada parecido havia sido criado no continente.

Suas 72 janelas iluminam o caminho, fazendo com que os eventuais tropeços nos degraus sejam evitados. A experiência de visitar um lugar tão inusitado e único faz com que o passeio a cidade de Orvieto seja ainda mais especial. Leve uma garrafinha de água para não morrer de sede, algumas moedinhas para fazer um (ou vários) pedido(s), e aproveite para contemplar mais um tesouro italiano.

Texto por Daniela Fescina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *