No verão italiano fica a dúvida: praia ou lago? Já quando chega o frio ninguém se pergunta, afinal, é ou não é uma delícia buscar refúgio pertinho da água, com vista para as montanhas?

Grande parte dos estrangeiros que visita a Itália deixa os lagos para “uma próxima vez” e vai curtir points mais tradicionais, como Roma, Veneza e Florença, ou as praias da Sicília ou do Golfo de Nápoles. No entanto, o encontro com a natureza que um passeio como esse proporciona vale muito, seja bela beleza dos lagos e de seus arredores ou por serem destinos, quase sempre, menos lotados.

Em geral, os mais belos lagos italianos têm origem montanhosa: normalmente profundos e de grandes extensões, estão em alta atitude. Ocupam bacias escavadas, por séculos, pelas geleiras, que há muito tempo cobriam toda a cadeia Alpina.

Os chamados lagos pré-alpinos são os maiores e mais importantes do país: são excelentes bacias, onde os rios alpinos se retêm e purificam suas águas. As suas águas preenchem fundos de extensos vales, de onde eles partem para fluir no Vale do Pó. Os lagos de Como, Maggiore e de Garda são pré-alpinos.

Saiba mais sobre alguns deles.

Lago di Garda

Malcesine, uma das cidades que fica à beira do Garda. Foto: Antonio Castagna

O talvez o mais famoso lago italiano possui uma ótima infraestrutura turística. Sirmione, cidade histórica cheia de achadinhos para turistas, pode servir como base para explorar a região. Desde os tempos dos romanos, o Garda é um destino que atrai gente rica e sofisticada. O lago rivaliza com destinos praianos, e nada deixa a dever para eles. Com 370 km quadrados de área é o maior da Itália. Confira aqui hospedagens paradisíacas com vista para o lago.

Lago di Como

O paredão montanhoso que enquadra o Lago di Como, na cidade de Tremezzo. Foto: Pedro

Parada imperdível na Lombardia, entra em muitos roteiros de quem visita Milão e adjacências. Muito próximo da fronteira com a Suíça, é rodeado por hotéis de luxo e cidadezinhas graciosas. É o terceiro maior lago italiano. Encontre aqui hospedagens em torno do lago.

Lago Maggiore

O Lago Maggiore, visto de um dos píeres da cidade de Maccagno.
Foto: Stephan A

Outro lago que fica na fronteira da Itália com a Suíça e promete lindas paisagens. Que tal essa hospedagem com uma vista incrível do lago?

Lago di Molveno

Panorama do Molveno, que fica muito próximo das Dolomitas. Foto: Adam Sporka

O lago, que fica na região de Trentino, é garantia de águas límpidas e cristalinas. Aos pés das Dolomitas, oferece diversas atividades, para quem viaja sozinho, com crianças ou para praticar esportes aquáticos. Com uma profundidade que atinge 123 metros, é o lago mais profundo daquela área. Seu nome vem da cidadezinha homônima, que fica às margens do Molveno. Clique para conferir hospedagens para todos os gostos e bolsos perto do lago Molveno.

Lago di Braies

O impressionante lago é point de turistas no frio e no calor. Foto: Robert J Heath

Apesar de ter se tornado um destino-vedete no norte italiano, o Lago di Braies, no Alto Adige, segue sendo um dos lagos mais belos e preservados de todo o país. Localizado no parque natural Fanes-Sennes-Braies. Rodeado pela cadeia montanhosa conhecida por Croda del Becco (ou Seekofel, em alemão), o lago alpino é um verdadeiro paraíso para os instagramers, que visitam o local tanto no verão quanto no inverno, quando as montanhas se enchem de neve. As cores vivas de suas águas, que vão do turquesa ao verde-esmeralda, são a maior atração de Braies. Para hospedagens, clique aqui.

Lago Brocan

O lago Brocan fica na província de Cuneo, no norte da Itália. Foto: Cristian Dutto

O lago montanhoso, situado na comuna de Entracque, no Valle Gesso, fica a poucos minutos do refúgio Genova-Figari e da barragem del Chiotas, a 2.000 metros de altura. Fica em Cuneo, e chega-se até ele a pé: fica a cerca de duas horas de caminhada do Lago della Rovina. Encontre a sua hospedagem na região aqui.

Lago Grande de Avigliana

Os místicos adoram o Lago Grande, em Avigliana. Foto: Geobia

Os esotéricos e místicos adoram o Lago Grande, que fica em Avigliana: segundo os mais espiritualizados, o local está em um importante ponto energético – talvez porque ele fique aos pés do Monte Pirchiriano, que guarda o Santuário de São Miguel, complexo religioso da região. O lago encontra-se na região do Piemonte, em Val di Susa, e possui uma extensão de 91,4 metros; a profundidade de suas águas atinge 28 metros. Existem diversas hospedagens pela região, clique e confira!

Lago dell’Accesa

O lago dell’Accesa é um dos mais limpos da Itália. Foto: Jacopo

Trata-se de um pequeno lago (conta com apenas 14 hectares) da província de Grosseto, na Toscana. Sua água azul limpíssima é contornada por um bosque espesso, cheio de carvalhos. A profundidade máxima de suas águas atinge 50 metros. Na região é possível encontrar diversas hospedagens em casarões antigos de tirar o fôlego!

Lago di Monticolo

O Monticolo se forma pela junção de dois lagos, o Grande e o Piccolo. Foto: Hubert Berberich

Na verdade, este lago alpino é formado por dois lagos: o Grande e o Piccolo. Fica no meio de um bosque de árvores coníferas, na comuna de Appiano Sulla Strada del Vino. A profundidade do lago Grande atinge 700 metros, enquanto o Piccolo, que chama a atenção por ter formato semicircular, chega a no máximo 300 metros. Ambos têm origem glaciar e são (claro!) apropriados para nadar. Hospedagens em vinícolas perto do lago, que tal? Clique e confira.

Lago del Mis

O incrível lago del Mis fica no Vêneto

O espelho d’água artificial, cuja bacia ocupa a maior parte do canal de Mis, no município de Sospirolo, província de Belluno, assume tons de esmeralda extremamente convidativos. Cercado por um bonito bosque, o lago faz parte do Parco Nazionale Dolomiti Bellunesi, no Vêneto. Encontre aqui uma hospedagem para desfrutar dessa beleza.

Lago di Tovel

O bonito lago di Tovel não é dos mais profundos.
Foto: Marco Bellucci

É o maior lago natural da região de Trentino. Pertence à bacia hidrográfica do Noce, um dos principais afluentes do rio Adige. O lago possui uma superfície de 360 metros quadrados e uma profundidade de 39 metros. As hospedagens disponíveis não ficam na beira do lago mas há diversas opções maravilhosas!

Lago di Dobbiaco

Uma trilha percorre as margens do Dobbiaco. Foto: Murray Foubister

O lago, que fica a 1.176 metros de altura, se formou em tempos muito antigos, após diversos deslizamentos de rochas que bloquearam Val di Landro. Possui um perímetro de 4,5 km, totalmente percorrível através de uma trilha bastante didática. O Hotel Baur é o único que fica na beira do lago, confira mais sobre a hospedagem aqui.

Partiu Itália?!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *