Está pensando em alugar um automóvel na capital peruana? Bem, é certo que a cidade não conta com uma rede de transporte público invejável, mas isso não quer dizer que ter um veículo seja a melhor opção por lá. Para começar, Lima é uma típica capital latina, com suas disparidades latentes entre áreas ricas e pobres. Isso faz com que determinadas partes do município sejam bastante inseguras, especialmente para quem não conhece bem a região (como turistas).

Pesquise e reserve seu carro em Lima:

Categoria Economy

valor médio de uma diária

Categoria Midsize

valor médio de uma diária

Categoria Standard

valor médio de uma diária

Categoria Premium

valor médio de uma diária

Categoria Special

valor médio de uma diária

Categoria Compact

valor médio de uma diária

Categoria SUV

valor médio de uma diária

Categoria Minivan

valor médio de uma diária

Guia aluguel de carros em Lima

Está pensando em alugar um automóvel na capital peruana? Bem, é certo que a cidade não conta com uma rede de transporte público invejável, mas isso não quer dizer que ter um veículo seja a melhor opção por lá. Para começar, Lima é uma típica capital latina, com suas disparidades latentes entre áreas ricas e pobres. Isso faz com que determinadas partes do município sejam bastante inseguras, especialmente para quem não conhece bem a região (como turistas).

Outro ponto que atua negativamente no processo de escolha é o trânsito. Sempre caótico, é bem provável que o turista perca boas horas engarrafado se essa for a sua escolha. Além disso, o buzinaço faz parte do cotidiano veicular da cidade. Essa é a forma como os motoristas se comunicam por lá, sendo bem estressante para quem não está acostumado. Some a isso o fato de os moradores locais não seguirem tão à risca as regras de trânsito – como setas, conversões e ultrapassagens – além de fazerem imperar a ordem de “quanto maior melhor”. Ou seja, se o veículo é imponente, é respeitado no trânsito, caso contrário, ele é engolido pelos demais e sempre perde a vez.

Nesse contexto, se a sua ideia é ficar apenas em Lima, não tem sentido alugar um carro. É preferível que o turista opte por táxis e motoristas de Uber – sim, os problemas de trânsito são os mesmos, mas ao menos você estará na companhia de alguém que sabe todos os macetes da cidade. As estradas também não atuam favoravelmente no processo decisivo, sendo que muitas delas possuem pista única, não preservada, com pouca sinalização e escassez de postos de gasolina (em regiões mais afastadas). Isso tudo causa insegurança para o viajante, que precisa enfrentar essas adversidades, caso opte por um carro.

Agora para quem quer explorar a região de Ica, Huacachina e Paracas, situadas a boas horas de estrada de Lima, ter um carro facilita bastante a locomoção. Não que não seja possível chegar lá por outros meios, como ônibus, mas contar com um veículo surge como uma opção mais confortável e cômoda. Se você tem segurança na direção, vai em grupo e quer ter essa experiência mais aventureira, a opção pode ser cogitada. Em todo caso, saia dos grandes centros urbanos prevenido – sempre fique de olho nos postos de gasolina e em regiões que costumam ser conhecidas como inseguras. Opte também por um automóvel mais parrudo, pois as estradas costumam ser mais problemáticas do que no Brasil (especialmente se você vai encarar a altitude).