A cidade mais turística do Marrocos é visitada tanto por quem deseja conhecer a beleza, a história e a doidera da cidade antiga (ou Medina), como por quem faz de Marrakech porta de entrada para conhecer a região do Deserto do Saara, mas independente do motivo uma coisa é certa, vale muito a pena conhecer Marrakech.

A Medina, declarada Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco, é conhecida mundialmente por suas muralhas em tom vermelho que deram apelido a Marrakech de Cidade Vermelha. Ali é que fica a praça Jeema el Fna, o coração e símbolo da cidade, onde diariamente turistas do mundo todo circulam por suas ruas que mais parecem labirintos e por seu mercado repleto de lojas dos mais variados produtos.

Ao programar uma viagem a Marrakech, uma das grandes dúvidas é onde, em que região se hospedar, mas não é difícil decidir porque basicamente são duas possibilidades: dentro ou fora da Medina. Nos dois locais existem os prós e os contras, por isso é bem comum escutar alguém dizendo para ficar dentro da Medina e logo vem outra pessoa dizendo para ficar fora da Medina.

Medina

Se hospedar dentro da Medina é ter a possibilidade de viver mais a cultura local. Há muitas opções de hospedagem nessa parte da cidade, sendo que a grande maioria chama-se riad, os antigos casarões históricos que com o tempo se transformaram em hospedagens típicas, como se fosse uma pousada de charme ou hotel boutique, e tal como os hotéis, há riad caro e riad mais econômico, tudo vai depender da escolha do viajante, mas todos têm em comum a localização, a decoração em estilo marroquino, pátios internos muito bem decorados, um clima mais intimista e alguns ainda contam com uma pequena piscina. Se hospedar dentro da Medina facilita conhecer muitas atrações turísticas caminhando, fazer compras nos souks, parar nas barraquinhas de comida, apreciar o cotidiano local sabendo que logo ao lado está seu hotel, ou melhor, seu riad.

Os hotéis/riads que ficam dentro da Medina em geral são pequenos, então não possuem atrativos como áreas de lazer, grandes piscinas, kids club ou qualquer outra facilidade que necessite de um espaço maior.

Em Marrakech não é necessário alugar carro, pois táxi é barato e o trânsito é sem regras, principalmente para um turista que não entende as leis locais, mas quem quiser muito alugar um carro é bom saber que será difícil encontrar um hotel que possua estacionamento dentro da Medina.

Fora da Medina

De outro lado, se hospedar fora da Medina é para quem procura grandes hotéis, resorts, quer ficar longe da muvuca e do barulho. Durante o verão marroquino e para famílias que viajam com crianças é uma boa opção procurar algum resort já que há muito mais oferta de entretenimento. Alguns resorts disponibilizam vans com serviço de transfer diário e gratuito até a Medina, então não há custo extra com táxi, mas caso o resort não disponha desse serviço de transfer, não é caro andar de táxi em Marrakech. Caso alguém alugue um carro em Marrakech (lembrando que não é recomendado), nos hotéis que ficam fora da Medina será muito mais fácil encontrar um estacionamento.

Em resumo, se hospedar em algum resort fora da Medina é indicado para quem deseja relaxar e desfrutar mais do hotel, pois é dentro da Medina que o viajante sente a energia do lugar.  

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Marrakech

Hospedagem em Marrakech

menor valor maior valor
Albergue R$ 19,45 R$ 254,89
Pousada R$ 62,23 R$ 3.241,24
Apartamento R$ 99,40 R$ 3.539,44
Hotel R$ 108,04 R$ 808,15

Lugares baratos para ficar em Marrakech

Média de preços por dia