• Café da manhã

    ¥672.00 ¥720.00 ¥852.00
    R$ 25,88 R$ 27,73 R$ 32,81
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Almoço

    ¥984.00 ¥1200.00 ¥1404.00
    R$ 37,89 R$ 46,21 R$ 54,07
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Jantar

    ¥1200.00 ¥1380.00 ¥1824.00
    R$ 46,21 R$ 53,14 R$ 70,24
    Baixo custo Econômico Conforto

Guia Alimentação em Osaka

A cidade japonesa também é conhecida por ter uma das culinárias mais desenvolvidas do país. Localizada em Kansai, Osaka apresenta uma gastronomia que traduz bem a expressão popular “kuidaore”, que significa “comer até se arruinar”. São diversos os lugares que oferecem iguarias locais, portanto as chances de você parar a cada esquina para se deliciar com elas (e portanto, engordar uns quilinhos a mais) são bem grandes.

Para começar a sua experimentação, não deixe de provar o Takoyaki. Esse bolinho de polvo consiste em ser uma massa cremosa feita com farinha de cará recheada com pedaços de polvo. Os quitutes, que são servidos com molho agridoce, podem ser encontrados aos montes na região de Dotombori. Lá, diversas barraquinhas oferecem a comida, então não será difícil encontrar onde experimentar o aperitivo (basta ir em um dos estabelecimentos que possuem letreiros com ilustrações de polvos!).

Aliás, os polvos não aparecem apenas nos Takoyakis.  O Tako Tamago, que em tradução literal significa “ovo de polvo”, é um snack em formato miniatura do animal cuja a cabeça é recheada com ovo de codorna. Um dos lugares mais bacanas para comer esse prato diferente é no Mercado Kuromon Ichiba, onde o turista poderá ainda fazer um passeio pelo local para aumentar a sua experiência.

Outro prato que tem a cara de Osaka é o Okonomiyaki, também chamado de “tortilha japonesa” ou então “pizza japonesa”. Oferecida em diversos lugares ao redor da cidade, a iguaria consiste em ser uma massa de farinha sobre a qual se colocam os mais diversos ingredientes, como repolho, porco, camarão, etc. Feito na grelha, o Okonomiyaki possui algumas releituras em outras cidades do país, como em Hiroshima, onde há o acréscimo de noodles fritos no recheio.

Os Kushikatsus, também chamados de Kushiages, são bastante apreciados por lá. Esses espetinhos fritos são recheados com peixe, camarão, polvo (olha ele aqui novamente!), queijo, carne, legumes, etc. São mergulhados em molho agridoce de soja e muito tradicionais no bairro de Shinsekai, onde o turista ainda poderá tomar uma boa cerveja gelada para acompanhar a comida típica.

Ainda para quem quer continuar vendo o lado não tão saudável da culinária oriental, a dica é provar também os Korokkes. Semelhantes aos nossos croquetes, esses bolinhos são feitos com massa de batata e empanados com Panko, a farinha de rosca japonesa. Podem ser recheados com diversos sabores, como carne, camarão e legumes, mas há quem diga que a melhor versão é sem recheio, apenas com a massa. Isso porque dessa forma é possível degustar melhor a cremosidade da iguaria, assim como perceber o sabor levemente adocicado da massa.

Mesmo que seja encontrado em outros lugares do Japão, os moradores de Osaka juram de pés juntos que o Kitsune Udon foi criado na cidade. O prato consiste em ser uma sopa de udon (noodles grossos) que contém um pedaço de tofu frito em formato de retângulo. Em japonês, Kitsune significa raposa e a teoria mais disseminada por lá diz que a iguaria se chama assim porque as raposas são verdadeiras apreciadoras do tofu frito!

Para aliar uma visita a um dos lugares mais tradicionais de Osaka à degustação de um prato típico, vá ao Restaurante Kanidoraku Dotombori-Honten, que fica em Dotombori. Na fachada do estabelecimento há um enorme caranguejo mecânico, mas como se isso não bastasse, ele ainda mexe as patas! Lá o Caranguejo – que é outro item fundamental para a culinária do município – é a grande estrela do cardápio, sendo servido das mais variadas formas.

Por toda a sua diversidade gastronômica, saiba que sair para jantar em Osaka é um verdadeiro passeio turístico. Tente experimentar cada dia uma iguaria diferente, visitando os restaurantes mais clássicos da cidade!