Mesmo sendo considerada mais uma porta de entrada para conhecer a Islândia, Reykjavík pode, e deve ser muito bem aproveitada durante sua estadia, independentemente de ser curta ou longa. De início, Reykjavík parece mais uma cidade de interior, mas aos poucos revela-se animada e encantadora através de sua arquitetura com casinhas de telhados coloridos, de sua...

Leia Mais

Atrações turísticas em Reykjavík

  • Igreja Hallgrimskirkja

    Igreja Hallgrimskirkja

    Adultos kr1000.00 R$ 32,55
    Crianças 7-14 anos kr100.00 R$ 3,25
    Ir para o site
  • Museu Nacional da Islândia

    Museu Nacional da Islândia

    Adultos kr2000.00 R$ 65,10
    Idosos 67+ kr1000.00 R$ 32,55
    Crianças 18- kr0.00 R$ 0,00
    Ir para o site
  • Museu Saga

    Museu Saga

    Adultos kr2200.00 R$ 71,61
    Crianças kr800.00 R$ 26,04
    Idosos kr1700.00 R$ 55,33
    Ir para o site
  • Volcano House

    Volcano House

    Assista a documentários que contam a história das erupções vulcânicas da Islândia.

    Adultos kr1790.00 R$ 58,26
    Crianças 12-16 kr1000.00 R$ 32,55
    Ir para o site
  • Sala de Concertos Harpa

    Sala de Concertos Harpa

    Passeio com guia em inglês para conhecer o Harpa. Acesse o site para ver os eventos (concertos e apresentações) disponíveis e preços.

    kr0.00 R$ 0,00
    Ir para o site
  • Museu Marítimo

    Museu Marítimo

    kr1650.00 R$ 53,71
    Ir para o site
  • Reykjavik City Museum

    Reykjavik City Museum

    kr1650.00 R$ 53,71
    Ir para o site
  • Mirante/Museu Perlan

    Mirante/Museu Perlan

    De tão exótico (edifício giratório), o Perlan é atração turística quase obrigatória. Preço referente a um almoço promocional.

    kr1900.00 R$ 61,84
    Ir para o site
  • Reykjavik City Card

    Reykjavik City Card

    Tenha acesso a diversas atrações e museus com este cartão.

    24h kr3800.00 R$ 123,69
    48h kr5400.00 R$ 175,77
    Ir para o site

Guia Reykjavík

Mesmo sendo considerada mais uma porta de entrada para conhecer a Islândia, Reykjavík pode, e deve ser muito bem aproveitada durante sua estadia, independentemente de ser curta ou longa. De início, Reykjavík parece mais uma cidade de interior, mas aos poucos revela-se animada e encantadora através de sua arquitetura com casinhas de telhados coloridos, de sua história, de sua calma, de sua limpeza e de sua organização, que nos faz, por alguns instantes, sentir inveja dos islandeses por viverem em um lugar tão perfeitinho. 

Reykjavík serve de base para o início ou final de uma viagem pelo interior do país, mas também reserva algumas atrações turísticas interessantes. A igreja luterana Hallgrímskirkja é uma das principais atrações e fica no centrinho da cidade, bom para conhecê-la durante uma caminhada pelo centro. É a igreja mais alta do país, além de possuir uma bela arquitetura. Para ver a cidade do alto, suba até o oitavo andar e depois de mais alguns degraus terá uma linda vista. O complexo turístico de Perlan também proporciona uma boa vista da cidade.

Harpa é um centro de convenções com uma arquitetura bem interessante e que durante a noite fica iluminado com várias cores. O Museu Nacional da Islândia conta a história do país desde a época dos vikings. Bom para conhecer um pouco mais sobre a cultura do país.

Alguns passeios de dia completo que podem ser feitos desde Reykjavík são: ir até a Cascata Gullfoss que fica em um desfiladeiro do Rio Hvítá, visitar os gêiseres de Haukadalur para conhecer o “pai” de todos os gêiseres e ir ao Parque Nacional Thingvellir, um vale histórico onde foi realizado o primeiro parlamento irlandês, que juntos, os três passeios formam o chamado Circuito de Ouro.    

Um hábito muito típico da Islândia é o banho termal. Em Reykjavík há diversas piscinas, praticamente uma em cada bairro, só será um pouco difícil encontrar a piscina ideal já que são tantas. Esse hábito dos banhos termais faz parte da vida social dos islandeses, e como turista, é bom experimentar também para fazer novas amizades. A primeira piscina geotérmica do país está bem próxima de Reykjavík e chama-se Secret Lagoon. Fica na região do Golden Circle, é uma piscina pequena e cercada por uma bela paisagem.

E falando em água, aproveite para beber muita água pura na Islândia. O país possui um dos abastecimentos de água mais puros do mundo e em qualquer torneira, jorra água fresca e pura. Não se preocupe em comprar água de garrafa, muito pelo contrário, aproveite para economizar e beber muita água gratuita e pura. 

Se você gosta de sair para beber ou de curtir a noite, tente acompanhar os islandeses no runtur. Um hábito bem tradicional que significa beber de bar em bar até não aguentar mais. Não é para qualquer um, tem que ter estômago forte e estar acostumado a beber, mas se você não for muito chegado às bebidas, vá aos bares somente para conhecer e observar os islandeses que já valerá a pena. De sexta e sábado, muitos bares ficam abertos até umas quatro horas da manhã, ou seja, dá tempo de encaixar esse tour em algum momento. E o que mais surpreende é que mesmo em um lugar onde as bebidas alcoólicas são extremamente caras, isso não é motivo para deixarem de beber.

O cachorro-quente mais famoso do país é encontrado no Bæjarins Beztu Pylsur, e tornou-se um ícone nacional. O lugar está sempre cheio e alguns chegam a dizer que é o melhor cachorro quente do mundo. É feito de carne de cordeiro, mas na verdade é um lanche bem simples, sem muitos ingredientes, talvez por isso seja tão bom. Para se ter uma ideia da dimensão da fama desse lanche, o ex presidente americano Bill Clinton é um dos clientes mais conhecidos.  

Para comer e passear no mesmo local, vá ao Kolaportid Flea Market, um mercado ao lado do porto onde você encontra desde comidas exóticas, frutos do mar, antiguidades, livros e roupas, tem de tudo um pouco, assim como outros Mercados de Pulgas, sendo que a maior parte dos produtos à venda são usados, então o valor normalmente é mais barato.