• Café da manhã

    €4.53 €6.00 €9.32
    R$ 20,13 R$ 26,67 R$ 41,42
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Almoço

    €10.32 €12.60 €17.22
    R$ 45,87 R$ 56,00 R$ 76,53
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Jantar

    €13.48 €17.16 €24.00
    R$ 59,91 R$ 76,26 R$ 106,66
    Baixo custo Econômico Conforto

Guia Alimentação em Madrid

Comer bem faz parte da rotina do madrileño, sorte dos turistas que visitarem a cidade, pois poderão apreciar uma saborosa refeição em qualquer parte da capital da Espanha.

Os restaurantes como em toda grande cidade, têm opções para todos os bolsos e gostos, desde grandes restaurantes de redes internacionais até os mais caseiros e tradicionais. A culinária espanhola é bastante influenciada pela região do mar mediterrâneo, o que significa muitos peixes, frutos do mar, legumes, azeites e queijos.

Falando em restaurante, o mais antigo do mundo em funcionamento (de acordo com o Guiness Book) fica em Madrid, fundado em 1725, o Sobrino de Botín tem como especialidade leitões e cordeiros assados no forno à lenha. Outros restaurantes que valem a pena conhecer são: Taberna La Bola, para comer um cozido madrileño, Come Prima, para provar risotos e massas caseiras e Taberna El Sur, para provar as saborosas tapas espanholas. 

No almoço é comum os restaurantes oferecerem um menu fixo por um valor específico, normalmente é bem acessível e inclui uma entrada, um prato principal e sobremesa, ou pode ser uma bebida ao invés da sobremesa, isso vai variar de acordo com o estabelecimento, mas em geral sempre compensa pelo valor. As tapas também são opções econômicas já que são somente petiscos ou entradas, mas as porções são bem servidas, então para uma refeição rápida ou para quem não estiver com muita fome é uma boa maneira de provar algo típico espanhol por um valor mais acessível. As tapas podem incluir pão com presunto cru (o famoso jamón serrano), salmão defumado, ovos, porções de frutos do mar, bolinhos fritos, entre muitas outras opções.

A tortilla española está presente na cozinha de todo país, é uma espécie de omelete que além de ovo, inclui batatas. A paella não é um prato típico de Madrid, teve sua origem em Valência, mas é consumido em toda parte da Espanha e com certeza está nos cardápios dos restaurantes de Madrid. O gazpacho é uma sopa de tomate que é servida fria, muito comum oferecerem no verão. O cozido madrileño como o próprio nome diz é um prato típico de Madrid e leva grão de bico, carne e legumes, conhecido como puchero, é bem calórico.

Para beber o que não faltam são opções de vinhos e a sangria que é uma bebida à base também de vinho e frutas, muito consumida no país, é ótima para um dia de calor. E de sobremesa reserve espaço para um churros espanhol, encontrado da Chocolatería San Ginés, é a massa do churros, sem recheio, com uma porção de calda de chocolate quente a parte, aí é só mergulhar o churros nessa calda e ser feliz, simples assim.

Outra boa maneira de provar a culinária espanhola é indo aos mercados locais como por exemplo o Mercado de San Miguel, frequentado por moradores da cidade (hoje em dia por muitos turistas também), dentro há lugares para comer, tomar um drinque e comprar produtos como carnes, queijos e azeitonas, no horário do happy hour costuma ficar bem cheio. O Museo del Jamón é outro ponto turístico interessante de conhecer para quem curte o assunto gastronomia. Aberto em 1978, é um local tradicional e ótimo para provar a iguaria tão consumida pelos espanhóis, há vários na cidade.

Madrid é um destino gastronômico, ou seja, se o motivo da viagem for conhecer a culinária do país, Madrid será uma ótima opção de viagem!