O grande atrativo de Maceió está relacionado aos seus 40 quilômetros de praia e a fama de possuir uma das orlas mais bonitas do Brasil. São águas transparentes, com nuances que vão do verde clarinho ao azul turquesa e piscinas naturais que lembram águas caribenhas. O toque nacional fica por conta das areias amareladas e as manchas verdes, formadas...

Leia Mais

Atrações turísticas em Maceió

  • Passeio de barco até a Foz do Rio São Francisco

    Passeio de barco até a Foz do Rio São Francisco

    R$70.00 R$ 70,00
  • Passeio nas dunas de Piaçabuçu

    Passeio nas dunas de Piaçabuçu

    R$280.00 R$ 280,00
  • Passeio jangada Praia Pajuçara

    Passeio jangada Praia Pajuçara

    R$30.00 R$ 30,00
  • Piscinas Naturais de Paripueira

    Piscinas Naturais de Paripueira

    R$60.00 R$ 60,00
  • Passeio Lagoa Mundaú (por pessoa)

    Passeio Lagoa Mundaú (por pessoa)

    R$70.00 R$ 70,00
  • Passeio Dunas Marapé

    Passeio Dunas Marapé

    Com almoço R$65.00 R$ 65,00
    Sem almoço R$35.00 R$ 35,00

Guia Maceió

O grande atrativo de Maceió está relacionado aos seus 40 quilômetros de praia e a fama de possuir uma das orlas mais bonitas do Brasil. São águas transparentes, com nuances que vão do verde clarinho ao azul turquesa e piscinas naturais que lembram águas caribenhas. O toque nacional fica por conta das areias amareladas e as manchas verdes, formadas ora por coqueirais, ora por fazendas de cana-de-açúcar.

Os litorais Norte e Sul, repletos de cenários sedutores, garantem aos turistas passeios variados a uma pequena distância dos principais hotéis. A cidade ainda oferece boa culinária, artesanato, vida noturna animada e uma atmosfera contagiante.

Uma das vantagens da capital alagoana é que as praias urbanas são tão bonitas quanto as mais afastadas. São três belas praias, Pajuçara, Ponta Verde e Jatiúca, que ocupam 6 km de orla arborizada, com ciclovia, calçadão, barracas e mar colorido, protegido por piscinas naturais. Nessa região ficam quase todos os hotéis da cidade.  

A orla de Pajuçara não é apenas o endereço de boa parte dos hotéis de Maceió, como também do comércio voltado ao turismo, incluindo feirinhas de artesanato. A tabela de marés é fundamental para planejar a principal atração local, o Passeio de Jangada até as piscinas naturais da praia, cujo horário é definido pela altura das águas – só se sai para o passeio na maré baixa, o que pode ocorrer nas primeiras horas da manhã ou no entardecer. As duas opções prometem um visual extasiante.

O bairro mais interessante de Maceió, no entanto, é o da praia de Ponta Verde, vizinha da Pajuçara. Por ali o clima é mais residencial e menos turístico. Já em Jatiúca, à beira-mar, há tapioqueiras e até forró. No entanto, o mar raramente está em condições de banho do local.

Vizinho a Jatiúca, o bairro de Cruz das Almas é uma praia de mar aberto. A construção de shoppings e de alguns residenciais deu novo fôlego ao local que se tornou um pouco mais badalado nos últimos tempos.  

Quem busca praias mais sossegadas deve seguir em direção ao Norte: Pratagi e Ipioca são extensas e pouco movimentadas, exceto a área mais central dessa última. As praias de Paripueira e Costa Brava são famosas pelas piscinas naturais, alcançadas por embarcações e de onde saem passeios de catamarã.

Um roteiro por Maceió também merece um passeio pela praia de Carro Quebrado, em Barra de Santo Antônio. Já a Praia do Francês chama a atenção pela barreira de corais, enquanto a Praia do Gunga se destaca pelos milhares de coqueiros e pelas falésias coloridas.

Destaque também para as lagoas de Mundaú e Manguaba, que proporcionam paisagens incríveis no fim do dia. Um verdadeiro paraíso em terras brasileiras. Famoso em Maceió, o passeio pelas ilhas da Lagoa Mundaú consiste em um trajeto de barco pelas ilhas fluviais dessa lagoa, com parada para mergulho e para curtir o visual, além de ouvir explicações a respeito das formações em meio a água.

O bairro de Jaraguá, por sua vez, é a própria história de Maceió e além de guardar muito sobre o início da cidade hoje abriga nos antigos casarões e armazéns, bares, restaurantes e casas noturnas.

Há também outras atrações que ajudam a compreender a história e a cultura da cidade, como o museu Theo Brandão de Antropologia e Folclore, a Catedral Metropolitana de Maceió, o Palácio Floriano Peixoto, Mirante de São Gonçalo, o Teatro Deodoro da Fonseca e o Museu da Imagem e do Som de Alagoas. Outra parada obrigatória é o Pavilhão do Artesanato, com cerca de 150 lojas que trazem produtos de Alagoas e de todo o Nordeste.

Fãs de artesanato e de trabalhos benfeitos precisam dar uma passadinha no Pontal da Barra, em especial na apelidada Rua das Rendeiras. O Pontal é um bairro que reúne boas lojas para comprar artesanato, mas é, principalmente, onde muitas mulheres vivem da renda, expõem seus trabalhos e os vendem. A especialidade no lugar é o filé, uma renda típica de Alagoas, que pode ser identificada pelos tecidos coloridos e vazados. Para quem gosta de artesanato, outra parada é o Mercado Central.

Com o sol brilhando forte boa parte do ano, o período mais indicado para aproveitar as belezas de Maceió é o verão, quando as águas são mais cristalinas. O período de chuva é entre abril e julho, mas nesta época ocorrem por lá as animadas festas de São João, outro atrativo na cidade. A melhor festa junina da região é na cidade histórica de Marechal Deodoro, 20 km ao sul.

Réveillon também é bastante movimentado, com pelo menos duas megafestas. É possível comprar ingressos nos dias próximos à Virada do ano em postos de vendas nos hotéis. Já em janeiro o point mais badalado da região da cidade é a Barra de São Miguel, que fica 30 km ao sul, onde também acontece o tradicional Carnaval de rua.