Com um bom sistema de transportes, a capital da cerveja vê as suas distâncias serem minimizadas pela existência de estações de trens ou pontos de ônibus sempre próximos ao turista. Isso sem contar que a cidade em si não é grande, então as escolhas de hospedagem não tendem a ser difíceis. Munique conta com 25 bairros, sendo o centro histórico o local mais próximo às atrações turísticas. Quanto mais afastado dessa área, mais longe dos principais pontos de interesse e, por isso, mais baratos são os hotéis.

Abaixo, o Quanto Custa viajar elenca os melhores bairros da cidade para se instalar e quais são os seus principais atrativos.

Altstadt

Chamado de Altstadt, que em tradução do alemão significa cidade velha, essa é a região mais indicada para o viajante. Aliás, quanto mais próximo à Marienplatz, a principal praça da cidade fundada em 1158, melhor. O bairro é bem abastecido pelo sistema público de transportes e é onde estão as principais atrações turísticas, como a Igreja de São Pedro, o Viktualienmarkt, além de praças bem bonitas. O centro conta ainda com uma ótima infraestrutura de restaurantes, bares, cervejarias e lojas de comércio para auxiliar a vida do viajante, isso sem contar que é nessa área onde estão os hotéis mais tradicionais e chiques da cidade. O ponto de atenção fica por conta dos preços, bem mais elevados do que nas demais regiões. Portanto, se quiser se hospedar em Altstadt, tenha em vista que será necessário reservar com uma boa antecedência ou pagar preços mais salgados.

Schwanthalerhöhe

Esse é o bairro onde acontece a famosa Oktoberfest. Assim, essa é a melhor alternativa para quem vai participar da festividade, pois é possível ir e voltar do evento a pé. Opte por um hotel próximo à praça Theresienwiese, a melhor localização para esse objetivo. Aliás, o local ganhou esse nome após Theresa de Saxe-Hildburghausen ter se casado no local com o Rei Luís I, em 1810, criando a primeira Oktoberfest de todos os tempos. Portanto, a festa inaugural da cerveja nada mais foi do que uma comemoração de casamento! Essa também é uma área próxima ao centro e às atrações turísticas, assim como é bem munida pela rede de transportes. Vale lembrar que para ficar aqui durante a Oktoberfest é preciso reservar com muita antecedência, pois os preços dos hotéis podem ficar mais altos até mesmo que os praticados no centro.

Hauptbahnhof

Em tradução do alemão, o nome significa estação central de trens. E é exatamente lá que está o maior hub de chegadas e partidas ferroviárias da cidade! Localizada no bairro de Ludwigsvorstadt, a Hauptbahnhof é uma ótima opção para quem quer ficar perto do sistema de transportes e ainda economizar na hospedagem. Por não ser uma das regiões mais bonitas de Munique, os preços dos hotéis são mais econômicos, inclusive com boa oferta de hostels. A região também é um pouquinho mais perigosa, mas nada que inviabilize a área para o turista.

Maxvorstadt

É o bairro estudantil da cidade onde estão localizadas as universidades e pinacotecas. Por sua configuração, aglomera um público bastante jovem, além de contar com muitos bares, restaurantes e estabelecimentos noturnos. Fica próximo ao centro histórico e, por essa razão, o turista que optar por essa área poderá chegar às principais atrações fazendo uma caminhada de cerca de 15 minutos. É aqui também que fica o Englisher Garten, o famoso parque da cidade. Apesar de não ser uma opção tão óbvia assim, essa alternativa deve ser cogitada por aqueles que não abrem mão de ficar perto do centro, mas não querem arcar com os valores de Altstadt. Conta ainda com um ótimo abastecimento do sistema público de transportes.

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Munique

Hospedagem em Munique

menor valor maior valor
Albergue R$ 207,52 R$ 308,98
Hotel R$ 219,51 R$ 1.452,65
Apartamento R$ 225,97 R$ 1.807,74
Pousada R$ 225,97 R$ 2.720,84