Meio óbvio, mas tem que ser dito que o passeio mais imperdível para fazer em Foz é conhecer as Cataratas do Iguaçu. Tão óbvio até porque a maioria das pessoas viaja até lá exatamente para isso, mas não há como deixar de mencionar. Eleita uma das sete novas maravilhas naturais do mundo (New7wonders), mesmo tendo...

Leia Mais

Atrações turísticas em Foz do Iguaçu

  • Cataratas do Iguaçu

    Cataratas do Iguaçu

    A partir de 12 anos brasileiro + transporte R$34.30 R$ 34,30
    Menos de 12 anos brasileiro + transporte R$9.00 R$ 9,00
    Idosos R$9.00 R$ 9,00
    Ir para o site
  • Visita à Itaipu

    Visita à Itaipu

    Circuito Especial (2h30) R$74.00 R$ 74,00
    Visita panorâmica adulto R$31.00 R$ 31,00
    Visita panorâmica meia R$15.50 R$ 15,50
    Ir para o site
  • Parque das Aves

    Parque das Aves

    Brasileiros R$30.00 R$ 30,00
    Moradores de Foz do Iguaçu R$6.00 R$ 6,00
    Ir para o site
  • Ecomuseu

    Ecomuseu

    Adulto R$10.00 R$ 10,00
    Meia R$5.00 R$ 5,00
    Ir para o site
  • Polo Astronômico

    Polo Astronômico

    R$22.00 R$ 22,00
    Ir para o site
  • Passeio de barco Porto Kattamaram

    Passeio de barco Porto Kattamaram

    R$80.00 R$ 80,00
    Ir para o site
  • Vale dos Dinossauros

    Vale dos Dinossauros

    Adulto R$35.00 R$ 35,00
    Criança R$20.00 R$ 20,00
    Idoso R$17.50 R$ 17,50
    Ir para o site

Guia Foz do Iguaçu

Meio óbvio, mas tem que ser dito que o passeio mais imperdível para fazer em Foz é conhecer as Cataratas do Iguaçu. Tão óbvio até porque a maioria das pessoas viaja até lá exatamente para isso, mas não há como deixar de mencionar. Eleita uma das sete novas maravilhas naturais do mundo (New7wonders), mesmo tendo que dividir o título com los hermanos, pois as Cataratas estão localizadas entre o Parque Nacional do Iguaçu, no Brasil e o Parque Nacional Iguazú, na Argentina. O conjunto tem aproximadas 275 quedas d’água disposto em quase 3 quilômetros de extensão e 80% das cataratas estão em território argentino, incluindo ainda a mais impressionante das quedas, a Garganta do Diabo.

No verão as águas ganham ainda mais força e volume devido às chuvas e no inverno normalmente a quantidade de água é menor, porém há menos espuma e as quedas d’água ficam mais definidas, mas independente da época da viagem o espetáculo é garantido. Se possível reserve dois dias para conhecer ambos os lados das cataratas.

E dois incríveis passeios feitos dentro das cataratas são: Macuco Safari, um passeio de barco pelo Iguaçu que chega até o Salto Três Mosqueteiros onde a água invade o barco e faz a alegria da galera, o outro passeio é o Gran Aventura, parece o Macuco Safari, porém é feito do lado argentino, o barco chega próximo da Garganta do Diabo, o maior conjunto de quedas d’água. Ao final do passeio todos estão molhados e felizes depois de ver aquela maravilha toda bem de perto.

Mas Foz do Iguaçu vai muito além das cataratas e nos convida a muitos outros passeios, como esses a seguir:

Conhecer Puerto Iguazú na Argentina, uma cidade pequena e charmosa, com bons restaurantes principalmente para quem gosta de carnes. Para compras, há uma feirinha onde se encontra os divinos alfajores, doce de leite, queijos, azeitonas, entre outros produtos. No centrinho da cidade há bastante lojas que vendem artigos de couro com bons preços.

Fazer compras em Ciudad del Este, no Paraguai. É algo que lembra a 25 de março em São Paulo (para quem conhece). Muitas lojas, barracas, gente vendendo de tudo um pouco. Falam a língua que você quiser para vender e aceitam reais, dólares, quem sabe até outras moedas também. Puro comércio formal e informal. Para chegar basta atravessar a Ponte da Amizade e como em todo lugar desse tipo, todo cuidado é pouco.

Conhecer o Parque das Aves que fica bem próximo das Cataratas onde o turista pode ter contato com cerca de 143 espécies diferentes de aves, tanto do Brasil, como do exterior.

Visitar a maior usina hidrelétrica do mundo em geração de energia limpa e sustentável, a Usina de Itaipú. Há dois tipos de visita: a panorâmica e a especial, essa além de ver a barragem, passa pelas áreas internas da usina.

Ir aos cassinos para tentar a sorte, lembrando que os cassinos ficam na Argentina ou Paraguai, pois no Brasil é proibido. Um dos mais badalados é o Casino Iguazú, na vizinha Puerto Iguazú. Em Ciudad del Este também há dois cassinos: Gran Casino Itaipu e Gran Casino Paraná, mas o preferido da maioria dos brasileiros é o cassino argentino.

Comprar um pouco mais no Duty Free de Puerto Iguazu, caso esqueça de comprar algum produto no Paraguai. No local que é bem espaçoso há bastante variedade de produtos, variedades de marcas, tudo muito organizado, bem diferente de Ciudad del Este.

Ir ao Marco das Três Fronteiras, onde se encontram os 3 países da fronteira: Brasil, Argentina e Paraguai. Inaugurado em 1903, terminou de ser revitalizado em dezembro de 2016, inclusive agora existe a cobrança de taxa para entrar, o que não ocorria antes da revitalização, há também um restaurante, lojas e um parque infantil. O monumento tenta representar um pouco de cada país em um local onde os rios Paraná e Iguaçu se encontram.

Para quem tiver um tempo extra e quiser relaxar um pouco, vale a pena ir até o templo budista de Foz, um lugar com jardins incríveis e várias estátuas, sendo a de Buda a maior delas. Um local tranquilo, bom para meditar e renovar as energias da viagem (independente da religião). Por estar localizado em um lugar alto é possível ter a visão de Foz, do rio e de Ciudad del Este. Fica afastado do centro e a entrada é gratuita.

Para resumir ao máximo o que é uma viagem a Foz do Iguaçu, seria dizer conhecer um pedacinho de 3 países em uma única viagem: Brasil, Argentina e Paraguai.