Arequipa é uma cidade localizada no Sul Peru, a 2.300 metros de altitude. A cidade espalha-se por uma área de oásis localizada em um vale das montanhas desérticas da cordilheira dos Andes. Cercada por majestosos vulcões, é a segunda maior cidade do Peru, com quase um milhão de habitantes. Arequipa ainda ocupa posição estratégica...

Leia Mais
  • População 984 mil

  • Hora local 15:20

  • 1 Nuevo Sol R$ 1,01

  • Temperatura local 21º Ver previsão

Calcule quanto irá custar sua viagem para Arequipa

Atrações turísticas em Arequipa

Veja todos

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Arequipa

Hospedagem em Arequipa

menor valor maior valor
Hotel R$ 30,35 R$ 484,91
Pousada R$ 31,01 R$ 387,62
Albergue R$ 46,51 R$ 259,71
Apartamento R$ 58,14 R$ 697,72

Alimentação em Arequipa

Média de preços por dia com base em centenas de experiências

  • Café da manhã


    R$ 9,35 S. 9.30 a R$ 24,14 S. 24.00
  • Almoço


    R$ 11,59 S. 11.52 a R$ 29,93 S. 29.76
  • Jantar


    R$ 21,73 S. 21.60 a R$ 36,21 S. 36.00

Guia Arequipa

Arequipa é uma cidade localizada no Sul Peru, a 2.300 metros de altitude. A cidade espalha-se por uma área de oásis localizada em um vale das montanhas desérticas da cordilheira dos Andes. Cercada por majestosos vulcões, é a segunda maior cidade do Peru, com quase um milhão de habitantes. Arequipa ainda ocupa posição estratégica na América do Sul: está praticamente no meio dos caminhos que conectam Peru, Bolívia e Chile. 

A cidade foi fundada oficialmente em agosto 1540 sob o nome de “Villa Hermosa de Nuestra Señora de la Asunta”. No ano seguinte, Arequipa já foi elevada à categoria de cidade pelo rei espanhol Carlos V e com o nome que conhecemos hoje. No entanto, segundo os arqueólogos, há provas de atividade humana paleolítica na região há mais de 8 mil anos. A origem lendária do nome Arequipa seria quéchua: quando o governante inca Mayta Capac chegou no local teria ficado encantado com o lugar e exclamado: “Are quipay”, cuja tradução é “Fiquemos aqui”.

Esta bela cidade fica em um vale fértil que é banhado pelo rio Chili e conecta a beleza de sua natureza com construções coloniais. Seu lindo centro colonial, com edifícios dos séculos XVI a XVIII, de rica arquitetura barroca, obra de mestres espanhóis e índios, a brancura e a limpeza de suas ruas e o cenário natural tornam Arequipa especial entre as cidades peruanas.

Em 2000, o município teve seu centro histórico inscrito na lista de cidades Património Mundial, em razão da arquitetura ornamentada, sendo grande parte dos edifícios construídos numa espécie de rocha vulcânica de cor branca, designada de "sillar".

A morfologia da cidade é marcada pela Plaza de Armas, centro público de convívio, que constitui a área central do centro histórico da cidade e que é considerada a mais bela praça do país.

As atrações turísticas de Arequipa são diversificadas. Além de percorrer a cidade a pé para apreciar o centro colonial e visitar museus e igrejas, os turistas mais aventureiros podem optar por fazer trekking ou rafting nos arredores. Um meio termo é a excursão para curtir as belíssimas paisagens do Vale do Colca. Há diversas agências de viagens no centro histórico e, eventualmente, alguns hotéis oferecem alguns passeios dentro da cidade.

Arequipa também é conhecida por suas tradicionais picanterías, onde é possível desfrutar pratos locais, que podem ser servidos com a tradicional chicha, cerveja Arequipeña, ou o popular refrigerante Cola Escocesa, que existe apenas na cidade.

Como chegar

Já que não há voos diretos do Brasil para Arequipa, a forma mais comum de chegar à cidade é através de Lima, único local que realiza voos diretos para o Brasil. A partir de lá, é possível se deslocar para Arequipa de duas formas: avião ou ônibus.

A primeira opção costuma ser mais cara, no entanto, mais rápida, durando 4h. Já de ônibus, a viagem é longa e cansativa, pois pode durar até 16h, mas é a maneira mais barata de chegar em Arequipa.

Os viajantes costumam encarar a viagem terrestre, pois é a alternativa com melhor custo-benefício, podendo custar 3x menos que um voo comercial. É importante lembrar que, se você também pretende conhecer Cusco, vale a pena pegar lá o ônibus para Arequipa, já que é um pouco mais perto e a viagem chega a durar 10h30, no máximo.

Veja acomo se deslocar do aeroporto e da rodoviária.

- Avião:  O Aeropuerto Internacional Alfredo Rodríguez Ballón fica a 8km do centro de Arequipa e a forma mais fácil de sair do aeroporto é de táxi, percurso que leva 30 minutos. As paradas ficam na saída do terminal de desembarque e as empresas oficiais são Taxitel, Taxi Mundo, Remisse 21 e Turismo Arequipa. Já o modo mais econômico é de ônibus interurbano, que circiula nas mediações do aeroporto, portanto, é preciso sair do aeroporto para pegar um dos ônibus. Existem várias empresas que fazem o percurso, como a Cruz del Sur, Civa, Oltursa e Tepsa.

- Ônibus: Do Terminal Terrestre, a melhor forma de chegar ao centro da cidade é por táxi, já que os pontos de ônibus na região são praticamente inexistentes e a falta de sinalização pode confundir bastante o turista. Na saída há vários táxis oficiais, apenas se certifique de que o taxista tem uma identificação ou faz parte de uma das empresas citadas acima. A corrida dura cerca de 20 minutos. 

Vida noturna

Arequipa tem uma vida noturna agitada, com muitos bares, karaokês, baladas e restaurantes. A segunda maior cidade do Peru conta com uma boa infraestrutura para atender todos os estilos de turistas. Você encontra desde um bar intimista típico para um programa a dois até as mais badaladas casas noturnas, com hits do mundo inteiro, para uma noite com amigos.

O movimento na cidade é fraco de domingo a quarta-feira. Já na quinta, tanto locais como turistas aproveitam as promoções de happy hour para provar drinques peruanos, como o famoso Pisco Sour e o refrescante Chilcano. E se a ideia é conhecer mais sobre as bebidas da região, não deixe de fazer um pub crawl, tour guiado que passa por 4 bares e inclui uma degustação em cada um deles.

Para explorar a noite por conta, basta se perder pelas ruas San Francisco, Zela e Santa Catalina, que são os principais pontos turísticos da vida noturna de Arequipa. Logo atrás da Catedral La Compañia, bem no coração da cidade, você também encontra alguns bares e pubs irlandeses na rua Pasaje Catedral. Em alguns lugares acontecem apresentações de dança e música andina. É a chance perfeita para se aprofundar na cultura do país, enquanto relaxa tomando um drinque.

Se você prefere um programa mais tranquilo, a opção é visitar o sofisticado Museo de Pisco, uma mescla de cocktail bar com museu, que oferece em seu cardápio mais de 100 tipos de piscos. O menu degustação traz três mini piscos artesanais com explicação de um bartender especializado. Você ainda pode criar a sua própria versão! Muitos turistas consideram o drinque do local o melhor de Arequipa.

A noite começa cedo e termina tarde. Muitos bares abrem logo às 18h e encerram às 3h, então é possível voltar ao hotel, descansar para depois desfrutar da noite arequipeña até de madrugada!

Veja também os custos para outras cidades