Medellín tem 2,5 milhões de habitantes, então de forma alguma a cidade pode ser considerada pequena. Porém, ao contrário de grandes capitais e metrópoles, lá as acomodações e hospedagens ficam concentradas em poucas regiões. A não ser que você queira fugir da regra, é bem provável que você escolha um dos três bairros listados abaixo pelo Quanto Custa Viajar.

Vale lembrar que o sistema de transportes da cidade é bastante eficiente, então mesmo que você queira fugir do óbvio – algo que o QCV não indica – você poderá contar com essa facilidade para se locomover pelas ruas de Medellín. Abaixo, as principais escolhas para quem quer se hospedar na cidade colombiana:

El Poblado

Com certeza é a opção mais óbvia e escolhida por aqueles que vão a Medellín. É um bairro da classe alta, com ruas muito arborizadas, lojas de comércio, restaurantes, cafés, farmácias, etc. Na região do Parque Lleras, que fica na Zona Rosa e aparece como o coração do bairro, estão muitas das casas noturnas mais badaladas de Medellín. Portanto, além de ser uma região muito bonita, policiada e segura, é onde está o “fervo” da cidade. É em El Poblado também que está a grande maioria da rede hoteleira de Medellín, com opções para diferentes gostos e bolsos. Lá estão famosas redes internacionais de hotéis como também hostels econômicos. Como não poderia deixar de ser, os preços aqui são um pouco mais salgados, mas o investimento vale a pena. No bairro há ainda uma estação de metrô que auxilia bastante a vida do turista (apesar de El Poblado não ser conhecido por ter o mais eficiente transporte público da cidade, justamente por fazer parte de uma zona nobre). O bairro destoa da realidade geral de Medellín, pois é uma região feita especialmente para estrangeiros, sendo essa a razão de turistas amarem e odiarem El Poblado na mesma proporção.

Laureles

É um bairro que também tem bastante infraestrutura, mas mantém uma atmosfera mais local. Ao contrário de El Poblado, que reúne muitos viajantes estrangeiros, em Laureles há uma concentração maior de turistas da própria Colômbia. É também um bairro seguro e, por ser mais próximo ao centro do que El Poblado, fica relativamente perto das atrações turísticas da cidade. Ainda conta com boas opções de entretenimento e conveniência, com restaurantes, bares, farmácias, lojas de comércio, bancos, cafés, etc. A área conta também com opções de vida noturna, mas elas são mais tímidas se comparadas a El Poblado. Por essa razão, Laureles é uma região mais tranquila, então quem optar por essa localização não deverá sofrer com ruídos e barulhos. É a área indicada para quem pretende fazer uma viagem mais longa por Medellín, pois além de ser um bairro bonitinho e seguro tem preços mais convidativos que farão a diferença no final da viagem.

La Candelaria

A opção mais econômica de todas, com localização bastante próxima a diversas atrações turísticas – para se ter uma ideia, é possível visitar a Praça Botero, o Museu Antioquia e o Parque dos Pés Descalços a pé. O ponto negativo fica por conta de a região não ser muito segura, além de ser suja e feia se comparada às anteriormente citadas. O centro, que também recebe o nome de La Candelaria, conta com um bom abastecimento da rede pública de transportes e é um bairro bastante comercial, com opções de restaurantes, cafés e especialmente lojas de compras. Essa característica faz com que ele seja muito movimentado durante as manhãs, com ruas extremamente cheias, enquanto no período noturno não há praticamente ninguém transitando por lá (o que gera a sensação de insegurança para o turista).

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Medellín

Hospedagem em Medellín

menor valor maior valor
Albergue R$ 20,50 R$ 369,61
Pousada R$ 20,50 R$ 359,68
Hotel R$ 55,39 R$ 506,29
Apartamento R$ 71,94 R$ 2.589,70