• Café da manhã

    C$7.00 C$10.60 C$14.80
    R$ 28,24 R$ 42,77 R$ 59,72
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Almoço

    C$11.00 C$15.00 C$20.00
    R$ 44,38 R$ 60,52 R$ 80,70
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Jantar

    C$13.80 C$18.50 C$24.60
    R$ 55,68 R$ 74,65 R$ 99,26
    Baixo custo Econômico Conforto

Guia Alimentação em Vancouver

Em uma cidade considerada uma das melhores do mundo pra se viver, cercada por florestas, rios, mar e montanhas, a gastronomia só completa o cenário de destino ideal para férias de qualquer viajante.

Vancouver é banhada pelo mar do pacífico, o que já garante uma boa variedade de peixes e frutos do mar, além disso a cidade foi umas das primeiras a participar do movimento Ocean Wise que além de preservar o oceano, incentiva a produção sustentável das espécies marinhas. No cardápio da maioria dos restaurantes é fácil encontrar peixes como salmão e outros frutos do mar, muitas vezes servidos frescos, e falando em salmão, não deixe de experimentar o salmão candy que são pequenos pedaços de salmão caramelizados.  

A população de Vancouver é composta por uma grande quantidade de imigrantes, mais de 40% da população veio de outro país, entre eles a maioria de origem asiática, além de europeus e outros povos, e o que isso significa na gastronomia? Uma culinária muito variada onde é possível encontrar diversos tipos de restaurantes espalhados pela cidade, uma mistura de temperos e sabores e um deleite para quem aprecia uma boa comida. 

Para quem gosta de sashimi, tente ir a um restaurante de comida japonesa provar sushi e sashimi feitos com salmão fresco e outros peixes típicos da região.

A Granville Island é uma atração turística que deve estar incluída no roteiro por Vancouver, quem for até lá, não deixe de visitar o Granville Island Public Market, um mercado público com diversas barracas de comida que funcionam como restaurantes onde são servidos produtos e comidas típicas do Canadá, comidas naturais, diversos pescados como salmão, lagostas, caranguejos, queijos, frutas e legumes, e podem ser consumidos tanto no local como pedir em embalagens pra viagem para comer mais tarde quando a fome bater. Para quem for comer no local, há mesinhas tanto dentro do mercado quanto ao ar livre, dependendo do dia fica difícil conseguir um lugar para sentar, mas vale a pena esperar uma mesa e fazer uma refeição, só não esqueça de devolver os pratinhos que são de metais, afinal pratinhos descartáveis de plásticos fazem mal ao meio ambiente, tudo por um mundo melhor. Complete o passeio com uma caminhada pelas diversas lojinhas de souvenirs próximas do mercado.  

As comidinhas de rua são outra mania local em Vancouver e pode ser encontrado comidas de qualidade nas barracas de rua, principalmente na região do centro onde há uma grande variedade de barraquinhas e algumas delas são até de chefs renomados, muito bom para pagar pouco e comer bem. Já para quem está com o orçamento mais folgado, o restaurante Market que fica no hotel Shangri-La tem o cardápio assinado pelo chef celebridade Jean Georges, e nesse caso o orçamento tem que estar bem folgado. Para um brunch aos finais de semana, o Medina Café tem além de uma boa comida, um café de lavanda para fechar com chave de ouro, tente chegar cedo pois a fila é longa. Se a pedida for somente um cafezinho, as cafeterias Tim Hortons estão em toda esquina e são uma franquia muito popular no Canadá.  

Assim como nos Estados Unidos, dar gorjetas é um hábito muito comum no país e os valores variam de 10 a 20 por cento do valor da conta, tudo vai depender do nível do estabelecimento.