• Café da manhã

    R$10.60 R$14.16 R$18.00
    R$ 10,60 R$ 14,16 R$ 18,00
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Almoço

    R$25.72 R$36.00 R$45.60
    R$ 25,72 R$ 36,00 R$ 45,60
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Jantar

    R$31.20 R$43.20 R$54.00
    R$ 31,20 R$ 43,20 R$ 54,00
    Baixo custo Econômico Conforto

Guia Alimentação em Salvador

Você preza pelo bom e velho turismo gastronômico? Se a resposta para essa pergunta foi sim, Salvador é o seu lugar, meu rei. Por trazer desde a época da colonização traços das tradições africana e portuguesa, a capital soteropolitana mostra toda a sua mistura cultural também na gastronomia. Para os desavisados de plantão, comida baiana é sinônimo de muito azeite de dendê e pimenta, dois fortes ingredientes usados na culinária brasileira. Por isso vá com calma e não exagere para não estragar o seu passeio logo nos primeiros dias!

Ir para a cidade e não experimentar o típico acarajé baiano é quase imperdoável. Isso porque a região é reconhecida justamente pela comida típica, que é feita de massa de feijão-fradinho frito em dendê e recheada com vatapá, caruru, vinagrete e camarão seco. Em quase todo canto da cidade você vai encontrar quem sirva a iguaria, mas a região mais famosa mesmo é o Rio Vermelho. É no bairro que ficam concentradas as barracas da Cira, Regina e Dinha, as mais famosas quando o assunto é acarajé. Uma dica é não ir para a região com muita fome, pois verdadeiras filas se formam para aqueles que buscam comer nessas barracas, especialmente no período noturno.

Outra comida típica da região é a moqueca. O prato, que é servido geralmente em panelas de barro, traz uma mistura de postas de peixe cozidas com camarão, mariscos e frutos do mar. O diferencial da moqueca baiana em relação às demais está justamente na presença do leite de coco e do azeite de dendê, que dão o sabor especial da região à comida. Para quem deseja experimentar a moqueca baiana, o Quanto Custa Viajar já avisa que o valor é salgado. Se você quiser economizar, mas também não abre mão de provar a iguaria, pesquise bastante os preços antes de escolher o seu restaurante!

Reserve também um dia para experimentar o caruru. Como ele é acompanhamento de muitos pratos, especialmente peixes, as chances são grandes de você ter acesso a ele. O caruru é preparado com amendoim, camarão seco, quiabo e azeite de dendê. Outro acompanhamento famoso da Bahia é o vatapá, servido junto a pratos de frutos do mar. O vatapá é um creme preparado com fubá, amendoim, castanha de caju, pimenta, leite de coco e azeite de dendê. Mesmo que acompanhem pratos principais e não sejam as estrelas do cardápio, só pelos ingredientes você já pode imaginar que o caruru e o vatapá são cheios de sabor, não é mesmo?

Mas a comida de Salvador não teve influência apenas da cultura africana e portuguesa. Os povos indígenas também deixaram as suas tradições e, hoje, o beiju – mais conhecido como tapioca – é bastante presente na região toda. A comida caiu tanto no gosto popular que hoje é consumida em todo o Brasil. Feita com fécula de mandioca, a comida – que se assemelha a um crepe – pode ser servida com inúmeros recheios doces e salgados. Alguns dos sabores mais procurados são queijo, carne seca, doce de leite e leite condensado com coco. Assim como no caso do acarajé, o que não faltam são barracas espalhadas pela cidade que servem a iguaria!

Já quando o quesito é sobremesa, duas se destacam: a cocada e o sorvete de coco. Assim como o dendê e a pimenta, o coco está bastante presente na culinária baiana. Ao contrário do que se possa imaginar, o ingrediente é usado tanto em pratos doces como salgados. A diferença, portanto, está na concentração. Em salgados, o coco aparece apenas para dar um toque especial, geralmente na forma de leite de coco. Já nas sobremesas, ele geralmente é o principal ingrediente e a estrela do show!