• Café da manhã

    R$7.20 R$9.60 R$12.00
    R$ 7,20 R$ 9,60 R$ 12,00
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Almoço

    R$16.80 R$20.40 R$25.20
    R$ 16,80 R$ 20,40 R$ 25,20
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Jantar

    R$19.20 R$22.80 R$42.00
    R$ 19,20 R$ 22,80 R$ 42,00
    Baixo custo Econômico Conforto

Onde comer em Macapá

Lugares que você deve experimentar em Macapá

Powered by Fousquare

Guia Alimentação em Macapá

Com influências indígenas, africanas e amazônicas, a Região Norte do Brasil é considerada exótica para a maioria das pessoas do eixo Sul/Sudeste do país. Isso porque a área é rica em frutas e tubérculos que não podem ser encontrados com facilidade em outras regiões, além de fazer uma junção interessante entre as influências que recebeu ao longo dos anos.

Outro ponto primordial que dá a tônica para a culinária do estado é o fato de o Amapá ser banhado pelo Rio Amazonas, o maior em volume de água do mundo. Portanto, os peixes acabam sendo os ingredientes mais fortes nas receitas locais, sendo os tucunarés e pirarucus alguns dos mais procurados. O camarão é também presença garantida por lá, uma vez que se acredita que o estado tenha o maior banco de camarões do mundo.

Assim como acontece no Pará, o Tacacá é um dos pratos mais clássicos na capital amapaense. Preparada com tucupi (sumo retirado da raiz da mandioca brava), a iguaria leva ainda goma de mandioca, camarão seco, pimenta-de-cheiro, alho, sal e jambu (uma erva típica da região). O caldo é uma das comidas mais unânimes da cidade, sendo apreciado pela grande maioria dos amapaenses. A Maniçoba também é comum em ambos os estados. Feita com folhas de manivas moídas e cozidas, a comida leva ainda carne de porco, carne bovina e ingredientes defumados. É uma espécie de feijoada bem típica da Região Norte do país. Também do Pará vem o costume de comer o Pato no Tucupi, que consiste na ave assada no forno, tucupi e folhas de jambu. Como acompanhamento, uma boa porção de arroz branco e molho de pimenta-de-cheiro.

O Tucunaré na Brasa também tem lugar garantido nas mesas de restaurantes do Macapá. Com um tempero suave que leva limão, sal e pimenta, o prato é uma maneira de apreciar o peixe em sua forma mais natural. Apesar disso, há algumas receitas mais sofisticadas que levam também o ingrediente, como a Caldeirada de Tucunaré e o Tucunaré Recheado. Outros preparos de peixes muito apreciados por lá são o Pirarucu ao Leite de Castanha e a Pescada de Gurijuba.

O Camarão no Bafo também é muito comum na cidade. Preparado com cachaça de alambique, pimenta dedo de moça, cebola e tomate, o crustáceo surge como uma das principais modalidades de petiscos consumidos na região. A farofa é um dos principais acompanhamentos dessa iguaria, acentuando o sabor e a experiência.

Agora quando o assunto é bebida típica, nenhuma é mais conhecida do que a Gengibirra. Muito pedida junto ao camarão no bafo, a bebida – feita com gengibre, pinga, água e açúcar – é presença garantida nas rodas de marabaixo, manifestação folclórica e religiosa de origem africana que é tradicional na Região Norte do Brasil.

Os doces, sucos, licores, geleias e sorvetes de frutas típicas também são bem comuns no Macapá. Os destaques são os produzidos unicamente na região, como uxi, mari, taperebá, bacaba e tucumã. Outras frutas mais comuns também são marcas registradas do local, como cupuaçu, açaí, caju e manga. E se quiser fazer algo bem típico, vá às margens do Rio Amazonas e compre as frutas que são trazidas cedinho para serem vendidas nas barraquinhas às suas margens. Outro local onde você pode fazer isso é na Feira Livre do Pacoval, que acontece na capital amapaense.

Além disso, para quem quer comer algumas das iguarias mais típicas da cidade, a dica é ir em restaurantes que sirvam comidas tradicionais. Alguns dos mais procurados pelos turistas são o Restaurante Estaleiro e o Restaurante Flora. Uma outra oportunidade de apreciar as iguarias locais é em eventos gastronômicos, como o Festival Brasil Sabor.