• Café da manhã

    NIS6.96 NIS12.00 NIS18.36
    R$ 10,93 R$ 18,84 R$ 28,82
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Almoço

    NIS13.15 NIS20.64 NIS28.27
    R$ 20,64 R$ 32,40 R$ 44,38
    Baixo custo Econômico Conforto
  • Jantar

    NIS18.00 NIS26.40 NIS33.00
    R$ 28,26 R$ 41,45 R$ 51,81
    Baixo custo Econômico Conforto

Guia Alimentação em Jerusalém

A gastronomia em Israel representa a cultura e história do país, ou seja, uma mistura dos costumes judeus, dos países vizinhos e um toque próprio formando um caldeirão de culturas em cada prato servido. 

Aproveitem a viagem para experimentar comidas típicas, pois os chefs locais sabem mesclar a história do país com temperos, e assim criar pratos únicos e envolventes. Embora a culinária árabe seja familiar, há muito mais o que provar, principalmente da cozinha judaica chamada de culinária Kosher.

Alguns lugares para comer e voltar com vontade de quero mais são:

Beni: um restaurante simples, porém tradicional, bom para comer peixe na brasa.

Eucalyptus: as receitas do chef desse restaurante são capazes de fazer os clientes conhecerem a história de Jerusalém enquanto comem. Aqui é mais que uma refeição, o cliente é convidado a ter uma experiência gastronômica.

Jaffer’s: local para provar os legítimos doces árabes. Quem gosta de pistache ficará com água na boca.

Mona: restaurante mais sofisticado e preços mais elevados. Funciona como bar também, cozinha internacional.

Adom: cozinha francesa, é um local simples e elegante ao mesmo tempo. Fica em um bairro boêmio e tem ambiente descontraído.

Hummus Ben Sira: culinária kosher, um dos melhores restaurantes da cidade. A proposta é fazer com que o cliente prove a autêntica comida israelita.

Manou Ba Shouk: comida árabe, mais especificamente libanesa. Restaurante mais econômico, com pratos fartos, fica no mercado de Mahane Yehuda.

Gourmandises by Yoel: cozinha francesa bem no centro de Jerusalém. Com ambiente charmoso, destaque para os bolos e sobremesas.

Nagila Restaurant Jerusalem: opção para vegetarianos, com ingredientes frescos vindos direto do mercado de Mahane Yehuda.

Pasta Basta: como o próprio nome diz, a especialidade da casa são as massas. Fica no mercado de Mahane Yehuda e costuma estar sempre cheio.

Os judeus que vivem hoje em Israel vieram de diversas partes do mundo e trouxeram com eles um pouco da gastronomia do país de origem, em se tratando de culinária, isso serviu somente para enriquecer ainda mais os sabores.

Há uma boa oferta de comidas típicas, desde as mais simples e populares servidas nos mercados de rua como por exemplo o famoso churrasquinho grego ou então refeições feitas em restaurantes sofisticados, porém ambas as opções poderão agradar aos mais exigentes paladares.

Algumas sugestões de pratos para provar são: carne assada (talvez esse seja o mais popular), shawarma (sanduíche de carne com pão pita, vegetais e pastas, a receita vai depender do restaurante escolhido), pita (o tradicional e popular pão de Israel), suco de romã, falafel (bolinhos fritos de grão-de-bico), hummus (grão de bico amassado com tahine, azeite e suco de limão), tahine (pasta de gergelim), halva (doce feito com sementes de gergelim torradas), shakshuka (ovos cozidos em molho de tomates frescos) e muitos outros que encontrarão pessoalmente.

Devido às regras religiosas é indicado antes de sair para comer consultar o horário de funcionamento do restaurante, pois alguns estabelecimentos não abrem de sábado e às sextas-feiras fecham após as 16h00.

Há também algumas regras gastronômicas que precisam ser respeitadas como não misturar durante uma mesma refeição, carne e leite, nem mesmo se o leite estiver incluído somente durante a sobremesa. Qualquer lanche incluindo carne e queijo por exemplo é proibido. Carne de porco também é proibida. Mas a regra principal é não trazer qualquer tipo de preconceito para esta viagem e se deixar levar pelos sabores e aromas do país! Bom apetite!