Você deve estar se perguntando se vale a pena alugar carro em Santiago.

Pesquise e reserve seu carro em Santiago:

Categoria Econômico

valor médio de uma diária

Categoria Intermediário

valor médio de uma diária

Categoria Standard

valor médio de uma diária

Categoria Premium

valor médio de uma diária

Categoria Full-Size

valor médio de uma diária

Categoria Luxo

valor médio de uma diária

Categoria Especial

valor médio de uma diária

Categoria Compacto

valor médio de uma diária

Categoria SUV

valor médio de uma diária

Categoria Minivan

valor médio de uma diária

Categoria Van

valor médio de uma diária

Guia aluguel de carros em Santiago

Você deve estar se perguntando se vale a pena alugar carro em Santiago.

Essa resposta não é única e irá depender de dois fatores: a época em que você viaja e os lugares que pretende visitar. Deixe o carro de lado caso queira conhecer as estações de esqui, mas invista no aluguel de um veículo para ir até Valparaíso e Viña del Mar, por exemplo. Se decidir encarar a neve, o que é recomendado apenas para motoristas experientes, opte por veículos 4 x 4.

Vai viajar pelo país? Lembre-se de que nas estradas chilenas é obrigatório transitar com o farol baixo ligado. Além disso, algumas locadoras oferecem carros equipados com um aparelho que registra automaticamente o pagamento dos pedágios - eles serão debitados do seu cartão ao final da viagem. Também existe a possibilidade de fazer os pagamentos em dinheiro, como ocorre no Brasil.

Dentro de Santiago, o aluguel de um carro não é necessário, já que o transporte na capital chilena funciona bem e muitas atrações podem ser visitadas a pé. Outro detalhe importante é que poucos hotéis na cidade oferecem estacionamento.

Locadoras de veículos no Chile não exigem a Permissão Internacional para Dirigir (PID). Nesse caso, basta apresentar a CNH brasileira acompanhada de outro documento oficial (passaporte ou RG) para a retirada do carro. Ainda assim é recomendado viajar com a carteira internacional, que pode ser feita no Detran do estado em que você emitiu sua CNH. Mesmo com o documento em mãos, a habilitação brasileira precisa ser levada junto na viagem, pois a PID só vale em conjunto com ela.

Como na maioria dos destinos, o motorista também precisará apresentar um cartão de crédito com validade internacional para o registro do caução. O valor será bloqueado no momento da retirada e liberado novamente após a devolução do veículo.