Pesquise e compre sua passagem para Sydney

Aeroporto em Sydney

Conhecer a Austrália é um sonho para muita gente. Felizmente, o primeiro passo para transformar esse sonho em realidade você já deu: pesquisar passagens para Sydney, a principal porta de entrada do país.

O Aeroporto de Sydney (SYD) é o maior da Austrália e é através dele que chegam os principais voos internacionais. Do Brasil, não há rotas diretas e nenhuma companhia brasileira opera voos até o destino. Mesmo assim, é possível encontrar passagens com com apenas uma conexão.

De São Paulo, as melhores opções costumam ser voar com a Emirates (via Dubai), Qatar (via Doha) ou com a Qantas, parando em Santiago do Chile. Existe a possibilidade de viajar com a americana United e realizar uma conexão em Houston, no Texas. Porém, além de adicionar mais horas ao trajeto, será necessário dispor de um visto americano para realizar a conexão nos Estados Unidos, portanto as rotas que passam pelo país são desaconselhadas. 

Tenha em conta que, ainda que seja necessário realizar somente uma conexão, os voos até a cidade serão demorados. Os percursos mais curtos duram cerca de 23 horas, já incluindo o tempo gasto com a troca de aeronave. Afinal, a Austrália fica literalmente do outro lado do mundo. Tenha paciência e prepare-se para encarar um voo longo. Se a companhia com a qual você reservou o voo oferecer a opção de realizar um stop over no caminho, pense se não é uma boa ideia usar a parada para descansar ou conhecer outro lugar.

Como chegar ao aeroporto de Sydney

A maneira mais prática de sair do Aeroporto de Sydney é utilizando o transporte público. O trem Airport Link parte a cada 10 minutos e chega ao centro em menos de 15 minutos. É possível combinar a viagem com linhas de ônibus ou balsas, dependendo de qual for o seu destino após o desembarque. Para pegar o trem, basta descer ao subsolo do terminal de passageiros e adquirir seu Opal Card nos guichês credenciados - o mesmo cartão é usado para o transporte dentro da cidade.

Os ônibus também são uma ótima alternativa para ir até a sua acomodação. Antes de embarcar no primeiro trem, pesquise se não há uma linha de ônibus que deixe você mais perto da hospedagem (a dica é perguntar para o hotel ou anfitrião do Airbnb com antecedência).

Em compensação, quem não se importa de pagar um pouco a mais pela comodidade, pode preferir sair do aeroporto usando um transfer compartilhado (shuttle) ou os táxi autorizados. Nesse caso, prepare o bolso e seja feliz!