Os habitantes de Florianópolis vivem mais na região central, que possui a maior concentração urbana, e na parte norte da ilha. Já as regiões leste e sul são mais rústicas e desabitadas, frequentadas principalmente por pescadores e surfistas. No entanto, quando o assunto é turismo, não tem melhor região, o que vale é o seu perfil e as suas prioridades. Cada uma das áreas tem seus prós e seus contras, portanto o que vai definir mesmo o melhor local é o seu gosto!

A regra, porém, é reservar o seu hotel, albergue ou pousada com antecedência. Por ser um dos destinos mais turísticos do Brasil, a procura costuma ser grande, principalmente na alta temporada. Escolher sua hospedagem sem pressa também ajuda na pesquisa de preços, pois há mais opções disponíveis com melhores acomodações a valores justos.

Abaixo, o Quanto Custa Viajar lista as principais características das quatro regiões da Ilha da Magia, com a intenção de ajudar nossos leitores nessa difícil, porém necessária decisão!

Centro

É a principal escolha para aqueles que visitam a cidade a negócios e, também, para os turistas que não possuem carro. A região central de Floripa compreende o maior perímetro urbano da capital catarinense e, por essa razão, quem se hospeda por lá não encontra problemas em achar restaurantes, bares, lanchonetes, lojas de conveniência, etc. Também é a região mais abastecida pela rede de hotéis e transportes, sendo esta última essencial para os viajantes que vão de avião/ônibus e não pretendem alugar carro. Não é uma área com praias bonitas indicadas para o turismo. 

Região norte

É onde ficam as praias mais famosas e movimentadas da ilha. Aqui, o mar costuma ser calmo e possui águas quentes, portanto é uma boa pedida para aqueles que vão em família. Na Praia dos Ingleses e em Canasvieiras é possível encontrar muitas pousadas e hotéis com perfil pé na areia, o que é uma opção bastante viável no verão, quando o trânsito é intenso e quanto menos andar de carro melhor. Jurerê Internacional é o bairro mais chique da cidade, então essa é a opção para aqueles que querem agito e não precisam economizar em hospedagem. Outra praia dessa região é o Santinho, que possui um resort muito procurado pelos turistas, o Resort Costão do Santinho.

Região leste

É uma área intermediária onde ainda é possível encontrar boa infraestrutura e agito, mas quando o quesito é natureza são as praias menos popularizadas que prevalecem.  Um dos destaques dessa região é a Lagoa da Conceição, que possui boa infraestrutura, comércio e, ainda, uma das noites mais badaladas da ilha. Costuma ser a área preferida por aqueles que se hospedam na região porque ainda dá fácil acesso às praias. Também agitadas, a Praia Mole e a Praia da Joaquina são igualmente boas opções para aqueles que lá se hospedam, especialmente surfistas, que têm nessas localidades bons points de surfe da cidade.

Região sul

É a área mais selvagem de Floripa, com menos urbanização e povoamento. Por essa razão, a região é indicada para turistas que procuram paz e tranquilidade, sempre com olhos em uma natureza mais rústica e belezas naturais latentes. Aqui estão algumas das praias mais belas da ilha, muitas delas somente acessadas por trilhas e barcos, como a Praia do Matadeiro. A Praia do Campeche é a mais procurada da região e, por isso, possui mais infraestrutura, comércio e opções de hospedagem. Além de contar com um dos principais passeios de Floripa, a Ilha do Campeche, essa praia possui um leque bom de possibilidades para aqueles que querem explorar o lado sul da Ilha da Magia.

Encontre a hospedagem perfeita para você

As melhores opções de hospedagem em Florianópolis

Hospedagem em Florianópolis

menor valor maior valor
Apartamento R$ 60,00 R$ 1.808,00
Albergue R$ 60,00 R$ 400,00
Pousada R$ 63,00 R$ 980,00
Hotel R$ 85,50 R$ 596,00

Lugares baratos para ficar em Florianópolis

Média de preços por dia